Edna Velho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edna Velho
Nascimento 1964 (52–53 anos)
Niterói
Nacionalidade Brasil brasileira
Filho(s) 1
Ocupação Atriz, modelo e cantora

Edna Velho (Niterói, 1964) é uma atriz, modelo, cantora, humorista e roteirista brasileira.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Começou trabalhando como modelo, participou de desfiles de moda e editoriais de revistas, iniciou sua carreira na televisão no programa humorístico Viva o Gordo da Rede Globo, com Jô Soares, participou dos Trapalhões, Globo Esporte e Fantástico, destacou-se em 1988 no polêmico Caso Especial: Garota da Capa, dirigido por Walter Avancini.[2][3][4] Atuou ainda na Escolinha do Golias e no quadro "Cursinho do Leão", do Boa Noite Brasil, na Band.[5]

Consagrou-se na A Praça É Nossa do SBT, programa apresentado por Carlos Alberto de Nóbrega, em que atuou por doze anos, com as personagens Dona Dadá e principalmente Fifa,[6] do jargão "Seu velho babão!", contracenando com Rony Rios, que interpretava Philadelpho, o Fifo.[7]

Realizou diversos ensaios para revistas masculinas, foi capa duas vezes da Ele Ela em janeiro de 1985 e março de 1986, e da revista Sexy, em março de 2000,[8] além de uma edição Especial em março de 2001 e uma Premium em abril de 2004 para a mesma revista.[9] A atriz desfilou por diversas vezes no carnaval pela União da Ilha, foi madrinha da bateria da Acadêmicos do Tucuruvi e também saiu pela Salgueiro, sua escola de coração.

Em 1981 fez faculdade de Letras e posteriormente também cursou teatro com Beto Silveira e Cécil Thiré, além de fazer a oficina de atores da TV Globo. Em 2000 gravou um CD de black music, sendo vocalista do Grupo Radar, fez aulas de canto e dança.

No teatro fez diversos trabalhos, a morena estourou com a comédia O Analista de Bagé[10] de Luís Fernando Veríssimo, com direção de Oswaldo Loureiro, contracenando durante três anos[11] com Cláudio Cunha.[12][13] Participou do espetáculo Dois Quartos de Motel com Gorete Milagres, Mamma Bruschetta, Sheila Mello, Marinara Costa e Mateus Carrieri, no momento continua com o monólogo Arrasada[14] com direção de Ricardo Leite, que conta a história de uma atriz que nunca fez sucesso.[15]

Criou a personagem Gina Tangerina, que vai estrear no seu canal do You Tube, atualmente está cursando Jornalismo,[16] seu novo projeto é apresentar um programa de variedades.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Nasceu e cresceu em Niterói, foi alfabetizada no colégio de freiras Nossa Senhora das Mercês, estudou muitos anos no Colégio Brasil e tocava lira na banda, fez parte do coral do grupo jovem da Igreja de Santa Teresinha, onde conheceu seu primeiro namorado, Luiz Ernesto, ela tinha somente 13 anos e ele 22, atualmente mora na Barra da Tijuca. Sua religião é o budismo.[16]

Foi casada com Cláudio Cunha, ator e produtor da peça Analista de Bagé,[17] teve breves relacionamento com os jogadores de futebol Mozer e Renato Gaúcho.[18]

Em 2001, durante uma relação de seis meses, engravidou do jogador Romário, na época casado com a segunda mulher, Danielle Favatto. Em 8 de fevereiro de 2002 nasceu Raphael,[19][20] que inicialmente não foi reconhecido pelo pai,[21][22][23] foi necessário a realização de exame de DNA,[24][25] o resultado só saiu em 2 de abril de 2004 e uma vez comprovada a paternidade,[26] Romário prestou toda a assistência à criança e mantém boa relação com Edna.[27][28]

Edna é servidora pública concursada do Banco Central.[29]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • 1988 - Terapia com o Analista de Bagé .... Lindaura
  • 1990 - Baixa Sociedade .... Ana Maria
  • 1991 - Um Whisky Antes, um Cigarro Depois .... várias personagens
  • 2004 - 2/4 de Motel .... Celeste Valverde
  • 2005 - Arrasada .... Bia

