UFC 202

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
UFC 202: Diaz vs. McGregor II
Detalhes
Promoção Ultimate Fighting Championship
Data 02016-08-20 20 de agosto de 2016
Local T-Mobile Arena
Cidade Estados Unidos Las Vegas, Nevada
Público 15 539
Vendas (PPV) 1 650 000
Arrecadado US$7 692 010
Cronologia
UFC Fight Night: Rodríguez vs. Caceres UFC 202: Diaz vs. McGregor II UFC on Fox: Maia vs. Condit

UFC 202: Diaz vs. McGregor II foi um evento de artes marciais mistas promovido pelo Ultimate Fighting Championship, ocorrido em 02016-08-20 20 de agosto de 2016 na T-Mobile Arena, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Background[editar | editar código-fonte]

O evento está previsto para ser encabeçado por uma revanche no peso-meio-médio, entre o vencedor do The Ultimate Fighter 5 e ex-desafiante ao título dos leves, Nate Diaz, e o Campeão Peso-Pena do UFC, Conor McGregor.[1]

O presidente do UFC, Dana White, disse que trabalhou em reservar essa revanche devido à "obsessão de McGregor por ela".[2]

O primeiro confronto foi no início do ano, no UFC 196. McGregor era esperado para desafiar o, até então, Campeão Peso Leve do UFC, Rafael dos Anjos, mas dos Anjos retirou-se da luta por ter quebrado o pé apenas 11 dias antes do evento. Diaz substituiu ele, e a luta foi transferida para a divisão dos meio-médios.[3] Diaz ganhou a luta por finalização no segundo round.[4] A sua revanche era esperada, originalmente, para acontecer no UFC 200, mas tudo mudou durante meados de abril, com um desacordo entre McGregor e o UFC - a respeito de sua programação de mídia. Isso levou à sua retirada do evento e, em seguida, Nate Diaz também deixou o card.[5]

A luta entre os ex-desafiantes ao Cinturão Meio-Pesado do UFC, Anthony Johnson e Glover Teixeira, era esperada para servir como o evento co-principal para o UFC on Fox: Holm vs. Shevchenko. No entanto, Johnson retirou-se um mês antes do evento por problemas pessoais.[6] Por sua vez, os oficiais da promoção decidiram mover Teixeira do card, e o casamento da luta foi mantido intacto e reprogramado para ocorrer neste evento.[7]

Dong Hyun Kim iria enfrentar Neil Magny no evento. Todavia, Kim retirou-se da luta devido a uma lesão, em 12 de julho, e foi substituído por Lorenz Larkin.[8][9]

Um luta no peso-leve entre Al Iaquinta e o ex-desafiante ao título meio-médio, Thiago Alves foi brevemente ligada a este evento, mas agora deverá ser remarcada mais tarde, este ano, no UFC 205.[10][11]

Um combate no meio-médio entre o ex-Campeão Peso-Meio-Médio do WEC e ex-Campeão Interino Meio-Médio do UFC, Carlos Condit, e Demian Maia, ex-desafiante ao Cinturão Peso-Médio do UFC, foi agendado para ter lugar neste evento, mas foi transferido para uma semana mais tarde, encabeçando um FOX event.[12]

Sultan Aliev enfrentaria Hyun Gyu Lim no evento. Contudo, Aliev retirou-se da luta no início de agosto, citando uma lesão no pulso.[13] Lim agora vai enfrentar o recém-chegado na promoção, Mike Perry.[14]

Em 5 de agosto, Sean Strickland foi retirado de sua luta contra Tim Means, devido a uma lesão no joelho.[15] Ele foi substituído pelo recém-chegado na organização, Sabah Homasi.[16]

O vencedor do The Ultimate Fighter: China, Ning Guangyou, testou positivo para clenbuterol, a partir de um teste fora de competição realizado em 19 de maio, mas a USADA descobriu que ele ingeriu a substância sem culpa ou negligência. Eles revisaram as evidências do caso - o paradeiro de Guangyou, hábitos alimentares e os relatórios do laboratório mostrando "concentrações muito baixas em partes por bilhão" da substância - e determinaram que o resultado, muito provavelmente, veio por conta de carnes contaminadas, já que países como México e China têm um alto índice de carnes contaminadas com a substância. Guangyou não será suspenso. Ele era esperado para enfrentar Marlon Vera neste evento, mas devido a este incidente, a luta foi adiada uma semana, para o UFC on Fox: Maia vs. Condit.[17]

Card Oficial[editar | editar código-fonte]

