Daniel Cormier

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Daniel Cormier
Дэниел Кормье.jpg
Informações
Nascimento 20 de março de 1979 (38 anos)
Lafayette, Luisiana
Estados Unidos
Nacionalidade norte-americano
Outros nomes DC, Black Fedor
Residência São José, Califórnia
Estados Unidos
Universidade Oklahoma State University–Stillwater
Filho(s) Kaedyn Imri Cormier (falecida), Daniel Ryan Cormier II
Altura 1,80 m
Peso 93 kg
Divisão Meio-pesado
Envergadura 183 cm
Modalidade Wrestling, boxe
Luta por São José, Califórnia
Equipe American Kickboxing Academy
Graduação      Faixa Marrom em jiu-jítsu brasileiro
Divisão I da NCAA de Wrestling
Período em
atividade
2009–presente
Cartel nas artes marciais mistas
Total 21
Vitórias 19
Por nocaute 6
Por finalização 6
Por decisão 7
Derrotas 2
Por nocaute 1
Por decisão 1
Ligações externas
Página oficial:
Recorde de MMA no Sherdog

Daniel Cormier (Lafayette, 20 de março de 1979) é um lutador de artes marciais mistas. Atualmente luta pelo Ultimate Fighting Championship, onde é o ex-Campeão Meio-Pesado do UFC.

Carreira no MMA[editar | editar código-fonte]

Ultimate Fighting Championship[editar | editar código-fonte]

Cormier fez sua estreia no UFC contra o veterano Frank Mir no UFC on Fox: Henderson vs. Melendez. Cormier dominou a luta e venceu por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27 e 30-27).

Em seguida, Cormier enfrentou Roy Nelson no UFC 166 e venceu por decisão unânime dos juízes.

Sua estreia nos meio-pesados foi contra seu ex-companheiro de treinos, Patrick Cummins, no UFC 170. Ao longo da preparação, Cummins provocou Cormier dizendo que o fazia chorar na época em que treinavam juntos. Cormier venceu a luta por nocaute técnico no primeiro round.

No UFC 173, Cormier enfrentou o também veterano Dan Henderson e finalizou-o com um mata-leão no terceiro round.

Cormier ficou encarregado de substituir Alexander Gustafsson na disputa de título contra Jon Jones no UFC 178. Após Gustafsson romper o menisco, Cormier foi escolhido como substituto imediato. A luta aconteceria no dia 27 de setembro de 2014 em Las Vegas.[1] Em um evento para promover a luta Cormier e Jones trocaram socos e seguranças tiveram que separá-los. No entanto, a luta contra Cormier que ocorreria em 27 de setembro de 2014, foi prorrogada para o dia 3 de janeiro de 2015 no UFC 183, devido a uma lesão no tornozelo de Jon Jones quando treinava wrestling com Alistair Overeem. Na luta, Cormier saiu derrotado por decisão unânime.

Conquista de cinturão dos pesos-meio-pesados[editar | editar código-fonte]

Era esperado que Cormier enfrentasse o vencedor do TUF Ryan Bader em 6 de junho de 2015 no UFC Fight Night 68. No entanto, Jon Jones, o campeão da categoria foi preso e seu cinturão foi cassado. Com o cinturão vago, o UFC moveu Cormier para uma luta valendo o título contra Anthony Johnson em 23 de maio de 2015 no UFC 187. Cormier saiu vencedor da luta por finalização com um mata-leão no terceiro round, ganhando assim o Cinturão Meio-Pesado do UFC e a Performance da Noite.

Defesas de Cinturão[editar | editar código-fonte]

A primeira defesa de cinturão de Cormier foi contra o sueco Alexander Gustafsson em 3 de outubro de 2015, no UFC 192. Os dois lutadores fizeram uma luta bastante movimentada, com ambos lutadores estando em posições de vantagem em diversas situações durante a luta, mas Cormier que saiu vencedor por uma apertada decisão dividida.[2] Alexander Gustafsson e Daniel Cormier quebraram o recorde de uma luta dos meio pesados (e a 3ª entre todas as categorias) no quesito golpes significativos desferidos, o recorde anterior era da luta entre Jon Jones e Alexander Gustafsson no UFC 165. Somados, foram 260 no UFC 192 e quanto a golpes normais somados foram 349.

