Brígida da Suécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brígida
Princesa da Suécia
Marido João Jorge de Hohenzollern
Descendência
Carlos Cristiano de Hohenzollern
Desidéria de Hohenzolern
Humberto de Hohenzollern
Nome completo
Brígida Ingeborg Alice
Casas Bernadotte (por nascimento)
Hohenzollern-Sigmaringen (por casamento)
Pai Gustavo Adolfo, Duque de Västerbotten
Mãe Sibila de Saxe-Coburgo-Gota
Nascimento 19 de janeiro de 1937 (79 anos)
Palácio de Haga, Solna, Suécia
Brasão

Brígida Ingeborg Alice (Solna, 19 de janeiro de 1937) é uma princesa sueca, a segunda filha do príncipe Gustavo Adolfo, Duque de Västerbotten, e sua esposa a princesa Sibila de Saxe-Coburgo-Gota, sendo irmã do rei Carlos XVI Gustavo da Suécia.

Família[editar | editar código-fonte]

É a segunda filha do príncipe Gustavo Adolfo, Duque de Västerbotten e sua esposa a princesa Sibila de Saxe-Coburgo-Gota, sendo neta do rei Gustavo VI Adolfo da Suécia. As suas irmãs são as princesas Margarida, Desidéria e Cristina.

Brígida é a viúva (embora os dois já estivessem separados) do príncipe João Jorge de Hohenzollern, morto em 2 de março de 2016.

Entre as suas irmãs, apenas ela casou com um homem de estatuto real e, mantendo a tradição de as princesas que casam com príncipes ficarem com o seu título de antes do casamento, Brígida manteve o seu tratamento de Alteza Real.[1] Uma Princesa consorte de Hohenzollern ficaria passaria normalmente a ter o título de Alteza Sereníssima.

Casamento[editar | editar código-fonte]

Numa visita a amigos e familiares à Alemanha, em 1959, a princesa conheceu o seu futuro marido numa cocktail party. A 15 de dezembro de 1960, o seu noivado com o príncipe João Jorge de Hohenzollern, foi anunciado.

A cerimónia civil realizou-se no Palácio Real de Estocolmo a 25 de maio de 1961, enquanto a religiosa teve lugar na Igreja de Sankt Johann, situada no Palácio da família do noivo, em Sigmaringen, a 31 de julho do mesmo ano. As damas de honor foram as princesas Cristina da Suécia e Benedita da Dinamarca, irmã e prima da noiva, respetivamente; os padrinhos do noivo foram o então Príncipe Herdeiro da Suécia, Carlos Gustavo, e Miguel Bernadotte, Conde de Wisborg, irmão e primo da noiva, respetivamente.

Brígida convertou-se ao Catolicismo aquando do seu casamento; consequentemente, ela e os seus filhos deixaram de ter lugar na linha de sucessão ao trono sueco, mesmo quando as novas regras constitucionais de sucessão entraram em vigor, em 1980.

O príncipe João Jorge e a princesa Brígida separaram-se em 1990, embora permaneceram oficialmente casados. Ela vive na ilha de Maiorca, em Espanha, enquanto o seu marido, conhecido como "Hansi", viveu em Munique e foi especialista em arte, sendo também diretor de um museu e membro da direção da leiloeira Christie's, até morrer em 2 de março de 2016, fazendo com que Brígida ficasse legalmente viúva.

Vida pública[editar | editar código-fonte]

A Princesa Birgitta está ligada ao golfe, participa em diversas campanhas de caridade (não na Suécia) e é Membro Honorário da Direção da Real Sociedade Sueca de Golfe (cargo que assumiu quando o seu tio, Bertil, Duque de Halland, morreu).

Ela tem a sua própria competição de golfe em Maiorca, a Taça Princesa Brígida, que se realiza no campo de golfe da sua casa e participa nas celebrações anuais da Festa de Santa Luzia e na festa realizada no seu clube de golfe, aquando do Dia Nacional da Suécia. Marca também presença em eventos da Família Real Sueca; juntamente com o seu marido e filhos, foi convidada para o casamento da Princesa Herdeira, Vitória, com Daniel Westling, em 2010.

Descendência[editar | editar código-fonte]

O casamento da Princesa Birgitta originou três filhos:

Títulos e tratamentos[editar | editar código-fonte]

  • 19 de janeiro de 1937 – presente: "Sua Alteza Real, Princesa Brígida da Suécia"

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Brígida da Suécia
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.