Referências

  1. «Atriz global se apresenta em Itu». 21 de janeiro de 2008  Verifique data em: |date= (ajuda)
  2. Veja, Edição 1052, pág.93. Editora Abril, 1968-, semanal. (2 de novembro de 1988)
  3. Veja, Edição 1054, pág.71. Editora Abril, 1968-, semanal. (16 de novembro de 1988)
  4. FIUZA, Sílvia Regina de Almeida. Dicionário da TV Globo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2003. pág.437 ISBN 857110722-X
  5. «Bate-papo com Edna Velho». UOL. 21 de maio de 2004  Verifique data em: |date= (ajuda)
  6. «Melhores e Piores». Terra. 22 de dezembro de 2002  Verifique data em: |date= (ajuda)
  7. «Edna Velho: 'Romário é um pai espetacular'». Extra. 24 de março de 2010  Verifique data em: |date= (ajuda)
  8. «Ao vivo: Acontece na Internet». Folha de S. Paulo. 8 de março de 2000  Verifique data em: |date= (ajuda)
  9. «Edna Velho lança edição premium da revista Sexy». Babado. 25 de abril de 2004  Verifique data em: |date= (ajuda)
  10. «Promissão apresentará "O Analista e a Sexóloga da Bagé" no dia 08». 18 de junho de 2010  Verifique data em: |date= (ajuda)
  11. «Pornochanchada: capítulo estilizado e estigmatizado da história do cinema nacional - Semiosfera ano 3, nº 7». 18 de junho de 2010  Verifique data em: |date= (ajuda)
  12. «Marque já sua consulta com "O Analista de Bagé"». Gazeta Brazilian News. 23 de agosto de 2005  Verifique data em: |date= (ajuda)
  13. «Autoridades de Miami-Dade não autorizam show nesse domingo por falta de luz – Gazeta Brazilian News». 24 de agosto de 2005  Verifique data em: |date= (ajuda)
  14. «Edna Velho sobe ao palco com presença de Anamara na plateia». EGO. 8 de julho de 2010  Verifique data em: |date= (ajuda)
  15. «Teatro Municipal recebe "Arrasada"». Portal de São Sebastião. 22 de janeiro de 2008  Verifique data em: |date= (ajuda)
  16. a b «Edna: De Velho ela não tem nada! - Dando Trela - Niterói em Movimento». Revista Trela 
  17. «Cai o pano». Veja. 16 de junho de 1999  Verifique data em: |date= (ajuda)
  18. «Renato Gaúcho». Paraná Online. 23 de junho de 2008  Verifique data em: |date= (ajuda)
  19. «Vai-e-vem». IstoÉ Gente. 26 de julho de 2004  Verifique data em: |date= (ajuda)
  20. «Edna Velho passeia com filho de Romário na praia». EGO. 23 de julho de 2010  Verifique data em: |date= (ajuda)
  21. «Edna Velho diz que Romário é pai de seu filho». Folha da Região. 16 de fevereiro de 2002  Verifique data em: |date= (ajuda)
  22. «Romário - O voto do craque». Época. 4 de março de 2002  Verifique data em: |date= (ajuda)
  23. «Exclusivas - Recado». IstoÉ Gente. 4 de março de 2002  Verifique data em: |date= (ajuda)
  24. «Mais bomba». Folha de S. Paulo. 25 de setembro de 2002  Verifique data em: |date= (ajuda)
  25. «Suspense». Folha de S. Paulo. 13 de dezembro de 2003  Verifique data em: |date= (ajuda)
  26. «Teste de DNA confirma Romário como o pai de menino de dois anos de idade». Daily Times (em inglês). 1 de maio de 2004  Verifique data em: |date= (ajuda)
  27. «Pai herói». Quem. 26 de maio de 2004  Verifique data em: |date= (ajuda)
  28. «Romário passa 24 horas preso e só é solto após apresentar comprovantes». Jornal do Brasil. 15 de julho de 2009  Verifique data em: |date= (ajuda)
  29. Extra. [1]. Acesso em 20 de novembro de 2016

Ligações externas[editar | editar código-fonte]