Chasing Pavements

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Chasing Pavements"
Single de Adele
do álbum 19
Lado B "That's It, I Quit, I'm Movin' On" (live)
Lançamento 11 de Janeiro de 2008
Formato(s) CD single, download digital
Gravação 2007; Compass Point Studios
(Nassau, Bahamas)
Gênero(s) Soul, pop, blues
Duração 3:30
Gravadora(s) XL
Composição Adele Adkins, Eg White
Produção Eg White
Certificação(ões) Estados Unidos RIAA Platina[1]

Reino Unido BPI Ouro

Cronologia de singles de Adele
Hometown Glory
(2007)
Cold Shoulder
(2008)

"Chasing Pavements" é uma canção da artista musical britânica Adele, lançada como o segundo single de seu primeiro álbum de estúdio, 19 (2008). Em 2009, "Chasing Pavements" ganhou o Grammy Award de Melhor Performance Pop Vocal Feminina[2] e foi nomeado para os Grammys de Gravação do Ano e Canção do Ano.

Chasing Pavements foi o 27º single mais vendido de 2008 no Reino Unido, com mais de 290.000 cópias vendidas. A canção também fez sucesso na série de tv britânica Hollyoaks.

Antecedentes e composição[editar | editar código-fonte]

A música foi inspirada por um incidente que Adele teve com um ex-namorado de seis meses. Depois de saber que ele a traiu, ela foi até o bar onde ele estava e lhe deu um soco no rosto. Depois de ser expulsa, Adele desceu a rua sozinha e pensou: "O que você está perseguindo? Você está perseguindo um asfalto vazio".[3][4] Ela cantou e gravou em seu celular e organizou os acordes quando chegou em casa. "Chasing Pavements" é escrito na nota C menor.[5]

Vídeo musical[editar | editar código-fonte]

Hyde Park, Londres, onde o incidente aconteceu.

O videoclipe da música está centralizado em um acidente de carro (um Peugeot 505 branco) ocorrendo no Hyde Park, em Londres.

O videoclipe foi dirigido por Mathew Cullen e, embora ambientado em Londres, o vídeo foi filmado em Los Angeles. Ele apresenta dois pontos de vista: um do mundo real, em que os ocupantes do carro estão deitados imóveis na calçada após o acidente, e o outro (durante os refrões) em que a câmera mostra-os de cima. Adele é vista na primeira cena, dentro de um carro com um homem. Ela canta antes de sair do carro e anda por um grupo de pessoas que estão correndo em direção as vítimas do acidente. Então, ela está ao lado de uma árvore e continua a cantar até o fim onde as vítimas são levadas por macas em direções diferentes, por equipes de ambulâncias. Adele não é uma das vítimas do acidente de carro.

No segundo ponto de vista, o casal "vem à vida" e se movem como se de pé. O casal parece renovar sua relação, a partir de seu primeiro encontro, quando a mulher deixou cair o lenço e o homem entregou-o de volta para ela. Por um tempo, eles parecem felizes juntos, mas é de curta duração. O homem descobre que a mulher tinha um outro amante. Ela escreve algo em um pedaço de papel e, quando o homem lê-lo, ele fica furioso, mas ele a perdoa e eles começam a reacender a paixão que tinham antes do acidente. Quando Adele canta o refrão para o tempo final, o casal dança na calçada rodeado pelos espectadores, que agora também dançam. O homem e a mulher dançam graciosamente e intimamente, mas, apesar de toda a alegria, eles ainda são apenas dois corpos deitados imóveis na calçada. Na última cena o casal é separado e cada um levado em macas por equipes de ambulâncias em direções diferentes.

O videoclipe da música recebeu uma indicação ao MTV Video Music Award de 2008 de "Melhor Coreografia". Em 20 de dezembro de 2008, o vídeo foi classificado #26 no "VH1 Top 40" de 2008.[6]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Elogios[editar | editar código-fonte]

"Chasing Pavements" recebeu três indicações no 51º Grammy Awards. A faixa recebeu indicações nas categorias de Canção do Ano, Gravação do Ano e Melhor Performance Pop Vocal Feminina.[7] Ela ganhou o prêmio de Melhor Performance Pop Vocal mas perdeu para o Coldplay com a canção "Viva la Vida" na categoria Canção do Ano.

Controvérsia[editar | editar código-fonte]

De acordo com o Daily Mail, o single foi banido de várias estações de rádio dos Estados Unidos por causa do significado percebido das palavras "perseguindo calçadas", referindo-se a cantora perseguindo homens gays. Diz-se que a fonte do significado percebido vem de uma entrada submetida ao Urban Dictionary, embora não haja evidência de que o título tenha tido esse significado.[8]

Faixas[editar | editar código-fonte]

UK – CD e 7" vinyl
  1. "Chasing Pavements" (Adele, Eg White) – 3:31
  2. "That's It, I Quit, I'm Movin' On" (live) (Sam Cooke) – 2:12

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

Região/País Data
Europa 11 de Janeiro de 2008
Reino Unido 14 de Janeiro de 2008

Referências

  1. http://www.riaa.com/goldandplatinumdata.php?artist=%22Chasing+Pavements%22 Adele - "Chasing Pavements"]. Recording Industry Association of America. Página acessada em 5 de julho de 2015.
  2. «Grammy Awards winner - Chasing Pavements» (em inglês). allmusic. Consultado em 8 de agosto de 2011. 
  3. «Interview: Adele – Singer and Songwriter BlogCriticsMagazine 16 July 2008». Consultado em 30 de agosto de 2018. 
  4. «ADELE'S BI GUY». Consultado em 30 de agosto de 2018. 
  5. «CHASING PAVEMENTS Chords – Adele». E-Chords.com. Consultado em 30 de agosto de 2018. 
  6. «MTV Video Music Awards 2008 winners». MTV. Consultado em 11 de setembro de 2018. 
  7. «The 51st Annual Grammy Awards Nominations List 3 December 2008». Consultado em 30 de agosto de 2018.  Texto "The Grammy" ignorado (ajuda)
  8. «'Americans think that I'm hasing gay men,' says Adele as she reveals hit song radio ban». Daily Mail. Consultado em 30 de agosto de 2018.