Daniel Comier estava escalado para defender seu cinturão contra Jon Jones no UFC 197, porém uma lesão na canela o afastou da luta, sendo então substituído por Ovince St. Preux.

Pouco tempo depois de deixar o UFC 197, Cormier fez a seguinte declaração ao site "MMA Junkie": "Eu fiz o que tinha que fazer. Não conseguiria lutar no máximo da minha capacidade naquelas circunstâncias. Não teria sido o meu melhor, e, para lutar contra Jon Jones e vencê-lo, eu tenho que estar 100%. Mesmo com todos os problemas que temos um com o outro, eu o respeito pelo atleta que é e pelo que ele leva para o octógono. Preciso estar 100% para vencer esse cara. Por isso estou em paz com a minha decisão. Não sei quando teremos uma próxima oportunidade de nos enfrentarmos, nem sei qual seria a coisa mais realista a se fazer, mas não quero que demore muito. É péssimo ter sido a razão do adiamento da luta. Gostaria que a revanche acontecesse tão logo eu esteja saudável. Estou com 37 anos e preciso lutar. O evento em Nova York está muito distante, e esperar até seria um pouco demais para os meus planos".

Cormier iria enfrentar seu rival Jon Jones no histórico UFC 200 mas jones caiu no doping e foi retirado do evento. Jones foi substituído por Anderson Silva que aceitou o desafio faltando 2 dias. Cormier castigou Anderson no chão durante 3 rounds e venceu por decisão unânime.

DC enfrentaria Anthony Johnson no UFC 206 seria uma revanche pelo cinturão mas Cormier se machucou e a luta foi retirada do evento. A luta foi remarcada para o dia 8 de abril de 2017 no UFC 210. Cormier manteve o cinturão após finalizar Anthony Johnson no segundo round.

Cormier e Jon Jones voltaram a se enfrentar pelo cinturão do peso meio-pesado do UFC no UFC 214. Após 2 rounds muito equilibrados, Cormier acabou nocauteado com um chute na cabeça e socos no terceiro round.

Cartel no MMA[editar | editar código-fonte]

