The Ultimate Fighter: Team McGregor vs. Team Faber

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Ultimate Fighter: Team McGregor vs. Team Faber
TUF_22_Finale_event_poster.jpg
Informação geral
Formato Reality show
Gênero Esportes
Duração 60 minutos
Criador(es) Frank Fertitta III, Lorenzo Fertitta, Dana White
País de origem Estados Unidos
Produção
Produtor(es) Zuffa
Elenco Dana White, Conor McGregor, Urijah Faber
Exibição
Emissora de televisão original Estados Unidos Fox Sports 1
Brasil Canal Combate
Transmissão original 9 de Setembro de 2015 – 11 de Dezembro de 2015
Cronologia
The Ultimate Fighter: América Latina 2

The Ultimate Fighter: Team McGregor vs. Team Faber (também conhecido como The Ultimate Fighter 22) é um reality show produzido pelo Ultimate Fighting Championship, da série The Ultimate Fighter.[1]

Em 12 de Julho de 2015, foi anunciado que os treinadores seriam Conor McGregor e Urijah Faber. Os treinadores não são esperados para se enfrentar ao fim da temporada.[1]

O UFC abriu as audiências para o show em 29 de Março de 2015. O elenco pedia por lutadores no peso leve que tem ao menos 21 anos e tem no mínimo duas vitórias em três lutas profissionais.[2] Foi anunciado em 12 de Julho por que 16 pesos leves vão estar no show – oito dos Estados Unidos, e oito da Europa.[1]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Equipes[editar | editar código-fonte]

          Equipe McGregor
          Equipe Faber

Lutadores[editar | editar código-fonte]

  • Equipe McGregor (Europa)
    • Abner Lloveras (Espanha), David Teymur (Suécia), Frantz Slioa (Suécia), Marcin Wrzosek (Polônia), Martin Svensson (Suécia), Mehdi Baghdad (França), Sascha Sharma (Alemanha), Saul Rogers (Inglaterra), Artem Lobov (Rússia).
  • Equipe Faber (Estados Undios)
    • Billy Quarantillo, Chris Gruetzemacher, James Jenkins, Jason Gonzalez, Julian Erosa, Ryan Hall, Thanh Le, Tom Gallicchio, Johnny Nunez.
  • Lutadores eliminados no primeiro round
    • Europa: Thibault Gouti (França), Paulo Boer (Holanda), Martin Delaney (Escócia), Vlado Sikic (Croácia), Mohamed Gabinski (Alemanha), Djamil Chan (Holanda), Sean Carter (Inglaterra).
    • Estados Unidos: Andres Quintana, Jason Soares, Brandon Ricetti, Tim Welch, Mike Flach, Austin Springer, Brennan Sevin.

Resultados do Torneio[editar | editar código-fonte]

Equipe EUA Equipe Europa Método Round
     Ryan Hall      Frantz Slioa FIN 1
     Chris Gruetzemacher      Sascha Sharma DU 3
     Tom Gallicchio      Marcin Wrzosek DU 2
     Billy Quarantillo      Saul Rogers DU 2
     Julian Erosa      Mehdi Baghdad DM 2
     Thanh Le      Martin Svensson FIN 2
     James Jenkins      Artem Lobov TKO 1
     Johnny Nuñez      David Teymur DU 3
     Jason Gonzaléz      Abner Lloveras DU 2

Chave do Torneio[editar | editar código-fonte]

Oitavas de final Quartas de final Semifinal Finale
                           
           
      Saul Rogers  DU
      Billy Quarantillo  2  
      Saul Rogers  DM
        Ryan Hall  2  
      Frantz Slioa  FIN
      Ryan Hall  1  
      Saul Rogers  FIN
        Marcin Wrzosek  2  
      Marcin Wrzosek  DU
      Tom Gallicchio  2  
      Marcin Wrzosek  DM
        David Teymur  2  
      David Teymur  DU
      Johnny Nuñez  3  
      Ryan Hall**  DU
        Artem Lobov  3
      Artem Lobov  TKO
      James Jenkins  1  
      Artem Lobov  KO
        Chris Gruetzemacher*  2  
      Sascha Sharma  DU
      Chris Gruetzemacher  3  
      Artem Lobov  KO
        Julian Erosa  1  
      Mehdi Baghdad  DM
 
      Julian Erosa  2  
      Julian Erosa  SD
        Abner Lloveras  3  
      Abner Lloveras  DU
      Jason Gonzaléz  2  

* Martin Svensson foi originalmente programado para enfrentar Artem Lobov , mas desistiu da luta no episódio 10 devido a um cotovelo quebrado. Ele foi substituído por Chris Gruetzemacher , que era o lutador preliminar vencedor optou por não avançar para as quartas de final.

