Estação Ferroviária de Marinha Grande

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Marinha Grande
BSicon BAHN.svg
Estação de Marinha Grande, em 2016.
Identificação:[1] 63461 MGR (Marin.Grande)
Denominação: Estação de Marinha Grande
Classificação: E (estação)[2]
Linha(s): Linha do Oeste (PK 150,666)
Coordenadas: 39°44′12.45″N × 8°55′34.2″W

(≍+39.73679;−8.92617)

(mais mapas: 39° 44′ 12,45″ N, 8° 55′ 34,2″ O)
Concelho: bandeiraMarinha Grande
Serviços: Logo CP 2.svgBSicon LSTR orange.svgRBSicon LSTR red.svgIR
Equipamentos: Acesso para pessoas de mobilidade reduzida
Diagrama:
BSicon CONTfa grey.svg
BSicon BHF grey.svgLeiria (sentido Figueira da Foz)
BSicon BHF grey.svgMarinha Grande
BSicon BHF grey.svgMartingança (sentido Cacém)
BSicon CONTf grey.svg
Website:
Aspetos da Estação da Marinha Grande, em 2016
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a estação na Linha do Oeste. Se procura o antigo apeadeiro na Linha do Minho, veja Apeadeiro de Santa Marinha.

A Estação Ferroviária de Marinha Grande é uma gare da Linha do Oeste, que serve a cidade de Marinha Grande, no Distrito de Leiria, em Portugal.

Vista de Rua da Estação, em 2016.

Caracterização[editar | editar código-fonte]

Localização e acessos[editar | editar código-fonte]

A estação está situada a cerca de um quilómetro de distância do centro da cidade de Marinha Grande[3], tendo acesso pela Rua da Estação.[4]

Caracterização física[editar | editar código-fonte]

Em dados da Rede Ferroviária Nacional publicados a 6 Janeiro de 2011, a estação ferroviária da Marinha Grande contava com três vias de circulação, com comprimentos entre os 509 e 295 m; as duas plataformas apresentavam 212 e 207 m de extensão, e 35 e 40 cm de altura.[5]

Antigo armazém de mercadorias na estação de Marinha Grande.

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Linha do Oeste § História

Em 1880, a Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses contratou com o governo a construção de uma linha férrea ao longo da região Oeste, passando pela Marinha Grande e por outras povoações.[6] No entanto, estes planos falharam devido à queda do governo, tendo sido retomados dois anos depois, levando à construção da Linha do Oeste.[6] Esta interface faz parte do lanço entre Torres Vedras e Leiria, que abriu à exploração pública em 1 de Agosto de 1887.[7]

Em 1913, existia um serviço de diligências entre a estação e a (então) vila de Marinha Grande.[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. (I.E.T. 50/56) 56.º Aditamento à Instrução de Exploração Técnica N.º 50 : Rede Ferroviária Nacional. IMTT, 2011.10.20
  2. Instrução de exploração técnica nº 2 : Índice dos textos regulamentares em vigor. IMTT, 2012.11.06
  3. «Marinha Grande e a sua indústria vidreira» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 62 (1480). 16 de Agosto de 1949. p. 529. Consultado em 10 de Junho de 2014 
  4. «Marinha Grande - Linha do Oeste». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 24 de Novembro de 2016 
  5. «Quadro resumo das características da infra-estrutura». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 70-85 
  6. a b RODRIGUES et al, 1993:297
  7. TORRES, Carlos Manitto (16 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1682). p. 61-64. Consultado em 10 de Junho de 2014 
  8. «Serviço de Diligencias». Guia official dos caminhos de ferro de Portugal. 39 (168). Outubro de 1913. p. 152-155. Consultado em 19 de Março de 2018 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • RODRIGUES, Luís; TAVARES, Mário; SERRA, João (1993). Terra de Águas. Caldas da Rainha História e Cultura 1.ª ed. Caldas da Rainha: Câmara Municipal de Caldas da Rainha. 527 páginas 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre a estação de Marinha Grande

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.