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Derrota 19-2 Estados Unidos Jon Jones Nocaute (chute na cabeça e socos) UFC 214: Cormier vs. Jones II 29/07/2017 3 3:01 Estados Unidos Anaheim, California Perdeu o Cinturão Meio Pesado do UFC.
Vitória 19-1 Estados Unidos Anthony Johnson Finalização (mata-leão) UFC 210: Cormier vs. Johnson II 08/04/2017 2 3:37 Estados Unidos Buffalo, New York Defendeu o Cinturão Meio Pesado do UFC.
Vitória 18-1 Brasil Anderson Silva Decisão (unânime) UFC 200: Tate vs. Nunes 09/07/2016 3 5:00 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Luta não válida pelo cinturão; Anderson substituiu Jon Jones com 2 dias de antecedência.
Vitória 17-1 Suécia Alexander Gustafsson Decisão (dividida) UFC 192: Cormier vs Gustafsson 03/10/2015 5 5:00 Estados Unidos Houston, Texas Defendeu o Cinturão Meio Pesado do UFC; Luta da Noite. Luta foi indicada pelo prêmio de melhor luta de 2015.
Vitória 16-1 Estados Unidos Anthony Johnson Finalização (mata-leão) UFC 187: Johnson vs. Comier 23/05/2015 3 2:38 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Ganhou o Cinturão Peso Meio Pesado Vago do UFC; Performance da Noite.
Derrota 15-1 Estados Unidos Jon Jones Decisão (unânime) UFC 182: Jones vs. Cormier 03/01/2015 5 5:00 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Pelo Cinturão Meio Pesado do UFC. Luta da Noite; Jones testou positivo para cocaína fora de competição.
Vitória 15-0 Estados Unidos Dan Henderson Finalização Técnica (mata-leão) UFC 173: Barão vs. Dillashaw 24/05/2014 3 3:53 Estados Unidos Las Vegas, Nevada
Vitória 14-0 Estados Unidos Patrick Cummins Nocaute Técnico (socos) UFC 170: Rousey vs. McMann 22/02/2014 1 1:19 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Estreia nos Meio-Pesados.
Vitória 13-0 Estados Unidos Roy Nelson Decisão (unânime) UFC 166: Velasquez vs. dos Santos III 19/10/2013 3 5:00 Estados Unidos Houston, Texas
Vitória 12-0 Estados Unidos Frank Mir Decisão (unânime) UFC on Fox: Henderson vs. Melendez 20/04/2013 3 5:00 Estados Unidos San Jose, Califórnia Estreia no UFC
Vitória 11-0 Países Baixos Dion Staring Nocaute Técnico (socos) Strikeforce: Marquardt vs. Saffiedine 12/01/2013 2 4:02 Estados Unidos Oklahoma City, Oklahoma
Vitória 10-0 Estados Unidos Josh Barnett Decisão (unânime) Strikeforce: Barnett vs. Cormier 19/05/2012 5 5:00 Estados Unidos San Jose, California Ganhou o Cinturão do Grand Prix dos Pesados do Strikeforce.
Vitória 9-0 Brasil Antônio Pezão Nocaute (socos) Strikeforce: Barnett vs. Kharitonov 20/09/2011 1 3:56 Estados Unidos Cincinnati, Ohio Semifinal do GP de Pesados do Strikeforce.
Vitória 8-0 Estados Unidos Jeff Monson Decisão (unânime) Strikeforce: Overeem vs. Werdum 18/06/2011 3 5:00 Estados Unidos Dallas, Texas Luta Reserva do GP de Pesados do Strikeforce.
Vitória 7-0 Estados Unidos Devin Cole Decisão (unânime) Strikeforce Challengers: Woodley vs. Saffiedine 17/01/2011 3 5:00 Estados Unidos Nashville, Tennessee
Vitória 6-0 Austrália Soa Palelei Finalização (socos) Xtreme MMA 3 05/11/2010 1 2:23 Austrália Sydney Defendeu o Cinturão Peso Pesado do XMMA
Vitória 5-0 Estados Unidos Jason Riley Finalização (socos) Strikeforce: Houston 21/08/2010 1 1:02 Estados Unidos Houston, Texas
Vitória 4-0 Estados Unidos Tony Johnson Finalização (mata-leão) KOTC: Imminent Danger 13/08/2010 1 2:27 Estados Unidos Mescalero, Novo México Ganhou o Cinturão Peso Pesado do KOTC.
Vitória 3-0 Austrália Lucas Browne Nocaute Técnico (socos) Xtreme MMA 2-0 31/07/2010 1 4:35 Austrália Sydney Ganhou o Cinturão Peso Pesado do XMMA.
Vitória 2-0 Estados Unidos John Devine Nocaute (soco) Strikeforce Challengers: Johnson vs. Mahe 26/03/2010 1 1:19 Estados Unidos Fresno, California
Vitória 1-0 Estados Unidos Gary Frazier Nocaute Técnico (socos) Strikeforce Challengers: Kennedy vs. Cummings 25/09/2009 2 3:39 Estados Unidos Bixby, Oklahoma

Referências

Vago
Último detentor do título:
Estados Unidos Jon Jones
13º campeão do peso-meio-pesado do UFC
28 de abril de 2015 – 29 de julho de 2017
Sucedido por:
Estados Unidos Jon Jones