** Após a conclusão da temporada, foi revelado que Saul Rogers foi retirado da final do torneio devido a problemas de visto . Ele foi substituído por Ryan Hall.

Legenda
  Equipe McGregor
  Equipe Faber
DU
  Decisão Unânime
DM
  Decisão Majoritária
SD
  Decisão Dividida
FIN
  Finalização
(T)KO
  Nocaute (Técnico)

Finale[editar | editar código-fonte]

The Ultimate Fighter: Team McGregor vs. Team Faber Finale
Detalhes
Promoção Ultimate Fighting Championship
Data 02015-12-11 11 de dezembro de 2015
Local MGM Grand Garden Arena
Cidade Estados Unidos Las Vegas, Nevada
Cronologia
UFC Fight Night: Namajunas vs. VanZant The Ultimate Fighter: Team McGregor vs. Team Faber Finale UFC 194: Aldo vs. McGregor

The Ultimate Fighter: Team McGregor vs. Team Faber Finale (também conhecido como The Ultimate Fighter 22 Finale) é um evento de artes marciais mistas que acontecerá em 02015-12-11 11 de dezembro de 2015 no MGM Grand Garden Arena em Las Vegas, Nevada.[3]

Background[editar | editar código-fonte]

O evento é esperado para ter como luta principal a luta de penas entre o ex-Campeão Peso Leve do UFC Frankie Edgar e o três vezes desafiante ao título Chad Mendes.[4]

Khabib Nurmagomedov era esperado enfrentar Tony Ferguson no evento. No entanto, Nurmagomedov retirou-se da luta em 30 de outubro devido a uma lesão nas costelas e foi substituído por Edson Barboza.[5]

Mirsad Bektić era esperado enfrentar Tatsuya Kawajiri no evento. No entanto, Bektić saiu da luta em 27 de novembro, citando ferimento.[6] Ele foi substituído por um novato promoção Jason Knight.[7]

Justin Scoggins deveria enfrentar Joby Sanchez neste evento. No entanto, Scoggins foi forçado a retirar devido a uma lesão e foi substituído por Geane Herrera.[8]

Saul Rogers deveria enfrentar Artem Lobov na final leve desta temporada. No entanto, Rogers não tinha permissão para participar depois que descobriu que ele havia falsificado informações sobre o seu [[visto]documento de visto]], restringindo sua viagem para os Estados Unidos. Por sua vez, Rogers foi substituído por outro membro do elenco Ryan Hall. Posteriormente, o evento será o segundo para apresentar dois lutadores que anteriormente foram eliminados da competição para chegar às finais, sendo o primeiro The Ultimate Fighter 11.[9] Mais tarde, foi anunciado que o UFC decidiu cortar a Rogers da organização devido ao incidente.[10]

Em 10 de fevereiro, foi anunciado que Konstantin Erokhin testou positivo para drostanolone em um teste pré-luta, em competição. O teste foi administrado pela Comissão de Atletismo do Estado de Nevada (NSAC), não um teste administrado por USADA.[11] Em 23 de março, o NSAC anunciou que foi suspenso por 12 meses e multou US $ 3.300 por retroatividade na luta da data.[12]

Card Oficial[editar | editar código-fonte]

