Dizang

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estátua de Ksitigharbha no Centro Khamlungpa em Guadalajara, Jalisco, México.
Dia-Tang, a versão vietnamita de Ksitigarbha.

Ksitigarbha é um bodhisattva muito venerado pelos budistas da China e Japão, também venerado por algumas escolas de budismo tibetano.


Popular na China com o nome de Dìzàng e no Japão como Jizō. É adorado como protetor dos oprimidos e dos moribundos, divindade que tenta salvar as almas condenadas ao inferno.

Geralmente se caracteriza como um monge, levando consigo um báculo com o que abre as portas do inferno. Resplandecente com que ilumina as trevas.[1][2][3][4][5][6]

Outros artigos[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Chapter 1. The Sutra of Bodhisattva Ksitigarbha's Fundamental Vows». www.sinc.sunysb.edu 
  2. Buswell, Robert E., ed. (2014). The Princeton Dictionary of Buddhism. [S.l.]: Princeton University Press. p. 448 
  3. Schopen, Gregory. Filial Piety and the Monk in the Practice of Buddhism: A Question of 'Sinicization' Viewed from the Other Side.
  4. Frederic, Louis. Buddhism: Flammarion Iconographic Guides. 1995. pp. 184-185
  5. Edkins, Joseph. Chinese Buddhism. 2003. pp. 225-226
  6. «Ti Tsang P'usa: Ksitigarbha Bodhisattva». Buddhanet.net. Consultado em 16 de janeiro de 2012.. Arquivado do original em Janeiro 3, 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Dizang
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia chinesa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.