Estação Ferroviária de Bifurcação de Lares

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Bifurcação de Lares
BSicon BAHN.svg
plataforma da Bifurcação de Lares, em 2014.
Identificação:[1] 64022 BLA (Bif. de Lares)
Denominação: Estação de Bifurcação de Lares
Administração: Infraestruturas de Portugal (centro)[2]:3.3.3.2
Classificação: E (estação)[3][4]
Tipologia: D [2]5.3.1.1
Linha(s):
Altitude: 5 m (a.n.m)
Coordenadas: 40°7′20.4″N × 8°45′52.45″W

(≍+40.12233;−8.76457)

(mais mapas: 40° 07′ 20,4″ N, 8° 45′ 52,45″ O)
Concelho: bandeiraMontemor-o-Velho
Serviços: UC
Equipamentos: Sala de espera Lavabos
Website:
Alavancas de A.M.V.s no posto de controlo da Estação de Bifurcação de Lares.

A Estação ferroviária de Bifurcação de Lares é uma interface situada no concelho de Montemor-o-Velho, que funciona como ponto de entroncamento do Ramal de Alfarelos na Linha do Oeste, em Portugal.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Localização e acessos[editar | editar código-fonte]

Esta interface situa-se no extremo sudoeste do no concelho de Montemor-o-Velho e da sua freguesia de Abrunheira;[5] para oés-nordoeste, já na margem direita do Mondego e no concelho da Figueira da Foz, situa-se o Apeadeiro de Lares, distante 2169 m pela Linha do Oeste;[1] para sudeste fica a povoação de Moinho de Almoxarife, já no concelho de Soure, atravessada pela EM-1098, onde entronca um estradão de 400 m que liga, atravessando o interior do triângulo, ao exterior da estação.[6]

Dada a natureza da envolvente, esta estação tem escassa vocação para chegadas e partidas de passageiros, servindo mais comummente para transbordo entre comboios que circulem nos eixos Figueira-Coimbra e Figueira-Leiria.[carece de fontes?]

Caraterização física[editar | editar código-fonte]

O edifício de passageiros situa-se do lado sudoeste da via (lado direito do sentido ascendente, a Alfarelos).[7] Ergue-se sobre plataforma única, de forma triangular, que acompanha também a via da Linha do Oeste pelo seu lado noroeste (lado direito do sentido ascendente, a Figueira da Foz). [8]

História[editar | editar código-fonte]

Esta interface situa-se no troço entre Leiria e Figueira da Foz, que foi aberto em 17 de Julho de 1888, pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses.[9]

Em 8 de Junho de 1889, entrou ao serviço o Ramal de Alfarelos, que originalmente ligava a Amieira a Alfarelos.[9] Em 25 de Maio de 1891, abriu a Concordância de Alfarelos ou de Lares, permitindo a ligação directa do Ramal de Alfarelos para a Figueira da Foz, deixando de serem necessárias as manobras dos comboios na Estação de Bifurcação de Lares.[9] Com a abertura deste troço, o ponto de origem do Ramal deixou de ser na Amieira, e passou a ser em Lares.[10]

Comboios em Coimbra
(Serviços ferroviários pesados suburbanos e
regionais de passageiros, na região de Coimbra)

BSicon BHFq black.svg BSicon fBHFq.svg BSicon fexBHFq.svg em operação • BSicon BHFq.svg extinto em 2010
BSicon fexBHFq.svg ext. anunc. 2020 • BSicon exBHFq black.svg BSicon exBHFq.svg extinto em 2009


 
Unknown route-map component "STR+l" Unknown route-map component "STR+r"
 
(ã) Lobazes 
Station on track Station on track
 Moinhos (ã)
(ã) Miranda do Corvo 
Unknown route-map component "KBHFxe" Station on track
 Trémoa (ã)
(ã) Padrão 
Unknown route-map component "exBHF" Station on track
 Vale de Açor (ã)
(ã) Meiral 
Unknown route-map component "exBHF" Station on track
 Ceira (ã)
(ã) Lousã-A 
Unknown route-map component "exBHF" Station on track
 Conraria (ã)
(ã) Lousã 
Unknown route-map component "exBHF" Station on track
 Carvalhosas (ã)
(ã) Prilhão-Casais 
Unknown route-map component "exBHF" Station on track
 S. José (Calhabé) (ã)
(ã) Serpins 
Unknown route-map component "exKBHFe"
End station + Unknown route-map component "HUBa"
 Coimbra-Parque (ã)
(ã) Coimbra 
Unknown route-map component "c"
Unknown route-map component "c" + Unknown route-map component "HUBaq"
Unknown route-map component "c" + Unknown route-map component "dKBHFa-L black"
Unknown route-map component "c"
Unknown route-map component "c" + Unknown route-map component "fexdKBHFa-R"
Unknown route-map component "c" + Unknown route-map component "HUBr"
Unknown route-map component "c" Unknown route-map component "c" Unknown route-map component "c" Unknown route-map component "c"
 
