UFC 205

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
UFC 205: Alvarez vs. McGregor
Detalhes
Promoção Ultimate Fighting Championship
Data 02016-11-12 12 de novembro de 2016
Local Madison Square Garden
Cidade Estados Unidos Nova Iorque
Público 20 427
Vendas (PPV) 1 300 000
Arrecadado US$17 700 000
Cronologia
The Ultimate Fighter América Latina 3 Finale: dos Anjos vs. Ferguson UFC 205: Alvarez vs. McGregor UFC Fight Night: Mousasi vs. Hall 2

UFC 205: Alvarez vs. McGregor foi o primeiro evento de artes marciais mistas promovido pelo Ultimate Fighting Championship em Nova Iorque nos Estados Unidos, ocorrido no dia 02016-11-12 12 de novembro de 2016 no Madison Square Garden.[1]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Este evento foi o primeiro evento do UFC hospedado em Nova Iorque. Também será o primeiro evento do UFC hospedado no Estado de Nova Iorque, após a longa proibição do MMA profissional ser revogada no início de 2016. Até este ponto, o UFC 7 foi o único evento realizado no estado, produzido em Setembro de 1995, em Buffalo.[1]

O UFC trabalhou incansavelmente para superar a lei que proibiu os eventos de MMA profissional no estado, incluindo uma medida drástica: eles anunciaram um evento (UFC 197) para o Madison Square Garden, apesar da proibição ainda estar em vigor.[2] Entretanto, foi anunciado que uma liminar (permitindo a promoção para realizar o evento) foi negada por um juiz federal.[3] O evento foi, posteriormente, transferido e efetuado em Las Vegas, Nevada.

Card principal: três lutas valendo cinturão, incluindo uma entre dois campeões[editar | editar código-fonte]

Alvarez (à esquerda) vai defender seu cinturão pela primeira vez, enquanto McGregor (à direita) nunca defendeu o seu desde a vitória contra José Aldo, no UFC 194, em dezembro de 2015.

A luta principal foi pelo Cinturão Peso-Leve do UFC entre o atual campeão, Eddie Alvarez, e o Campeão Peso-Pena do UFC Conor McGregor.[4] Esta será a segunda vez na história do UFC que dois campeões em divisões diferentes vão lutar pelo mesmo título. A primeira vez foi no UFC 94, em 31 de janeiro de 2009, quando o campeão peso-meio-médio, Georges St-Pierre, defendeu seu título contra o campeão peso-leve, B.J. Penn.

Alvarez foi originalmente esperado para fazer sua primeira defesa de título contra o desafiante invicto Khabib Nurmagomedov, mas foi anunciado em 21 de setembro que Alvarez não assinou o contrato para a luta e, consequentemente, também recusou o contrato para lutar no UFC 206, em dezembro.[5] Enquanto isso, McGregor foi anteriormente esperado para lutar pelo título dos leves no UFC 196, em fevereiro, contra o até então campeão, Rafael dos Anjos. Dos Anjos, eventualmente, foi removido do evento devido a uma fratura no pé, e a luta nunca se concretizou.[6]

Uma luta valendo o Cinturão Meio Médio do UFC entre o atual campeão, Tyron Woodley, e o cinco vezes campeão mundial em kickboxing, Stephen Thompson, está prevista para ser a luta co-principal.[7]

A terceira luta pelo título, valendo o Cinturão Peso Palha Feminino do UFC entre a atual campeã, Joanna Jędrzejczyk, e Karolina Kowalkiewicz, também é esperada para ser parte do card.[8] A dupla se reuniu anteriormente no MMA amador, em 2012, quando Jędrzejczyk derrotou Kowalkiewicz por finalização na final do Amatorska Liga MMA.[9]

Madison Square Garden será a sede da estreia muito esperada do UFC em Nova Iorque.

