Brasfoot

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Brasfoot
Bf21tela.png


Tela de abertura do Brasfoot 2021
Gênero(s) Esporte, Simulação, Estratégia
Distribuidora(s) SiliconAction[1]
Criador(es) Emmanuel dos Santos
Plataformas Microsoft Windows e Android
Primeiro título Brasfoot 2003
2003
Último título Brasfoot 2021
2021
http://www.brasfoot.com
Portal Portal de jogos eletrônicos

Brasfoot é uma série de jogos de gerenciamento de clubes de futebol (manager) para Windows e Android, distribuída pela SiliconAction criado por Emmanuel dos Santos, [1] e lançada inicialmente em 2003. Inspirado no similar português Elifoot, porém com maior jogabilidade[2][3], a versão mais atual para plataformas Windows é o Brasfoot 2021. Para Android, há a versão mais atualizada: Brasfoot 2021. O jogo é o primeiro de seu gênero no Brasil, sendo considerado o mais bem sucedido devido a sua simplicidade[2]. O jogador tem como objetivo é tornar-se o melhor dos treinadores, alternando-se na administração tática e financeira de sua equipe.

Características[editar | editar código-fonte]

É possível jogar competições nacionais, internacionais, estaduais (só no Brasil) e competições seleções. Se ele tiver bons resultados, pode ser chamado por equipes melhores, se não, corre o risco de ser demitido e ter que treinar clubes mais fracos.[4]

Como treinador, é possível escalar os jogadores, formular táticas e improvisar as posições dos jogadores. O treinador é o responsável pelas finanças do clube onde treina, podendo negociar os direitos e salário dos jogadores, controlar o preço dos ingressos e ampliar o estádio.[2]

Cada futebolista tem um valor para sua força, que tende a diminuir conforme ele envelheça, e até duas características, entre dez possíveis, nas quais ele se destaca mais.[2] Aquele que for artilheiro em alguns campeonatos proporciona uma premiação para seu time.[2]

O Brasfoot possui um editor de times que permite fazer diversas alterações, deleções e adições de equipes e jogadores.[2]

Nas versões demo, o treinador começa na quarta divisão e que disputa apenas a copa e o campeonato nacionais do Brasil ou da Espanha. A versão não paga também restringe o improviso de jogadores dentro de seu setor.[2]

Brasfoot 2021 Android[editar | editar código-fonte]

 Recepção do Brasfoot
Resenha crítica
Publicação Nota
Info Online[4] 7,2/10
Google Play 4,4/5
Pontuação global
Publicação Nota média
Baixaki[2] 4,5/5

A quarta versão do Brasfoot para Android foi lançado em 16 de março de 2021 e trouxe várias novidades.


INTERFACE: As mudanças do Brasfoot 2021 já são perceptíveis ao baixar o jogo, com uma logo diferente e a adição do azul à interface deixou o visual do jogo ainda mais leve e ao mesmo tempo, bonito.

À adoção ao azul é algo geral no jogo!


EDITOR DE EQUIPES: Indo ao editor de equipes se percebe uma mudança bastante insignificante, mas que para quem faz patches (ligas adicionais as que vem no jogo), facilita bastante que é o ranqueamento por nível, agora os times não ficam jogadores aleatoriamente.


TIME ALEATÓRIO: Agora será possível iniciar no Brasfoot Mobile com um time escolhido aleatoriamente pela própria máquina, funcionalidade que chegou ao Brasfoot PC na 17° versão.


ORDENAR POR: Agora é possível organizar o seu plantel não só mais por posição, mas também, por gols na carreira, valor, força, idade e salário.


COR INDICADORA DE POSIÇÃO: Agora na tela inicial tem cores que indicam a posição dos jogadores, basta apenas você selecionar a opção nas preferências do jogo.


TELA DE TIMES: A tela de time é uma das telas que mudaram pra melhor, agora ela é organizada por países e também por divisão.


TELA DE JOGADORES: Seguindo com as telas que mudaram essa é mais uma que ficou de fato bonita e mais leve.


TELA DE PROCURA: Agora a tela de procura está completamente diferente e mais funcional, diferente da última versão onde estava cheia de bugs, além da adição de um filtro de idades onde você pode usar de acordo com a idade que deseja e não mais predefinido.


TELA DE FIM DE JOGO E ASSISTÊNCIAS: A tela de fim de jogo também sofreu algumas mudanças, agora é possível visualizar apenas as escalações e em outra aba as informações do jogo, que agora estou postadas a partir de eventos dentro do jogo. Mas para além disso é possível notar a presença de um chuteira prateada do lado de alguns jogadores, esses são os respons[aveis por assistências na partida.


11 RESERVAS, 5 SUBSTITUIÇÕES: Chegando próximo a realidade, o Brasfoot 2021 terá agora como relacionar 22 jogadores, sendo 11 titulares e 11 reservas, antigamente era apenas 18. Além de ser possível fazer 5 substituições, também há um marcador sobre quantas já foram feitas pelo time humano e também pela máquina.


ELIMINATÓRIAS AMÉRICA DO SUL E EUROPA: Agora será possível jogar as eliminatórias para a Copa do Mundo em dois continentes, sendo eles América do Sul e Europa.[5]

Brasfoot 2021 PC[editar | editar código-fonte]

A décima nona versão do Brasfoot foi lançada, para Windows, em 13 de abril de 2021 e trouxe várias novidades.


INTERFACE: Logo ao iniciar o jogo temos a adição da cor azul.


