Californication (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Californication"
Single de Red Hot Chili Peppers
do álbum Californication
Lado B End of Show Brisbane
Lançamento 20 de junho de 2000
Formato(s) CD, cassete, vinil
Gravação Início de 1999
Gênero(s) Rock alternativo
Duração 5:21
Gravadora(s) Warner Bros. Records
Composição Anthony Kiedis, Chad Smith, Flea e John Frusciante
Produção Rick Rubin
Cronologia de singles de Red Hot Chili Peppers
Último
Último
"Otherside"
(2000)
"Road Trippin'"
(2001)
Próximo
Próximo
Lista de faixas de Californication
Último
Último
"Get on Top"
(5)
"Easily"
(7)
Próximo
Próximo
Amostra de áudio
informação do ficheiro · ajuda

"Californication" é a sexta faixa e terceiro single do álbum Californication da banda de rock Red Hot Chili Peppers. Foi o single mais bem sucedido deste álbum, sendo também sua principal canção, por isto o álbum de mesmo nome. A canção, que trata o lado obscuro de Hollywood, foi lançada em 2000, e alcançou a 69ª posição na parada de sucessos Billboard Hot 100, nos Estados Unidos, e 16º lugar nas paradas britânicas, além da primeira posição nas paradas Mainstream Rock Tracks e Modern Rock Tracks, ambas dos EUA. É notável pela sua combinação de notas de guitarra e baixo no riff principal; o guitarrista John Frusciante tirou inspiração da canção "Carnage Visors" do The Cure.

Como a maioria dos singles do álbum, a canção raramente é deixada de fora nos shows da banda, sendo uma das suas canções mais executadas desde o seu lançamento. Além de estar em diversos lançamentos posteriores da banda, como os DVDs Off the Map e Live at Slane Castle e a coletânea Greatest Hits.

Informações sobre a música[editar | editar código-fonte]

A música é principalmente sobre o lado escuro da Hollywood e na exportação de cultura através da indústria cinematográfica e foi escrita pelo vocalista e líder Anthony Kiedis enquanto estava de férias na Índia.[1]

A canção começa com "Psychic spies from China Try to steal your mind's elation" (espiões psíquicos da China tentam roubar seus estímulos mentais)". Também faz referência ao declínio da sociedade ocidental e outros temas como a pornografia em "hardcore soft porn" (Pornô suave explícito) e a cirurgia plástica "pay your surgeon very well to break the spell of aging" (pague o seu cirurgião muito bem para quebrar o feitiço do envelhecimento) e incluindo os elementos da cultura popular como Star Wars em "and Alderaan's not far away" ( E Alderaan não está longe), Kurt Cobain e David Bowie "Cobain, can you hear the spheres singing songs off Station to Station ?" (Cobain você pode ouvir as esferas cantando músicas de Station to Station ) e Star Trek "Space may be the final frontier But it's made in a Hollywood basement" (O espaço pode ser a fronteira final mas é feito num porão de Hollywood). "First born unicorn/Hard core soft porn" (Unicórnio primogênito/Pornô suave explícito) refere-se a Dorothy Stratten.

O guitarrista John Frusciante exclusivamente gravou essa música e "Otherside", com uma guitarra Gretsch White Falcon, ele também tocou essas músicas ao vivo com a White Falcon até 2006 quando passou a usar uma Fender Stratocaster.

Na autobiografia de Kiedis, Scar Tissue, ele revela que a banda teve uma enorme dificuldade em compor a música. Kiedis tinha escrito a letra, que achava uma das melhores que ele já tinha escrito, mas a banda não conseguia decidir a forma como a música deve soar musicalmente. Enquanto lutavam com a composição, parecia que não seriam capazes de terminar a tempo de incluí-la no álbum, até que um dia Frusciante entrou no estúdio e disse ter encontrado a melodia. O guitarrista tocou a música como ele a visualizava, e deixou de ser uma canção que poderia ter sido uma reflexão posterior, para se tornar um dos maiores sucessos do grupo, de maneira semelhante ao modo com que "Under the Bridge" foi feita.

O álbum Greatest Hits usa uma versão ligeiramente diferente da música. Mais notavelmente, o primeiro refrão é prorrogado. A razão para o aparecimento desta versão alternativa no álbum é desconhecida.

