Autazes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Autazes
"Cidade do leite"
Bandeira de Autazes
Brasão de Autazes
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 19 de dezembro de 1955
Gentílico autazense
Prefeito(a) José Thomé Filho (PSD)
(2013–2016)
Localização
Localização de Autazes
Localização de Autazes no Amazonas
Autazes está localizado em: Brasil
Autazes
Localização de Autazes no Brasil
03° 34' 48" S 59° 07' 51" O03° 34' 48" S 59° 07' 51" O
Unidade federativa  Amazonas
Mesorregião Centro Amazonense IBGE/2008[1]
Microrregião Manaus IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Oeste: Careiro e Careiro da Várzea;
Norte: Itacoatiara;
Leste: Nova Olinda do Norte;
Sul: Borba
Distância até a capital 108 km
Características geográficas
Área 7 599,282 km² [2]
População 37 033 hab. (AM: 16º) –  IBGE/2015[3]
Densidade 4,87 hab./km²
Clima Equatorial Aw
Fuso horário UTC-4
Indicadores
IDH-M 0,577 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 206 079 mil (AM: 15º) – IBGE/2012[5]
PIB per capita R$ 6 186,33 IBGE/2012[5]
Página oficial

Autazes é um município brasileiro do interior do estado do Amazonas, Região Norte do país. Pertencente à Mesorregião do Centro Amazonense e à Microrregião de Manaus, localiza-se a sudeste de Manaus, capital do estado, distando desta cerca de 113 quilômetros.

Ocupa uma área de 7 599,282 km²[2] e sua população, estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2015, era de 37 033 habitantes,[3] sendo assim o décimo-sexto município mais populoso do estado do Amazonas e o quinto de sua microrregião. Autazes sedia a maior festa bovina da Amazônia Ocidental, a Festa do Leite.

História[editar | editar código-fonte]

Autazes era uma região bastante conhecida já no século XVIII, pela habitação dos índios Mura, famosos por resistirem ao sistema colonizador dos portugueses.

A origem do nome "Autazes" vem dos rios Autaz-Açú e Autaz-Mirim, ambos penetram e cortam o município de norte a sul. A exploração de suas terras iniciou-se por volta de 1637, através do Rio Madeira, pelos produtores de cacau e demais trabalhadores de produtos naturais. Porém, a ocupação definitiva de Autazes só aconteceu por volta de 1860. Inicialmente a cidade era chamada de Ambrózio Ayres, em homenagem ao fazendeiro bararoá que lutou contra os cabanos e desta luta teve a sua morte.

A Cabanagem também foi presenciada em suas terras, por volta de 1835 e 1840. Esse acontecimento, extraordinário na História do Brasil, envolveu índios, mestiços, negros e alguns brancos pobres que buscavam melhores condições de vida.[6]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2015 era de 37 033 habitantes. Sua localização é latitude -3,57972° e longitude -59,13056°. Tem uma área territorial de 7 599 km. Está noventa metros acima do nível do mar, e sua temperatura média é de 26 °C. Fica a 108 quilômetros de Manaus.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

São diversos rios que cortam os arredores de Autazes, além de mais de cem lagos, sendo todos propícios à pesca e ao pouso de hidroaviões. Esses locais contam com uma forte presença de operadores de barcos para o turismo de pesca. O peixe mais cobiçado é o tucunaré, que se tornou o peixe-símbolo da pesca esportiva no Brasil. Os destaques são os rios Preto e Pantaleão, que têm por características principais as águas escuras e um lago com vinte quilômetros de área. Já o Rio Mamori atravessa a cidade e faz sua ligação com o município de Careiro Castanho. O Rio Tupana é um dos mais preservados e selvagens da região.

Economia[editar | editar código-fonte]

Produção de leite de búfala[editar | editar código-fonte]

Segundo dados do IBGE, Autazes possui a maior produção de leite de búfala do Brasil, com 1,7 milhões de litros produzidos em 2006. (fonte: Censo Agropecuário de 2006 do IBGE)

Agropecuária[editar | editar código-fonte]

A produção agropecuária baseia-se na criação de gado leiteiro, o que valeu a Autazes o título de cidade do leite e do queijo. Também há uma grande produção de queijo coalho, queijo manteiga e leite, bem como o cultivo de mandioca (farinha), cupuaçu, guaraná, laranja, feijão e milho.

Feriados municipais[editar | editar código-fonte]

  • 27 de junho - Dia do Mestiço.[7]
  • 18 de agosto - Dia de São Joaquim e Sant'Ana (Padroeiros de Autazes)

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. a b IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. a b «Estimativas da população residente no Brasil e Unidades da Federação com data de referência em 1º de julho de 2015» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 28 de agosto de 2015. Consultado em 30 de agosto de 2015. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 09 de setembro de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2012». IBGE. Consultado em 14 de dezembro de 2014. 
  6. " «Autazes, município do Amazonas». Portalamazonia.com. 14/11/2008 . 
  7. «Autazes estabelece feriado pelo Dia do Mestiço». Nação Mestiça. 14 de janeiro de 2012. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]