Card Principal
Categoria Método Round Tempo Notas
Meio-Médios República da Irlanda Conor McGregor derrotou Estados Unidos Nate Diaz Decisão Majoritária (48–47, 47–47, 48–47) 5 5:00
Meio-Pesados Estados Unidos Anthony Johnson derrotou Brasil Glover Teixeira Nocaute (Soco) 1 0:13
Meio-Médios Estados Unidos Donald Cerrone derrotou Estados Unidos Rick Story Nocaute Técnico (Chute na Cabeça e Socos) 2 2:02
Meio-Médios Estados Unidos Mike Perry derrotou Coreia do Sul Lim Hyun-Gyu Nocaute (Socos) 1 3:38
Meio-Médios Estados Unidos Tim Means derrotou Estados Unidos Sabah Homasi Nocaute Técnico (Socos) 2 2:56
Card Preliminar (Fox Sports 1)
Galos Estados Unidos Cody Garbrandt derrotou Japão Takeya Mizugaki Nocaute Técnico (Socos) 1 0:48
Galos Feminino Estados Unidos Raquel Pennington derrotou Estados Unidos Elizabeth Phillips Decisão Unânime (30–27, 30–27 e 30–27) 3 5:00
Penas RússiaRepública da Irlanda Artem Lobov derrotou Estados Unidos Chris Avila Decisão Unânime (30–27, 30–27 e 30–27) 3 5:00
Palhas Feminino Estados Unidos Cortney Casey derrotou Canadá Randa Markos Finalização Verbal (Chave de Braço) 1 4:34
Card Preliminar (UFC Fight Pass)
Meio-Médios Estados Unidos Lorenz Larkin derrotou Estados Unidos Neil Magny Nocaute Técnico (Cotoveladas) 1 4:08
Meio-Médios Estados Unidos Colby Covington derrotou Estados Unidos Max Griffin Nocaute Técnico (Socos) 3 2:18
Médios Itália Marvin Vettori derrotou Brasil Alberto Uda Finalização (Guilhotina) 1 4:30

Bônus da Noite[editar | editar código-fonte]

  • Luta da Noite: Estados Unidos Nate Diaz vs. República da Irlanda Conor McGregor
  • Performance da Noite: Estados Unidos Anthony Johnson e Estados Unidos Donald Cerrone

Referências

  1. A revanche entre Nate Diaz e Conor McGregor é definida para o UFC 202
  2. Jeremy Botter (2 de junho de 2016). «UFC still trying to land Diaz rematch for "obsessed" McGregor». flocombat.com. Consultado em 31 de julho de 2016 
  3. Damon Martin (23 de fevereiro de 2016). «Diaz gets the call, faces Conor McGregor in new UFC 196 main event». foxsports.com. Consultado em 29 de março de 2016 
  4. Steven Marrocco (6 de março de 2016). «UFC 196 results: Diaz shocks Conor McGregor with second-round choke». mmajunkie.com. Consultado em 6 de março de 2016 
  5. Marc Raimondi (19 de abril de 2016). «Dana White: Conor McGregor pulled from UFC 200, because he wouldn't attend press conference». mmafighting.com. Consultado em 4 de junho de 2016 
  6. Steven Marrocco and John Morgan (18 de junho de 2016). «Anthony Johnson out of UFC on FOX 20 co-headliner with Glover Teixeira». mmajunkie.com. Consultado em 18 de junho de 2016 
  7. Thomas Myers (27 de junho de 2016). «UFC 202 fight card gets Anthony Johnson vs. Glover Teixeira». mmamania.com. Consultado em 27 de junho de 2016 
  8. Staff (12 de julho de 2016). «Dong Hyun Kim out of UFC 202 bout against Neil Magny, promotion seeking replacement». mmajunkie.com. Consultado em 12 de julho de 2016 
  9. Shaun Al-Shatti (13 de julho de 2016). «Lorenz Larkin steps in against Neil Magny at UFC 202». mmafighting.com. Consultado em 13 de julho de 2016 
  10. Lucas Rezende (23 de maio de 2016). «Alves vs. Iaquinta set for UFC 202 in August». bloodyelbow.com. Consultado em 23 de maio de 2016 
  11. Jonathan Bradley (8 de julho de 2016). «Al Iaquinta vs. Thiago Alves in the works for UFC 205». foxsports.com. Consultado em 15 de julho de 2016 
  12. Marc Raimondi (19 de julho de 2016). «Carlos Condit vs. Demian Maia moved from UFC 202 to UFC on FOX 21 main event». mmafighting.com. Consultado em 19 de julho de 2016 
  13. Staff (3 de agosto de 2016). «Sultan Aliev injured, out of UFC 202 bout with Hyun Gyu Lim». mmajunkie.com. Consultado em 3 de agosto de 2016 
  14. Staff (4 de agosto de 2016). «Mike Perry replaces Aliev at UFC 202». fightsports.tv. Consultado em 4 de agosto de 2016 
  15. John Morgan (5 de agosto de 2016). «Sean Strickland out at UFC 202; promotion seeks new opponent for Tim Means». mmajunkie.com. Consultado em 5 de agosto de 2016 
  16. Marc Raimondi (9 de agosto de 2016). «Sabah Homasi steps in to face Tim Means at UFC 202». mmafighting.com. Consultado em 9 de agosto de 2016 
  17. Marc Raimondi (9 de agosto de 2016). «UFC's Ning Guangyou fails drug test for clenbuterol, USADA finds no fault». mmafighting.com. Consultado em 9 de agosto de 2016 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]