 
Unknown route-map component "d"
Unknown route-map component "c" + Unknown route-map component "dSTR_black"
Unknown route-map component "c" + Unknown route-map component "fxABZg+l"
Unknown route-map component "d" Unknown route-map component "c"
Unknown route-map component "c" + Unknown route-map component "fSTR+r"
Unknown route-map component "d"
 
(ã)(n) Coimbra-B 
Unknown route-map component "d" Unknown route-map component "dBHF-L_black" Unknown route-map component "fdKBHFe-R" Unknown route-map component "fdSTRc2" Unknown route-map component "fdSTR3"
 
(n) Souselas 
Unknown route-map component "c" Unknown route-map component "BHF_black" Unknown route-map component "c" Unknown route-map component "fdSTR+1"
Unknown route-map component "c" + Unknown route-map component "fSTRc4"
Unknown route-map component "c"
 
(f)(n) Pampilhosa 
Unknown route-map component "KBHFxe_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Bencanta (n)
(f) Mala 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Espadaneira (n)
(f) Silvã-Feiteira 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Casais (n)
(f) Enxofães 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Taveiro (n)
(f) Murtede 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 V. Pouca Campo (n)
(f) Cordinhã 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Ameal (n)
(f) Cantanhede 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Pereira (n)
(f) Limede-Cadima 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Formoselha
(f) Casal 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Alfarelos (a)(n)
(f) Arazede 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Montemor (a)
(f) Bebedouro 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Marujal (a)
(f) Liceia 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Verride (a)
(f) Santana-Ferreira 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Reveles (a)
(f) Costeira 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Bif. de Lares (a)(o)
(f) Alhadas 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Lares (o)
(f) Carvalhal 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Fontela (o)
(f) Maiorca 
Unknown route-map component "exBHF_black" Unknown route-map component "fBHF"
 Fontela-A (o)
 
Unknown route-map component "exKBHFe-L black" Unknown route-map component "fKBHFe-R"
 Figueira da Foz (f)(o)

Linhas: a R. Alfarelosf R. Figueira da Foz
ã R. Lousãn L.ª Norteo L.ª Oeste
Fonte principal: Diagrama oficial (2001)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b (I.E.T. 50/56) 56.º Aditamento à Instrução de Exploração Técnica N.º 50 : Rede Ferroviária Nacional. IMTT, 2011.10.20
  2. a b Diretório da Rede 2021. IP: 2019.12.09
  3. Instrução de exploração técnica nº 2 : Índice dos textos regulamentares em vigor. IMTT, 2012.11.06
  4. Instrução de Exploração Técnica N.º 50. INTF («Entrada em vigor 11 de Dezembro de 2005»): p.5
  5. «Bifurcação de Lares - Linha do Oeste». Infraestruturas. Consultado em 8 de Julho de 2012 
  6. OpenStreetMaps / GraphHopper. «Cálculo de distância pedonal». Consultado em 21 de maio de 2022 
  7. (anónimo): Mapa 20 : Diagrama das Linhas Férreas Portuguesas com as estações (Edição de 1985), CP: Departamento de Transportes: Serviço de Estudos: Sala de Desenho / Fergráfica — Artes Gráficas L.da: Lisboa, 1985
  8. Sinalização da estação de Bifurcação de Lares e da Bifurcação de Verride” (diagrama anexo à I.T. n.º 28), 1979
  9. a b c TORRES, Carlos Manitto (16 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1682). p. 61-64. Consultado em 23 de Junho de 2014 
  10. Silva e Ribeiro, 2007:111-112

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • SILVA, José Ribeiro da; Ribeiro, Manuel (2007). Os Comboios em Portugal. III 1.ª ed. Lisboa: Terramar - Editores, Distribuidores e Livreiros, Lda. 203 páginas. ISBN 978-972-710-408-6 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.