Bonde Aéreo de Telêmaco Borba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bonde Aéreo de Telêmaco Borba
Vista do bonde aéreo de Telêmaco Borba.jpg
Vista do Bonde Aéreo de Telêmaco Borba em 2019.
Informações
Proprietário Klabin S.A.
Local Telêmaco Borba, Paraná
País Brasil
Tipo de transporte Teleférico
Número de linhas 1
Número de estações 2
Tráfego 1500 passageiros/dia (2012)
Funcionamento
Início de funcionamento 11 de novembro de 1959 (60 anos)
Dados técnicos
Extensão do sistema 1 318 m
Velocidade média 32 km/h

O Bonde Aéreo de Telêmaco Borba, comumente denominado bondinho, é um teleférico localizado no município de Telêmaco Borba, no Paraná.[1][2][3][4]

História[editar | editar código-fonte]

Administrado pela empresa Klabin S.A., foi inaugurado no final da década de cinquenta, em 11 de novembro de 1959, tendo uma capacidade de 32 passageiros por cabine, ligando a sede do município de Telêmaco Borba ao bairro de Harmonia, com 1.318 metros de vão livre sobre o rio Tibagi e a uma altura de 76 metros.[1]

A obra foi uma iniciativa do empresário Horácio Klabin, que por meio da construção do teleférico visava facilitar a locomoção dos trabalhadores para terem acesso à fábrica de celulose e papel da Unidade Monte Alegre das industrias Klabin.[5] A construção iniciou-se em 1958, antes mesmo da fundação do município de Telêmaco Borba, e uma empresa alemã foi responsável pela execução da obra que era uma referência em modernidade e uma ótima alternativa de transporte. Na época a travessia sobre o rio Tibagi era feito somente por balsa.[1]

Atrativo turístico[editar | editar código-fonte]

Sendo o maior teleférico da América Latina em vão livre[6] e o único teleférico do Paraná, tornou-se em uma das principais atrações turísticas do município e é considerado um ícone do turismo na região de Telêmaco Borba e nos Campos Gerais do Paraná.[1][7][8]

Até o ano de 2007 já havia transportado cerca de 32 milhões de pessoas.[9] Antigamente, na época da inauguração do bonde aéreo, fazia-se o transporte de até sete mil funcionários por dia. Nos últimos anos a média caiu para 1500 passageiros por dia, sendo em média quinhentos turistas por semana.[1]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e «50 Anos do Bonde Aéreo de Telêmaco Borba». Repórter TB. 13 de dezembro de 2012. Consultado em 21 de abril de 2014 
  2. «Plano Diretor de Desenvolvimento de Telêmaco Borba» (PDF). Consultado em 9 de novembro de 2019. Arquivado do original (PDF) em 24 de setembro de 2015 
  3. FUNPAR - Fundação da Universidade Federal do Paraná (2017). «Plano Diretor - Produto 5.1 - Revisão do Plano Diretor Municipal de Telêmaco Borba.» (PDF). Prefeitura Municipal de Telêmaco Borba. Consultado em 9 de novembro de 2019 
  4. Viaje Paraná (2019). «Telêmaco Borba». Secretaria de Comunicação Social do Paraná. Consultado em 9 de novembro de 2019 
  5. «História Telêmaco Borba». Prefeitura Municipal de Telêmaco Borba. Consultado em 21 de abril de 2014 
  6. «Passeios - Que tal levar os pequenos para verem a cidade do alto?». Disney Babble. Consultado em 21 de abril de 2014 
  7. «Telêmaco Borba segue na trajetória do desenvolvimento» (PDF). Expresso Princesa dos Campos. 2012. Consultado em 21 de abril de 2014 
  8. «Telêmaco Borba». Paraná Turismo. Consultado em 9 de novembro de 2019 
  9. «Bonde Aéreo de Telêmaco Borba» (PDF). Jornal da Manhã. Consultado em 21 de abril de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bonde Aéreo de Telêmaco Borba
Ícone de esboço Este artigo sobre um teleférico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.