UFC 206

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
UFC 206: Holloway vs. Pettis
Detalhes
Promoção Ultimate Fighting Championship
Data 02016-12-10 10 de dezembro de 2016
Local Air Canada Centre
Cidade Canadá Toronto
Cronologia
UFC Fight Night: Lewis vs. Abdurakhimov UFC 206: Holloway vs. Pettis UFC on Fox: VanZant vs. Waterson

UFC 206: Holloway vs. Pettis é um evento de artes marciais mistas promovido pelo Ultimate Fighting Championship (UFC) que foi realizado no dia 10 de dezembro de 2016, no Air Canada Centre, em Toronto, Ontário, Canadá.[1]

Background[editar | editar código-fonte]

A revanche valendo o Cinturão Meio Pesado do UFC entre o atual campeão, Daniel Cormier, e Anthony Johnson, foi originalmente esperada para ser a atração principal do evento.[2] A dupla se enfrentou anteriormente em maio de 2015, no UFC 187, com Cormier ganhando a luta (e o cinturão vago) por finalização no terceiro round.[3] No entanto, em 25 de novembro, Cormier foi retirado da luta devido a uma lesão, e a luta foi desfeita.[4] Funcionários da promoção teriam tentado reservar Johnson contra o ex-Campeão Meio Pesado do Strikeforce, Gegard Mousasi, mas o americano optou pelo retorno de Cormier. Portanto, uma luta no peso-pena entre Max Holloway e o ex-Campeão Peso Leve do UFC, Anthony Pettis, foi definida como a atração principal. Outro componente adicionado à luta: ela passou a valer o Cinturão Peso Pena Interino do UFC, pelo status de um evento numerado.[5] O atual campeão (e também campeão dos leves), Conor McGregor, vagou seu título e o ex-campeão/atual campeão interino, José Aldo, se tornou o campeão incontestável.[6][7]

Recém-chegada na organização, Poliana Botelho era esperada para enfrentar neste evento a ex-desafiante ao Cinturão Peso Palha Feminino do UFC, Valérie Létourneau. Todavia, Botelho foi retirada da luta por motivos não divulgados, em 26 de outubro, e foi substituída pela também estreante, Viviane Pereira.[8]

Ainda neste evento, o ex-desafiante ao Cinturão Peso Mosca do UFC, John Moraga, enfrentaria o ex-Campeão Peso Galo do Bellator, Zach Makovsky. Contudo, Moraga foi removido da luta citando lesões, no início de novembro, e foi substituído por Dustin Ortiz.[9]

A luta no peso-médio entre Tim Kennedy e o ex-Campeão Meio-Pesado do UFC e estreante na divisão, Rashad Evans, foi originalmente reservada para o UFC 205. No entanto, Evans foi removido alguns dias antes da luta, após uma irregularidade não revelada ser encontrada no seu exame médico pré-luta. Subsequentemente, Kennedy também foi removido do card.[10][11] A luta, mais tarde, foi remarcada para este evento.[12] Posteriormente, Evans, mais uma vez, não conseguiu obter uma autorização médica para lutar no card e foi retirado da luta em 21 de novembro. Uma irregularidade em seu exame de IRM foi responsável por ambas as remoções, e ele deverá se submeter a uma triagem adicional com um neurologista para provar que está saudável o suficiente para lutar, antes de possivelmente voltar para o octógono em janeiro ou fevereiro, de acordo com o seu empresário.[13] O vencedor do The Ultimate Fighter: Team Jones vs. Team Sonnen no peso-médio, Kelvin Gastelum, foi anunciado como seu substituto em 26 de novembro, enquanto aguardava a aprovação da Comissão devido à sua suspensão após o UFC 205.[14] Sua liberação foi concedida 4 dias mais tarde.[15]

Uma luta no peso-meio-médio entre Chad Laprise e Li Jingliang foi prevista para ocorrer no evento. Mas Laprise foi retirado da luta em 16 de novembro, citando uma lesão não revelada. Como resultado, Li foi retirado do card completamente, e será incluso em um evento futuro.[16]

No momento da pesagem, Pettis ficou com 148 libras (67,1 kg), três libras acima do limite do peso-pena, de 145 lbs (65,8 kg), para uma luta pelo cinturão. Como resultado, no caso de Pettis vencer a luta contra Holloway, não será possível a obtenção do cinturão, enquanto Holloway ainda é capaz de tê-lo. Pettis foi multado em 20% de sua bolsa, que vai para Holloway, e a luta continuará como programada, em peso-casado. Pettis é o primeiro lutador a não bater o peso para uma luta pelo cinturão do UFC desde Travis Lutter, no UFC 67, em fevereiro de 2007.[17][18] Rustam Khabilov e Valérie Létourneau também não atingiram o peso necessário para suas respectivas lutas. Ambos foram multados em 20%, que foram passados para seus adversários, Jason Saggo e Viviane Pereira, e suas lutas também irão acontecer em peso-casado.[18]

Card Oficial[editar | editar código-fonte]

