Aeroporto de Telêmaco Borba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aeroporto de Telêmaco Borba
Aeroporto
IATA: TEC - ICAO: SSVL
Características
Tipo Público
Administração Municipal
Serve Telêmaco Borba
Inauguração 28 de abril de 1987
Altitude 813 m (2 667 ft)
Pistas
Cabeceira(s) Comprimento Superfície
02/20 1 800  m (5 906 ft) Asfalto

Aeroporto de Telêmaco Borba, também conhecido como Aeroporto Monte Alegre (IATA: TECICAO: SSVL), é um aeroporto localizado no município de Telêmaco Borba, sendo operado pela empresa Klabin S.A..[1][2][3][4]

História[editar | editar código-fonte]

No âmbito aeroviário a cidade de Telêmaco Borba é servida atualmente apenas pelo Aeroporto de Telêmaco Borba, já que a pista de voos localizada na Fazenda Monte Alegre foi definitivamente desativada. A pista para serviços aéreos na fazenda tinha 950 metros e quando foi construída era considerada uma das maiores do Paraná na época, contava ainda com um serviço aéreo regular entre São Paulo, Monte Alegre, Curitiba e vice-versa, pela companhia aérea Cruzeiro do Sul.[5]

Em 28 de abril de 1987 foi inaugurado o Aeroporto de Telêmaco Borba, sendo de propriedade do Município e de responsabilidade da prefeitura. Pelo contrato de concessão nº 007/2006 (resultado da Concorrência Pública nº 03/2005), que estabelece as condições da concessão de uso, administração, manutenção, operação e exploração comercial do aeroporto, é operado pela empresa Klabin S.A., por cinco anos, prorrogável por igual período.[3]

Localização[editar | editar código-fonte]

O acesso ao aeroporto é realizado pela rua Rio Iguaçu, no Jardim Aeroporto, que se conecta com a Rodovia do Papel (PR-160). Está localizado a 813 metros de altitude em relação ao nível do mar, servindo toda a região de Telêmaco Borba e sendo considerado, até então, o maior aeroporto da região dos Campos Gerais do Paraná, embora não opere atualmente com voos comerciais regulares.[3]

Atende principalmente a população de Telêmaco Borba, que contava em 2018 com uma população estimada em 78 135 habitantes,[4] além de municípios como Ortigueira, Tibagi, Curiúva, Imbaú, Ventania, Sapopema, Figueira, Cândido de Abreu e Reserva, compreendendo uma região de mais de 200 mil habitantes.[6][7]

Nas proximidades de Telêmaco Borba há aeroportos regionais com voos regulares como o Aeroporto de Ponta Grossa distante cerca de 138 km[8] e o Aeroporto de Londrina distante cerca de 182 km.[9] Em relação ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, na região de Curitiba, está localizado a aproximadamente a 270 km.[10]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Identificado pela sigla SSVL, o aeroporto possui uma ampla infraestrutura, com uma pista revestida com asfalto de 1 800 metros de comprimento por 30 metros de largura e atende, normalmente, a uma média de 67 pousos e decolagens por mês. Pelo Plano Aeroviário Estadual do Paraná do ano de 2014, elaborado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística do Paraná (SEIL-PR) e pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária (FAPEU), o aeroporto de Telêmaco Borba é classificado como aeroporto local, caracterizado pela operação exclusiva da aviação não regular de pequeno porte.[3]

O aeroporto, que possui infraestrutura até para operar em período noturno, dispõe de uma área total de cerca de 54 000 m² e atende a pouso e decolagem de aviões de pequeno e médio porte. As instalações do aeroporto compreendem, além da pista de pouso e decolagem, pátio de acesso e o pátio de manobras, com 70 metros de extensão e 7,5 metros de largura, com uma área de 2 100 m², pátio de manobra com 100 metros de extensão e 4,28 metros de largura, com uma área de 3 000 m².[3] Também conta com um terminal para o atendimento de passageiros, hangares para diversos fins, estacionamento para veículos e acesso pavimentado.[3] Já o projeto de expansão prevê novos terminal de passageiro, pátio de aeronaves, seção contra incêndio, e Segundo a Secretaria de Aviação Civil - SAC, um estudo preliminar de um projeto concluído prevê uma área de 6 676 m² para desapropriação, a cargo da prefeitura,[4] além da potencialidade de integrar a rede estadual de aeroportos.[2][11][12]

Referências

  1. «Aeronave cai e deixa duas pessoas feridas em Telêmaco Borba». G1. 3 de dezembro de 2017. Consultado em 27 de maio de 2019 
  2. a b «Fiep exalta benefícios com investimento no aeroporto». A Rede. 21 de maio de 2019. Consultado em 27 de maio de 2019 
  3. a b c d e f FUNPAR - Fundação da Universidade Federal do Paraná. «Plano de Mobilidade de Telêmaco Borba - Produto 3.2 - Diagnóstico.» (PDF). Prefeitura Municipal de Telêmaco Borba. Consultado em 27 de maio de 2019 
  4. a b c FUNPAR - Fundação da Universidade Federal do Paraná. «Plano Diretor - Produto 5.1 - Revisão do Plano Diretor Municipal de Telêmaco Borba.» (PDF). Prefeitura Municipal de Telêmaco Borba. Consultado em 27 de maio de 2019 
  5. Prefeitura Municipal de Telêmaco Borba. «História do Município de Telêmaco Borba». Consultado em 27 de maio de 2019. Arquivado do original em 4 de agosto de 2017 
  6. Richa cria 26º BPM e entrega licenças ambientais para a Klabin e Copel
  7. Polícia Militar do Paraná. «26º BPM - Área de Atuação». Consultado em 29 de maio de 2019 
  8. Distanciacidades.com. «Distância de Telêmaco Borba e Aeroporto de Ponta Grossa (Aeroporto Santana)». Consultado em 27 de maio de 2019 
  9. Distanciacidades.com. «Distância de Telêmaco Borba e Aeroporto de Londrina». Consultado em 27 de maio de 2019 
  10. Distanciacidades.com. «Distância de Telêmaco Borba e Aeroporto Internacional Afonso Pena». Consultado em 2 de julho de 2016 
  11. Katia Brembatti (6 de agosto de 2019). «Mais 10 cidades do interior do PR terão voos para Curitiba; veja faixa de preço». Gazeta do Povo. Consultado em 6 de agosto de 2019 
  12. «Paraná ganha 10 novas rotas de voos espalhadas pelo Estado». Agência de Notícias do Paraná. 6 de agosto de 2019. Consultado em 6 de agosto de 2019 

Ver também[editar | editar código-fonte]