Uma potencial eliminatória pelo título dos médios entre o ex-Campeão Peso Médio do UFC, Chris Weidman, e o medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Verão de 2000 e ex-campeão mundial de luta livre olímpica, Yoel Romero, foi marcada para este evento.[10]

Uma luta no peso-meio-médio entre o ex-campeão, Robbie Lawler, e o ex-desafiante ao título dos leves, Donald Cerrone, foi a primeira luta confirmada do evento.[11] No entanto, apenas alguns dias após o anúncio, foi revelado que Lawler decidiu tomar um pouco mais de tempo para preparar-se para uma luta, depois de perder o título por nocaute no UFC 201.[12] Ele foi substituído pelo vencedor do The Ultimate Fighter: Team Jones vs. Team Sonnen, no peso-médio, Kelvin Gastelum, que estava programado para enfrentar Jorge Masvidal uma semana antes.[13]

Abrindo o card principal, acontecerá uma luta no peso-galo feminino, entre a ex-Campeã Peso Galo Feminino do Strikeforce e ex-Campeã Peso Galo Feminino do UFC, Miesha Tate, e Raquel Pennington.[14][15]

Card preliminar: ex-campeão e ex-desafiantes ao título fazem parte da primeira parte do evento[editar | editar código-fonte]

Uma luta no peso-pena entre o ex-campeão dos leves, Frankie Edgar, e Jeremy Stephens, é esperada para ser o combate destaque do card preliminar.[16] Alguns outros duelos também estão escalados para participar dos preliminares televisionados pelo Fox Sports 1:

  • Apesar de ter sido originalmente esperado para enfrentar Alvarez, Khabib Nurmagomedov enfrentará Michael Johnson em uma possível eliminatória pelo título dos leves.[17]
  • A luta dos médios entre Tim Boetsch e Rafael Natal.[16]
  • Uma luta nos meio-médios entre o ex-Campeão Peso Meio Médio do Bellator, Lyman Good, e Belal Muhammad, estava marcada para esta parte do evento.[18] No entanto, em 24 de outubro, Good foi retirado do card depois de ter sido notificado pela USADA, devido a uma potencial violação das normas antidopagem, decorrente a partir de uma amostra fora de competição coletada dez dias antes.[19] Ele foi substituído por Vicente Luque.[20]

Uma luta no peso-leve entre Al Iaquinta e o ex-desafiante ao título meio-médio, Thiago Alves, foi previamente ligada ao UFC 202.[21] No entanto, o casamento foi inicialmente adiado e era esperado para acontecer neste evento.[22] Posteriormente, Iaquinta anunciou, em 19 de Setembro, que ele havia sido retirado do combate devido a uma disputa contratual com a promoção.[23] Ele foi substituído por Jim Miller.[24] A luta está prevista para ser a atração principal do UFC Fight Pass deste evento.

Para completar o card, haverá uma luta no peso-galo feminino entre a ex-desafiante ao título, Liz Carmouche, e Katlyn Chookagian.[25]

Uma luta nos meio-pesados entre Gian Villante e Marcos Rogério de Lima foi brevemente ligada ao evento.[26] No entanto, Villante foi removido da luta em 21 de setembro citando lesão, e a luta foi desfeita.[27]

A luta dos médios entre Tim Kennedy e o ex-Campeão Meio-Pesado do UFC e estreante na categoria, Rashad Evans, estava programada para a parte FS1 do evento.[28] No entanto, em 8 de novembro, Evans foi retirado da luta depois que a Comisão de Nevada não deu a licença para o mesmo lutar. Posteriormente, Kennedy foi removido do card também.[29][30] A luta está agora prevista para ocorrer no UFC 206, um mês depois.[31]

Pesagem[editar | editar código-fonte]

No momento da pesagem, Alves ultrapassou o peso em seis libras (2,7 kg), pesando 162,6 lbs (73,7 kg). Miller, que já havia batido o peso, teve que se reidratar para manter uma diferença de peso dentro de 7 libras (3,1 kg). Por causa disso, ele ficou em 157,6 lbs (71,4 kg). A luta será em peso casado de 163 lbs (73,9 kg). A Comissão Atlética do Estado de Nova York e os funcionários do UFC indicaram para Alves não pesar mais de 173 lbs (78,4 kg) no dia da luta, ou a luta seria cancelada. Como resultado, Alves foi multado em 20% de sua bolsa luta, que foi para Miller.[32] Gastelum não apareceu para a pesagem, anunciando via twitter que ele não iria lutar contra Cerrone, pois não alcançaria o limite de peso. Cerrone já tinha pesado com sucesso, batendo 170,4 lbs (77,2 kg).[33][34]

Card Oficial[editar | editar código-fonte]