Videoclipe[editar | editar código-fonte]

O videoclipe de Californication toma a forma de um Video game em terceira pessoa, onde cada um dos membros da banda são um personagem de algum tipo de aventura. John percorre Hollywood, esquivando-se celebridades e seus guarda-costas. Chad anda de snowboards em montanhas, então ele cai de um penhasco em um trem. Anthony nada na Baía de São Francisco, rodeado por tubarões e mulheres, então ele surfa em saltos para trás e de repente, um tubarão no banco da frente de, e dirige um carro conversível. Flea atravessa o Parque Nacional da Sequoia e tenta salvar um urso de um caçador, andar de carrinho de mineração, e escapando vários lenhadores quando eles estão cortando todas as árvores. John entra em um estúdio de cinema, onde ele interfere com a produção de um filme espacial, um filme pornográfico, e um documentário de Leonardo Da Vinci. Em seguida Chad anda com uma prancha em um dos fios principais da Ponte Golden Gate enquanto Anthony, passeand outro lado da ponte, passa por Donut gigante, ele então dirige em um penhasco, caindo de uma libélula gigante onde Flea está montado. Nesse meio tempo, Chad surfa, e John monta numa máquina voadora de DaVinci. Anthony, em seguida, cai da libélula em um enorme jardim. Esta cena corta para a banda passando por um terremoto da Falha de San Andreas, acabou finalizando com todos os quatro deles reunião no centro da Terra, onde todos eles tocam um cubo 3D, que transforma seus avatares de volta ao mundo real. Intercalada com tudo isso aparece performances da banda, que permanece em uma inserção de imagem em imagem, até que um membro da banda passa pelo asterisco, que se tornou símbolo da banda logotipo de fato, quando foi usado pela primeira vez para o álbum Blood Sugar Sex Magik, o que é suficiente para fazer o filme preencher a tela cada vez que um membro da banda passa por ele. O vídeo em si contém muitas homenagens aos jogos de vídeo de seu tempo.

Uso em cultura popular[editar | editar código-fonte]

A música apresentada no filme Enron: The Smartest Guys in the Room de (2005).

Créditos[editar | editar código-fonte]

Faixas[editar | editar código-fonte]

CD Single 1

  1. "Californication" - 5:21
  2. "I Could Have Lied" (ao vivo) - 4:26
  3. "End of Show Brisbane" (ao vivo) - 8:11

CD Single 2

  1. "Californication" - 5:21
  2. "I Could Have Lied" (ao vivo) - 4:26
  3. "End of Show State College" (ao vivo) - 9:27

EP. 1

  1. "Californication" - 5:21
  2. "End of Show Brisbane" (ao vivo) - 8:11
  3. "I Could Have Lied" (ao vivo) - 4:26
  4. "End of Show State College" (ao vivo) - 9:27

Posições[editar | editar código-fonte]

Parada (2000) Melhor
posição
AustráliaAustralian Singles Chart[2] 44
BélgicaBelgian Singles Chart (Flanders)[2] 6
CanadáCanadá RPM Singles Chart[3] 59
CanadáCanadá RPM Rock Report[4] 1
Países BaixosDutch Singles Chart[2] 41
AlemanhaGerman Singles Chart[5] 63
República da IrlandaIrish Singles Chart[6] 24
ItáliaItalian Singles Chart[2] 19
Nova ZelândiaNew Zealand Singles Chart[2] 8
SuéciaSwedish Singles Chart[2] 37
Reino UnidoUK Singles Chart[7] 16
Estados UnidosU.S. Billboard Adult Top 40[8] 28
Estados UnidosU.S. Billboard Latin Pop Airplay[8] 33
Estados UnidosU.S. Billboard Latin Tropical/Salsa Airplay[8] 36
Estados UnidosU.S. Billboard Mainstream Rock[8] 1
Estados UnidosU.S. Billboard Modern Rock Tracks[8] 1
Estados UnidosU.S. Billboard Hot 100[8] 69
Estados UnidosU.S. Billboard Top 40 Mainstream[8] 37

Referências

  1. Californication, allmusic.
  2. a b c d e f RED HOT CHILI PEPPERS - CALIFORNICATION (SONG) australian-charts.com. Visitado em 2010-03-05.
  3. Top Singles - Volume 71, No. 23, October 09 2000 RPM. Visitado em 2010-03-05.
  4. Rock/Alternative - Volume 71, No. 16, August 21, 2000 RPM. Visitado em 2010-05-25.
  5. Californicaton (Single) musicline.de. Visitado em 2010-03-05.
  6. Search the Charts IrishCharts.ie. Visitado em 2010-03-06.
  7. Californication chartstats.com. Visitado em 2010-03-05. Cópia arquivada em 2012-06-20.
  8. a b c d e f g Red Hot Chili Peppers - Billboard Singles allmusic. Visitado em 2010-03-05.