CONFIGURAÇÕES: Ao entrar nas configurações do estaduais podemos observar algumas mudanças, e nas configurações da liga é possivel verificar que foi acrescentada uma nova fórmula (20 equipas, 2 grupos de 10 e a fase final composta por dois grupos).


ENTRANDO NO JOGO: Encontramos a janela principal onde se veem algumas mudanças,principalmente no lado esquerdo da janela com aquisições na parte inferior, de empréstimos), o histórico do clube (com mudanças), os troféus e para alterar as cores da janela. Em cima verifica-se um novo icone para a história contendo um relogio e uma bola. Outra novidade é o aumento da equipa de 30 para 32 jogadores,

Percorrendo as janelas a primeira com grande mudanças foi a tabela classificativa onde agora é possivel verificar as estatísticas de cada uma das competições, estando visivel também a alteração realizada nas competições internacionais.

Percorrendo, agora a janela da pesquisa de jogadores, verifica-se uma reformulação geral desta janela tornando-a muito mais prática para procurarmos os jogadores que queremos avaliar.

Na academia de juniores, embora não seja percetivel nenhuma mudança à primeira vista, é possível ver que as vagas subiram de 15 para 20 jogadores, permitindo assim um aumento dos jogadores jovens que se formam no clube.

Na janela das opções é possível verificar algumas aquisições, como ver leilão de jogadores e a aquisição da escolha das novas cores para mudar as janelas.

Uma novidade já revelada foi a reformulação da janela do histórico do clube ficando mais atraente e prática de leitura.

Outra grande novidade do jogo foi o aumento dos jogadores emprestados tanto pelo nosso clube como pelos outros para o nosso. Assim, agora é possível emprestar até 4 jogadores e receber emprestados até 10 jogadores. Outro ponto positivo é a possibilidade de chamar de volta ou dispensar o jogador (os empréstimos são de 1 época).


MENU DA ESCALAÇÃO: Passsando agora para a janela da tática, aqui estão a grande parte das mudanças desta nova versão, a primeira salta à vista que é o aumento dos jogadores no banco de suplentes (passando de 7 para 11), sendo possível também 5 substituições durante o jogo. Outra, foi a adição do batedor de pontapé de canto e a adição de jogar com falso 9 (surge um 9 ao lado do jogador selecionado). Por fim, houve alteração das informações do jogo passando da parte superior direita para a parte inferior esquerda, sendo que outra novidade que é a condição do relvado.

Na janela durante o jogo, podemos ver outra alteração, no caso o fundo do nosso jogo onde agora o brilho torna mais atraente a visibilidade do acompanhamento do resultado.

Na janela de adminstrar a equipa, houve grandes mudanças e a mesma, teve retalhos de brasfoot's antigos aos 2016.

No final do jogo, uma janela onde as informações são mais simples de interpretar (serpação entre os golos e as substituições - cartões).


FÓRMULAS REAIS: Nesta versão foi adicionada as fórmulas reais das competições continentais de clubes da UEFA e CONMEBOL.


REGRESSO DOS LEILÕES: A grande supresa desta versão foi o regresso do leilão de jogadores, uma funcionalidade que fora perdido do Brasfoot 2015 para o Brasfoot 2016 e que havia sido muito pedida pela comunidade. Foi uma novidade que vem acrescentar muito ao jogo.


CAIXA DE MENSAGENS: Adição de novas mensagens como por exemplo, o desejo de aposentadoria de jogadores numa nova temporada.

Database Aberta do Brasfoot e Criadores de Conteúdo[editar | editar código-fonte]

O Brasfoot oferece um editor aberto a todos os jogadores onde podem criar, editar e excluir times o que levou ao surgimento de grupos/sites com o objetivo da criação de conteúdo para o Brasfoot que ganharam reconhecimento ao longo dos anos, ganhando reconhecimento pelo criador do jogo, Emmanuel dos Santos. O mais popular, Vício Brasfoot acabou por se tornar parceiro do jogo e único parceiro nos dias de hoje. Este site de Brasfoot é administrado por Jéferson Santos, uma personalidade bastante conhecida na comunidade do jogo e de confiança do criador. O Vício Brasfoot contribuí anualmente com o lançamento de vários "patches", conteúdo adicional ao jogo, maioritariamente times das competições estaduais do Brasil.

Também bastante recomendado pelo jogo temos outro site, o Alternative Brasfoot, gerenciado pelo Galba Novaes, para muitos o maior criador de conteúdo para Brasfoot de todos os tempos, oferece uma grande quantidade de conteúdo adicionável ao jogo, desde times de ligas populares, passando por ligas de países onde o futebol não é profissional, entre outros conteúdos para o Brasfoot.

Equipe/Contribuidores do Brasfoot[editar | editar código-fonte]

Criador do Jogo: Emmanuel dos Santos

Beta-testers: Jéferson Santos, Jean Victor Silva, Dom Ruben.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Simulador de técnico "BrasFoot 2010" vem no dia 23». UOL Jogos. 19 de fevereiro de 2010. Consultado em 22 de fevereiro de 2010 
  2. a b c d e f g h «Brasfoot». Baixaki. 16 de fevereiro de 2011. Consultado em 17 de fevereiro de 2011 
  3. CHAVES, Lincoln (29 de novembro de 2009). «Simples, histórico, tradicional». Trivela. Consultado em 31 de janeiro de 2010 
  4. a b BARRIENTOS, Gustavo (25 de junho de 2009). «Brasfoot 2009». Info Online. Consultado em 19 de novembro de 2009 
  5. Jeferson. «Vício Brasfoot | Download Brasfoot 2020». Vício Brasfoot | Download Brasfoot 2021 | Registro Brasfoot 2021. Consultado em 9 de junho de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]