Card Principal
Categoria Método Round Tempo Notas
Leves República da Irlanda Conor McGregor derrotou Estados Unidos Eddie Alvarez (c) Nocaute (Socos) 2 3:04 Nota 1
Meio-Médios Estados Unidos Tyron Woodley (c) empate Estados Unidos Stephen Thompson Empate Majoritário (47-47, 47-47 e 48-47) 5 5:00 Nota 2
Palhas Feminino Polónia Joanna Jędrzejczyk (c) derrotou Polónia Karolina Kowalkiewicz Decisão Unânime (49-46, 49-46 e 49-46) 5 5:00 Nota 3
Médios Cuba Yoel Romero derrotou Estados Unidos Chris Weidman Nocaute Técnico (Joelhada Voadora e Socos) 3 0:24
Galos Femininos Estados Unidos Raquel Pennington derrotou Estados Unidos Miesha Tate Decisão Unânime (29-28, 30-27 e 30-27) 3 5:00
Card Preliminar (Fox Sports 1)
Penas Estados Unidos Frankie Edgar derrotou Estados Unidos Jeremy Stephens Decisão Unânime (30-27, 30-27 e 29-28) 3 5:00
Leves Rússia Khabib Nurmagomedov derrotou Estados Unidos Michael Johnson Finalização (Kimura) 3 2:31
Médios Estados Unidos Tim Boetsch derrotou Brasil Rafael Natal Nocaute Técnico (Socos) 1 3:22
Meio-Médios Brasil Vicente Luque derrotou Territórios palestinos Belal Muhammad Nocaute (Socos) 1 1:19
Card Preliminar (UFC Fight Pass)
Peso Casado (163 lbs) Estados Unidos Jim Miller derrotou Brasil Thiago Alves Decisão Unânime (30-27, 29-28 e 30-27) 3 5:00
Galos Femininos Estados Unidos Liz Carmouche derrotou Estados Unidos Katlyn Chookagian Decisão Dividida (28-29, 29-28 e 29-28) 3 5:00

Nota 1 Pelo Cinturão Peso Leve do UFC. McGregor possui o Cinturão Peso Pena do UFC, mas este não estará valendo na luta.
Nota 2 Pelo Cinturão Meio Médio do UFC.
Nota 3 Pelo Cinturão Peso Palha Feminino do UFC.

