Angels Cry

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a canção de Mariah Carey, veja Angels Cry (canção).
Angels Cry
Álbum de estúdio de Angra
Lançamento 3 de Novembro de 1993[1]
Gravação Julho - Setembro de 1993 no Kai Hansen Studios e Horus Sound Studio em Hamburgo, Alemanha
Gênero(s) Power metal, heavy metal
Duração 60:12
Gravadora(s) JVC/Victor
Produção Charlie Bauerfeind
Sascha Paeth
Cronologia de Angra
Reaching Horizons
(1992)
Holy Land
(1996)
Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
All Music Guide 4 de 5 estrelas. [2]
Symbol unlikely.svg Esta tabela precisa de ser acompanhada por texto em prosa. Consulte o guia.

Angels Cry é o álbum de estreia da banda brasileira de progressive power metal Angra. Foi lançado em 1993 no Japão e em 1994 para o resto do mundo e gravado na Alemanha, no Kai Hansen Studios em Hamburgo. A faixa-título apresenta um breve arranjo de "Caprice no. 24" de Paganini, assim como "Evil Warning" contém uma breve passagem de "Winter" de Vivaldi. O início da faixa "Never Understand" também contém um breve arranjo de Asa Branca de Luiz Gonzaga.

Produção e gravação[editar | editar código-fonte]

Ao comentar a produção e a gravação do álbum, o vocalista Andre Matos disse que foi difícil devido à inexperiência dele e de seus colegas e também devido às diferenças de influências musicais entre eles e os produtores. Ele também se referiu à gravação como "um exílio":[3]

O produtor Charlie Bauerfeind não estava confiante das habilidades do baterista e cofundador Marcos Antunes para a música que ele queria colocar no álbum, então ele disse à banda que eles poderiam ou demitir Marcos e contratar Alex Holzwarth como um músico de apoio ou usar uma bateria eletrônica - ou então ele deixaria o projeto. A banda decidiu fazer como ele pediu e trocar Marcos por Alex, uma decisão à qual Andre se refere como muito difícil.[3]

Uma das faixas, contudo, foi tocada por um baterista diferente: o cover de Kate Bush "Wuthering Heights", tocada pelo então baterista do Gamma Ray Thomas Nack. Andre disse que Thomas era um grande fã de Kate e "podia tocar aquelas linhas perfeitamente".[3]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as letras escritas por Andre Matos, exceto a faixa 5 por Rafael Bittencourt e a faixa 7 por Kate Bush.

N.º Título Música Duração
1. "Unfinished Allegro"   Franz Schubert, Andre Matos 1:15
2. "Carry On"   Matos 5:03
3. "Time"   Matos, Rafael Bittencourt 5:54
4. "Angels Cry"   Matos, Bittencourt 6:49
5. "Stand Away"   Bittencourt 4:55
6. "Never Understand"   Matos, Bittencourt 7:48
7. "Wuthering Heights" (Kate Bush Cover) Kate Bush 4:38
8. "Streets of Tomorrow"   Matos 5:03
9. "Evil Warning"   Matos, Bittencourt 6:41
10. "Lasting Child
  • I. "The Parting Words"
  • II. "Renaissance""  
Matos 7:35
  • 4:02
  • 3:35

Créditos[editar | editar código-fonte]

Musicais[editar | editar código-fonte]

Banda
Músicos Adicionais
  • Alex Holzwarth - bateria em todas as faixas exceto faixa 7
  • Thomas Nack - bateria na faixa 7
  • Sascha Paeth - violões adicionais, programações eletrônicas e de teclados, arranjos de orquestra
  • Solos de guitarra adicionais na faixa 6 - Sascha Paeth, Kai Hansen, Dirk Schlächter
  • Charlie Bauerfeind - arranjos de orquestra

Técnicos[editar | editar código-fonte]

  • Gravado em: Kai Hansen Studios, Hamburgo, de Julho a Agosto de 1993.
  • Gravado por: Charlie Bauerfeind e Sascha Paeth
  • Gravações adicionais: Horus Sound studio, Hanôver, de Agosto a Setembro de 1993 exceto nas faixas 2, 4, 9 em Kai Hansen Studios em Maio de 1994 e gravações de piano no VOX Klangstudio, Bendestorf, em Agosto de 1993
  • Mixado em: Horus Sound Studio em Agosto/Setembro de 1993 e Maio de 1994 exceto as faixas 1 e 6 mixadas no VOX Klangstudio em Setembro de 1993
  • Mixado por: Charlie Bauerfeind
  • Produzido por: Charlie BauerFeind e Sascha Paeth
  • Produção Executiva: Antonio D. Pirani
  • Músicas editadas por: Editora Rock Brigade, exceto a faixa 7 pela EMI Music publishing Ltd.

Posições nas paradas musicais[editar | editar código-fonte]

Parada musical (1993) Melhor
posição
 Japão - Oricon[1] 17

Referências

  1. a b Oricon. «ANGRAのリリース一覧» (em japonês). Consultado em 24 de março de 2012 
  2. Avaliação no All Music Guide
  3. a b c «Interview with Andre Matos (Part 2 of 2)». Metal Meltdown. 27 de março de 2013. Consultado em 9 de dezembro de 2015  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Angra é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.