Batalha de Caen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Batalha de Caen
Operação Overlord
Battleforceanmapenglish.PNG
Esquema mostrando a cidade de Caen durante a batalha.
Data 6 de junho – 6 de agosto de 1944
Local Caen, Normandia, França
Desfecho Vitória dos Aliados
Beligerantes
 Reino Unido
 Canadá
Alemanha Nazi Alemanha Nazista
Comandantes
Reino Unido Bernard Montgomery
Reino Unido Miles Dempsey
Alemanha Nazi Erwin Rommel
Alemanha Nazi Friedrich Dollmann
Alemanha Nazi Paul Hausser
Alemanha Nazi Leo Geyr von Schweppenburg
Alemanha Nazi Sepp Dietrich
Forças
3 divisões blindadas
11 divisões de infantaria
5 brigadas blindadas
3 brigadas de tanques
7 divisões de infantaria
8 divisões panzer
3 batalhões de tanques pesados
Baixas
50 539 mortos ou feridos Desconhecidas (pesadas)
550 tanques perdidos
A cidade de Caen, destruída devido aos combates.

A Batalha por Caen (Junho—Agosto de 1944) foi uma luta travada entre o exército britânico e o exército alemão (Wehrmacht), durante a Segunda Guerra Mundial, pelo controle da cidade de Caen e seus arredores, no decorrer da Batalha da Normandia. Foi uma das ações subsequentes a Operação Netuno, o desembarque dos Aliados na costa norte da França (o Dia-D).[1]

Caen é uma ilha de 14 km na costa do departamento de Calvados, na Baixa Normandia, e está montada no Rio Orne e o Canal Caen à la Mer, na junção de várias ferrovias e estradas, que passam por dois rios, fazendo do local um objetivo operacional extremamente importante, para ambos os lados. Caen e a área ao sul eram planas e as mais abertas da Normandia e os comandantes da aviação Aliada queriam a região para construir uma base aérea.[2]

A 3ª Divisão de infantaria britânica deveria tomar Caen no Dia-D ou avançar dentro da cidade para evitar que os alemães a capturassem, impedindo um contra-ataque. Caen, Bayeux e Carentan acabaram não sendo tomadas no primeiro dia de desembarque dos Aliados e na primeira semana pós Dia-D, os americanos, britânicos e canadenses se ocuparam garantindo as cabeças de praia, fazendo com que a ofensiva em Caen perdesse força e se prolongasse por semanas. As tropas anglo-canadenses retomaram seus ataques nas cercanias de Caen e seus subúrbios ao norte do rio Orne durante a Operação Charnwood (8–9 de julho). As regiões da cidade ao sul do rio foram tomadas pelo II Corpo do exército canadense durante a Operação Atlantic (18–20 de julho). Os alemães responderam mobilizando suas divisões panzer para defender Caen, o que fez com que a luta pela cidade fosse violenta e sangrenta, o que acabou privando os alemães de reforçar suas posições a oeste durante a invasão Aliada da França.[3]

No oeste da Normandia, o 1º Corpo do Exército dos Estados Unidos isolou a Península do Cotentin, capturando Cherbourg e atacando ao sul de Saint-Lô, a cerca de 60 km a oeste de Caen, conquistando a região em 19 de julho. Em 25 de julho, após atrasos devido ao mal tempo, os americanos começaram a Operação Cobra na estrada de Saint-Lô–Périers, coordenando com os canadenses que, por sua vez, tinham lançado a Operação Spring em Verrières (Bourguébus), ao sul de Caen. A operação Cobra foi um sucesso e forçou o colapso das defesas alemãs pela Normandia; o avanço Aliado culminou na batalha do Bolsão de Falaise (12–21 de agosto), o que prendeu os remanescentes do 7º e 5º exércitos panzer (o Panzergruppe West), abrindo caminho para o Sena e Paris.[4][1]

A cidade de Caen foi destruída pelos bombardeios aéreos Aliados e sofreu danos igualmente extensos devido aos combates terrestres, deixando vários mortos entre a população civil francesa local. Após a batalha, pouco da cidade original restava e a reconstrução só foi completada em 1962.[3]

Fotos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Badsey, Stephen (1990). Normandy 1944 Allied Landings and Breakout. London: Osprey. ISBN 978-0-85045-921-0 
  2. Copp, Terry; Vogel, Robert (1983). Maple Leaf Route: Caen. Alma, ONT: Maple Leaf Route. ISBN 978-0-919907-01-0 
  3. a b Gray, P. (2006) [2004]. «Caen – The Martyred City». In: Buckley, John. British Armour in the Normandy Campaign 1944. Abingdon: Taylor & Francis. ISBN 978-0-415-40773-1 
  4. Badsey, S. (2006). «Chapter 4: Culture, Controversy, Caen and Cherbourg: The First Week of the Battle». In: Buckley, John. The Normandy Campaign 1944: Sixty Years On. Londres: Routledge. pp. 48–63. ISBN 978-1-134-20304-8