Referências

  1. a b Staff (14 de abril de 2016). «MMA now officially legal in New York; UFC slates Nov. 12 event at Madison Square Garden». mmajunkie.com. Consultado em 31 de julho de 2016 
  2. Jesse Holland (28 de setembro de 2015). «UFC sues state of New York, books PPV event for April 23 in Madison Square Garden». mmamania.com. Consultado em 31 de julho de 2016 
  3. Steven Marrocco (25 de janeiro de 2016). «NY federal judge denies UFC move to allow Madison Square Garden event». mmajunkie.com. Consultado em 31 de julho de 2016 
  4. Mike Bohn (27 de setembro de 2016). «Conor McGregor gets lightweight title shot, challenges Eddie Alvarez in UFC 205 headliner». mmajunkie.com. Consultado em 27 de setembro de 2016 
  5. Staff (21 de setembro de 2016). «Report: After missed contract deadline for UFC 205, Alvarez vs. Nurmagomedov targeted for UFC 206». mmajunkie.com. Consultado em 21 de setembro de 2016 
  6. Ariel Helwani (23 de fevereiro de 2016). «Rafael dos Anjos injured, out of UFC 196 main event fight against Conor McGregor». mmafighting.com. Consultado em 27 de setembro de 2016 
  7. Matt Boone (16 de setembro de 2016). «Tyron Woodley confirms title defense against "wonderboy" Thompson at UFC 205 in NY». mmanews.com. Consultado em 16 de setembro de 2016 
  8. José Youngs (23 de setembro de 2016). «Report: Joanna Jędrzejczyk to defend title against Karolina Kowalkiewicz at UFC 205». fansided.com. Consultado em 23 de setembro de 2016 
  9. Jim Edwards (23 de setembro de 2016). «Joanna Jędrzejczyk vs. Karolina Kowalkiewicz set for UFC 205». flocombat.com. Consultado em 23 de setembro de 2016 
  10. John Morgan and Dann Stupp (15 de setembro de 2016). «Ex-champ Chris Weidman vs. Yoel Romero slated for UFC 205 in New York City». mmajunkie.com. Consultado em 15 de setembro de 2016 
  11. Steven Marrocco (7 de setembro de 2016). «Robbie Lawler vs. Donald Cerrone a go for UFC 205, Dana White says». mmajunkie.com. Consultado em 7 de setembro de 2016 
  12. Ariel Helwani (10 de setembro de 2016). «Robbie Lawler vs. Donald Cerrone scratched from UFC 205». mmafighting.com. Consultado em 10 de setembro de 2016 
  13. Ariel Helwani (14 de setembro de 2016). «Donald Cerrone vs. Kelvin Gastelum in the works for UFC 205». mmafighting.com. Consultado em 14 de setembro de 2016 
  14. Staff (23 de setembro de 2016). «Miesha Tate vs. Raquel Pennington slated for UFC 205 in New York City». mmajunkie.com. Consultado em 23 de setembro de 2016 
  15. Staff (28 de outubro de 2016). «Full broadcast plans and lineup set for UFC 205, and they're a thing of beauty». mmajunkie.com. Consultado em 28 de outubro de 2016 
  16. a b Thomas Gerbasi (21 de setembro de 2016). «UFC announces five bouts for NYC event». ufc.com. Consultado em 21 de setembro de 2016 
  17. Staff (27 de setembro de 2016). «Michael Johnson vs. Khabib Nurmagomedov official for UFC 205 in New York». mmajunkie.com. Consultado em 27 de setembro de 2016 
  18. Marc La Monica (23 de setembro de 2016). «Lyman Good to face Belal Muhammad at UFC 205». newsday.com. Consultado em 23 de setembro de 2016 
  19. Staff (24 de outubro de 2016). «Lyman Good receives USADA notice, pulled from UFC 205». mmajunkie.com. Consultado em 24 de outubro de 2016 
  20. Staff (25 de outubro de 2016). «Vicente Luque replaces Lyman Good at UFC 205 in New York City». mmajunkie.com. Consultado em 25 de outubro de 2016 
  21. Lucas Rezende (23 de maio de 2016). «Alves vs. Iaquinta set for UFC 202 in August». bloodyelbow.com. Consultado em 31 de julho de 2016 
  22. Tristen Critchfield (6 de setembro de 2016). «Thiago Alves moves to 155 pounds, meets Al Iaquinta at UFC 205 in New York». sherdog.com. Consultado em 6 de setembro de 2016 
  23. Shaun Al-Shatti (19 de setembro de 2016). «Al Iaquinta willing to walk away from MMA if dispute with UFC remains unsettled». mmafighting.com. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  24. Staff (19 de setembro de 2016). «Report: Jim Miller fills Al Iaquinta's spot at UFC 205, takes on Thiago Alves». mmajunkie.com. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  25. Ariel Helwani (15 de setembro de 2016). «Liz Carmouche vs. Katlyn Chookagian slated for UFC 205». mmafighting.com. Consultado em 15 de setembro de 2016 
  26. Guilherme Cruz (8 de setembro de 2016). «Gian Villante vs. Marcos Rogerio de Lima added to UFC 205». mmafighting.com. Consultado em 8 de setembro de 2016 
  27. Ariel Helwani (21 de setembro de 2016). «Gian Villante vs. Marcos Rogerio de Lima off UFC 205». mmafighting.com. Consultado em 21 de setembro de 2016 
  28. Ariel Helwani (9 de setembro de 2016). «Rashad Evans vs. Tim Kennedy slated for UFC 205». mmafighting.com. Consultado em 9 de setembro de 2016 
  29. Jose Youngs (8 de novembro de 2016). «Rashad Evans pulled from UFC 205 fight against Tim Kennedy». fansided.com. Consultado em 8 de novembro de 2016 
  30. Ariel Helwani (8 de novembro de 2016). «Rashad Evans vs. Tim Kennedy fight scratched from UFC 205». mmafighting.com. Consultado em 8 de novembro de 2016 
  31. Mike Bohn (9 de novembro de 2016). «Rashad Evans vs. Tim Kennedy rescheduled for UFC 206 in Toronto». mmajunkie.com. Consultado em 9 de novembro de 2016 
  32. Staff (11 de novembro de 2016). «UFC 205 early weigh-in results: Thiago Alves and Kelvin Gastelum force last-minute scramble». mmajunkie.com. Consultado em 11 de novembro de 2016 
  33. Staff (11 de novembro de 2016). «Kelvin Gastelum announces UFC 205 fight with Donald Cerrone is off». mmajunkie.com. Consultado em 11 de novembro de 2016 
  34. Staff (11 de novembro de 2016). «UFC 205 main card down to 5 bouts due to Kelvin Gastelum's latest weight blunder». mmajunkie.com. Consultado em 11 de novembro de 2016 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]