Mateus Carrieri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Mateus Carreri.
Mateus Carrieri
Mateus Carrieri em 2010.
Nome completo Mateus Roberto Carrieri
Nascimento 19 de fevereiro de 1967 (53 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Ator e dublador

Mateus Roberto Carrieri (São Paulo, 19 de fevereiro de 1967) é um ator e dublador brasileiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Mateus começou sua carreira televisiva aos sete anos de idade participando do quadro Boa Noite Cinderela, do Programa Silvio Santos, onde era um dos jurados mirins que faziam perguntas para artistas e convidados.[1] Depois participou de várias telenovelas e minisséries sendo ator infantil.

Em 1984, aos dezessete anos, já despontava como um galã com seu papel em Amor com Amor Se Paga, na Rede Globo. Na mesma emissora, foi membro do elenco principal em De Quina pra Lua, 1985, e Salomé, 1991.

Em 1997, interpretou o pai Miguel da protagonista Mili na segunda temporada de Chiquititas, no SBT. Em 1998 e 1999, atuou em Estrela de Fogo (fase 2) e em  Louca Paixão, ambas na RecordTV, com a segunda tendo ótima repercussão.

No ano 2001, foi um dos participantes da primeira temporada do reality show Casa dos Artistas, apresentada por Silvio Santos.

Entre 2008 e 2010, interpretou o personagem Raul Pittbull no humorístico Uma Escolinha Muito Louca. Pitbull usava roupas azul de academia e era estilo bipolar, em alguns momentos machão e em outros gay sensível, seu bordão era "Sarado, malhado e jamais bombado, manda que eu to preparado".[2]

Atualmente é professor (formado) em academia de musculação no Bairro Moema em São Paulo e trabalha como ator em peças teatrais, e também é dublador.[3]

No dia 8 de setembro de 2020, é confirmado como um dos vinte participantes da décima segunda temporada do reality show A Fazenda.[4]

Erotismo e pornografia[editar | editar código-fonte]

Mateus protagonizou quatro ensaios fotográficos nu para a revista G Magazine, nas edições de: fevereiro de 1998, setembro de 2000, outubro de 2004 (essa inclusive foi considerada polêmica porque ele posa junto com o filho Kaike, embora não mostrem nu frontal quando juntos) e na edição comemorativa de número 100 em janeiro de 2006, junto com Alexandre Frota.[5] Em 2006, foi contratado pela produtora de filmes pornográficos Brasileirinhas, estrelando Clube Prive, que foi lançado em setembro. No ano seguinte, estrelou mais dois filmes pornô da produtora, Fogosas e Perigosas e O Imperador.[6] Posteriormente, a produtora lançou outros filmes com cenas reprisadas do ator.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Telenovelas

Minisséries e telesséries

Reality shows

Cinema[editar | editar código-fonte]

Filmes

  • 2000 - Meu BMW Vermelho
  • 2001 - Nervos de Aço
  • 2005 - A Arte da Violência
  • 2006 - Clube Privê (pornográfico)
  • 2007 - Fogosas e Perigosas (pornográfico)
  • 2007 - O Imperador (pornográfico)
  • 2008 - O Sedutor (pornográfico)
  • 2008 - 69 Semanas de Sexo (pornográfico)
  • 2009 - O Rei das Mulheres (pornográfico)

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • 1993 - Pigmaleoa
  • 1993 - Hair
  • 1997 - Um Bonde chamado Desejo
  • 2000 - Replay
  • 2001 - Qurelle
  • 2001 - O Vision Voador
  • 2002 - Boeing Boeing
  • 2004 - Bar da Noite
  • 2005 - 2/4 de Motel
  • 2007 - O Amante do Meu Marido
  • 2008 - Coisa Boa Pra Você!
  • 2011 - O Brilhante Mágico[3]
  • 2017 - Lili Carabina[8]
  • 2019 - O Vendedor de Sonhos, adaptação de O Vendedor de Sonhos (série literária)[9]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]