Card Principal
Categoria Método Round Tempo Notas
Peso Casado (148 lbs) Estados Unidos Max Holloway derrotou Estados Unidos Anthony Pettis Nocaute Técnico (Chute no Corpo e Socos) 3 4:50 Nota 1
Meio-Médios Estados Unidos Donald Cerrone derrotou Estados Unidos Matt Brown Nocaute (Chute na Cabeça) 3 0:34
Penas Estados Unidos Cub Swanson derrotou Coreia do Sul Doo Ho Choi Decisão Unânime (30-27, 30-27 e 29-28) 3 5:00
Médios Estados Unidos Kelvin Gastelum derrotou Estados Unidos Tim Kennedy Nocaute Técnico (Socos) 3 2:45
Meio-Médios Noruega Emil Weber Meek derrotou Canadá Jordan Mein Decisão Unânime (29-28, 29-28 e 29-28) 3 5:00
Card Preliminar (Fox Sports 1)
Meio-Pesados Canadá Misha Cirkunov derrotou Ucrânia Nikita Krylov Finalização (Guilhotina) 1 4:38
Leves Canadá Olivier Aubin-Mercier derrotou Estados Unidos Drew Dober Finalização (Mata Leão) 2 2:57
Peso Casado (117,5 lbs) Brasil Viviane Pereira derrotou Canadá Valérie Létourneau Decisão Dividida (29-28, 28-29 e 29-28) 3 5:00
Galos Estados Unidos Matthew Lopez derrotou Canadá Mitch Gagnon Decisão Unânime (29-28, 29-28 e 29-27) 3 5:00
Card Preliminar (UFC Fight Pass)
Leves Estados Unidos Lando Vannata derrotou Canadá John Makdessi Nocaute (Chute Rodado) 1 1:40
Peso Casado (158 lbs) Rússia Rustam Khabilov derrotou Canadá Jason Saggo Decisão Unânime (30-27, 30-27 e 30-27) 3 5:00
Moscas Estados Unidos Dustin Ortiz derrotou Estados Unidos Zach Makovsky Decisão Dividida (29-28, 28-29 e 29-28) 3 5:00

Nota 1 Pelo Cinturão Peso Pena Interino do UFC (em caso de vitória de Holloway).

Referências

  1. Marc Raimondi (19 de agosto de 2016). «UFC releases schedule for rest of 2016 including UFC 206 in Toronto». mmafighting.com. Consultado em 19 de agosto de 2016 
  2. Dave Doyle (5 de outubro de 2016). «Daniel Cormier vs. Anthony Johnson rematch set for UFC 206». mmafighting.com. Consultado em 5 de outubro de 2016 
  3. Steven Marrocco (24 de maio de 2015). «UFC 187 results: Daniel Cormier wears down Anthony Johnson for third-round tap». mmajunkie.com. Consultado em 5 de outubro de 2016 
  4. Staff (25 de novembro de 2016). «Report: Daniel Cormier injured, forced out of UFC 206 headliner vs. Anthony Johnson». mmajunkie.com. Consultado em 25 de novembro de 2016 
  5. Ariel Helwani (26 de novembro de 2016). «Max Holloway vs. Anthony Pettis for interim title now slated for UFC 206 main event». mmafighting.com. Consultado em 26 de novembro de 2016 
  6. Staff (26 de novembro de 2016). «McGregor vacates featherweight title; Aldo new undisputed champion». ufc.com. Consultado em 26 de novembro de 2016 
  7. Ben Fowlkes (27 de novembro de 2016). «Stripping Conor McGregor of his UFC featherweight title makes sense – but not like this». mmajunkie.com. Consultado em 27 de novembro de 2016 
  8. Staff (26 de outubro de 2016). «Valérie Létourneau finally confronts Viviane Pereira at UFC 206». rds.ca. Consultado em 26 de outubro de 2016  (em francês)
  9. Staff (7 de novembro de 2016). «Ortiz replaces Moraga on UFC 206 card». tsn.ca. Consultado em 7 de novembro de 2016 
  10. Jose Youngs (8 de novembro de 2016). «Rashad Evans pulled from UFC 205 fight against Tim Kennedy». fansided.com. Consultado em 8 de novembro de 2016 
  11. Ariel Helwani (8 de novembro de 2016). «Rashad Evans vs. Tim Kennedy fight scratched from UFC 205». mmafighting.com. Consultado em 8 de novembro de 2016 
  12. Mike Bohn (9 de novembro de 2016). «Rashad Evans vs. Tim Kennedy rescheduled for UFC 206 in Toronto». mmajunkie.com. Consultado em 9 de novembro de 2016 
  13. Steven Marrocco (21 de novembro de 2016). «Manager: Rashad Evans not cleared to fight at UFC 206». mmajunkie.com. Consultado em 21 de novembro de 2016 
  14. Tristen Critchfield (26 de novembro de 2016). «Pending commission approval, Tim Kennedy vs. Kelvin Gastelum set for UFC 206». sherdog.com. Consultado em 26 de novembro de 2016 
  15. Marc Raimondi (29 de novembro de 2016). «Kelvin Gastelum free of suspension, will face Tim Kennedy at UFC 206». mmafighting.com. Consultado em 29 de novembro de 2016 
  16. Thomas Gerbasi (16 de novembro de 2016). «Laprised injured, Li bout off». ufc.ca.com. Consultado em 16 de novembro de 2016 
  17. Chuck Mindenhall (9 de dezembro de 2016). «Anthony Pettis misses weight for his UFC 206 interim title fight with Max Holloway». mmafighting.com. Consultado em 9 de dezembro de 2016 
  18. a b Staff (9 de dezembro de 2016). «UFC 206 early weigh-in results: 3, including headliner Anthony Pettis, miss weight». mmajunkie.com. Consultado em 9 de dezembro de 2016 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]