Apeadeiro de Ribeira de Seiça

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ribeira de Seiça
BSicon BAHN.svg
Identificação:[1] 63925 RSA (Ribeir.Seiça)
Denominação: Apeadeiro de Ribeira de Seiça
Administração: Infraestruturas de Portugal (centro)[2]:3.3.3.2
Classificação: A (apeadeiro)[3]
Linha(s): Linha do Oeste (PK 196,923)
Altitude: 20 m (a.n.m)
Coordenadas: 40°2′42.37″N × 8°46′57.3″W

(≍+40.0451;−8.78258)

(mais mapas: 40° 02′ 42,37″ N, 8° 46′ 57,3″ O)
Concelho: bandeiraFigueira da Foz
Serviços: sem serviços
Endereço: Rua Nossa Senhora de Seiça, s/n
Seiça
PT-3090-500 Paião FIG
Encerramento: sim[quando?]
Website:
Vestígios do apeadeiro de Ribeira de Seiça, em 2018.
Disambig grey.svg Nota: Para outras interfaces ferroviárias com nomes semelhantes ou relacionados, veja Apeadeiro de Seiça-Ourém, Estação Prefeito Bento Ribeiro, Estação João Ribeiro ou Apeadeiro de Ribeirinha.

O Apeadeiro de Ribeira de Seiça é uma plataforma ferroviária encerrada da Linha do Oeste, que servia a localidade de Ribeira de Seiça, no concelho de Figueira da Foz, em Portugal.

Descrição[editar | editar código-fonte]

O edifício de passageiros situava-se do lado poente da via (lado esquerdo do sentido ascendente, a Figueira da Foz).[4]

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Linha do Oeste § História

Este apeadeiro encontra-se no troço da Linha do Oeste entre Leiria e Figueira da Foz, que abriu à exploração pública em 17 de Julho de 1888, pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses.[5] Foi encerrado[quando?] após 2011.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b (I.E.T. 50/56) 56.º Aditamento à Instrução de Exploração Técnica N.º 50 : Rede Ferroviária Nacional. IMTT, 2011.10.20
  2. Diretório da Rede 2021. IP: 2019.12.09
  3. Instrução de exploração técnica nº 2 : Índice dos textos regulamentares em vigor. IMTT, 2012.11.06
  4. (anónimo): Mapa 20 : Diagrama das Linhas Férreas Portuguesas com as estações (Edição de 1985), CP: Departamento de Transportes: Serviço de Estudos: Sala de Desenho / Fergráfica — Artes Gráficas L.da: Lisboa, 1985
  5. TORRES, Carlos Manitto (16 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1682). p. 61-64. Consultado em 18 de Junho de 2014 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre o apeadeiro de Ribeira de Seiça

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.