Card Principal (Fox Sports 1)
Categoria Método Round Tempo Notas
Penas Estados Unidos Frankie Edgar derrotou Estados Unidos Chad Mendes Nocaute (Soco) 1 2:28
Leves Estados Unidos Ryan Hall derrotou República da Irlanda Artem Lobov Decisão Unânime (30-27, 30-26 e 30-26) 3 5:00 Nota 1
Leves Estados Unidos Tony Ferguson derrotou Brasil Edson Barboza Finalização (Triângulo de Mão) 2 2:54
Leves Estados Unidos Evan Dunham derrotou Estados Unidos Joe Lauzon Decisão Unânime (30-26, 30-27 e 30-26) 3 5:00
Penas Japão Tatsuya Kawajiri derrotou Estados Unidos Jason Knight Decisão Unânime (30-27, 30-27 e 30-27) 3 5:00
Leves Estados Unidos Julian Erosa derrotou Polónia Marcin Wrzosek Decisão Dividida (29-28, 28-29 e 29-28) 3 5:00
Card Preliminar (Fox Sports 1)
Pesados Brasil Gabriel Gonzaga derrotou Rússia Konstantin Erokhin Decisão Unânime (30-27, 30-27 e 30-28) 3 5:00
Meio Médios Estados Unidos Ryan LaFlare derrotou Estados Unidos Mike Pierce Decisão Unânime (30-27, 29-28 e 30-27) 3 5:00
Mosca Colômbia Geane Herrera derrotou Estados Unidos Joby Sanchez Nocaute Técnico (Socos) 2 4:28
Leves Estados Unidos Chris Gruetzemacher derrotou Espanha Abner Lloveras Decisão Unânime (29-28, 29-28 e 29-28) 3 5:00

Nota 1 Final do TUF 22

Bônus da Noite[editar | editar código-fonte]

  • Luta da Noite: Estados Unidos Tony Ferguson vs. Brasil Edson Barboza
  • Performance da Noite: Estados Unidos Frankie Edgar e Estados Unidos Tony Ferguson

[13]

Referências

  1. a b c Matt Erickson (12 de julho de 2015). «Conor McGregor, Urijah Faber coach Season 22 of 'The Ultimate Fighter' – U.S. vs. Europe». mmajunkie.com. Consultado em 12 de julho de 2015 
  2. Shaun Al-Shatti (4 de Março de 2015). «'The Ultimate Fighter 22' tryouts slated for lightweights, welterweights on March 29». mmafighting.com 
  3. Thomas Gerbasi (19 de Agosto de 2015). «TUF 22 Finale heads to Vegas on Dec. 11». ufc.com 
  4. Lucas Rezende (25 de Agosto de 2015). «Frankie Edgar vs. Chad Mendes to headline TUF 22 Finale». bloodyelbow.com 
  5. Marc Raimondi (30 de outubro de 2015). «Edson Barboza steps in for Khabib Nurmagomedov to face Tony Ferguson at TUF Finale». mmafighting.com. Consultado em 30 de outubro de 2015 
  6. Staff (27 de novembro de 2015). «Mirsad Bektic out vs. Tatsuya Kawajiri at TUF 22 Finale in Las Vegas». mmajunkie.com. Consultado em 27 de novembro de 2015 
  7. Thomas Gerbasi (1 de dezembro de 2015). «All eyes on 145». ufc.com. Consultado em 1 de dezembro de 2015 
  8. Thomas Gerbasi (3 de dezembro de 2015). «Herrera returns to face Sanchez next week». UFC.com. Consultado em 3 de dezembro de 2015 
  9. Staff (10 de dezembro de 2015). «After visa issue, 'TUF 22' concludes with surprising tournament final». mmajunkie.com. Consultado em 10 de dezembro de 2015 
  10. Steven Marrocco (12 de dezembro de 2015). «Saul Rogers cut by UFC after visa issue scraps 'TUF 22' final». mmajunkie.com. Consultado em 12 de dezembro de 2015 
  11. Marc Raimondi (10 de fevereiro de 2016). «Konstantin Erokhin tests positive for drostanolone at The Ultimate Fighter 22 Finale». mmafighting.com. Consultado em 10 de fevereiro de 2016 
  12. Staff (23 de março de 2016). «Russian heavyweight Konstantin Erokhin suspended 12 months for anabolic steroid use». mmajunkie.com. Consultado em 23 de março de 2016 
  13. «The Ultimate Fighter: Team McGregor vs. Team Faber Finale». Ultimate Fighting Championship