Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Escola de Teatro da
Universidade Federal da Bahia
Universidade Universidade Federal da Bahia
Fundação 1956 (61 anos)
Nomes anteriores Escola de Música e Artes Cênicas
Tipo de instituição Unidade universitária
Localização Salvador, BahiaBrasil
Campus Canela
Site www.teatro.ufba.br

A Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia, fundada em 1956 pelo então reitor da universidade, Edgard Santos, foi a primeira escola de teatro brasileira a integrar uma universidade - a então Universidade da Bahia.[1][2] Foi também a primeira escola da América Latina a adotar o método Stanislavski de formação de atores. Seu primeiro diretor foi Eros Martim Gonçalves.

Cursos[editar | editar código-fonte]

A escola oferece os seguintes cursos:

  • Bacharelado em Artes Cênicas com Habilitação em Interpretação Teatral
  • Bacharelado em Artes Cênicas com Habilitação em Direção Teatral
  • Licenciatura em Teatro
  • Pós-Graduação em Teatro

Instalações[editar | editar código-fonte]

A Escola de Teatro da UFBA está situada na Rua Araújo Pinho, 292, bairro do Canela, em Salvador, no secular Solar Santo Antônio. Suas instalações se constituem de:

  • Pavilhão de aulas;
  • Biblioteca, com banco de textos teatrais e memória;
  • Laboratório de informática;
  • Um teatro pequeno (Sala 5);
  • Carpintaria;
  • Rouparia;
  • Teatro Martim Gonçalves.

Teatro Martim Gonçalves[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Teatro Martim Gonçalves

Inaugurado em 1958 com a montagem do texto "Senhorita Júlia", foi denominado Teatro Santo Antônio, sendo o espaço teatral mais antigo de Salvador. Em 1996, por ocasião das comemorações dos 40 anos de fundação da Escola de Teatro, o teatro foi rebatizado para Teatro Martim Gonçalves.

Curiosamente sua primeira construção foi concebida para ser provisória. Todavia, somente no início do século XXI foi, de fato, totalmente reconstruído.

Diretores[editar | editar código-fonte]

Em 1969 foi criada a EMAC (Escola de Música e Artes Cênicas). Abaixo os chefes do Departamento de Teatro

Em 1988, a EMAC é dissolvida. A Escola de Teatro se desvincula da Escola de Música. Desde então, foram diretores da Escola de Teatro:

  • Paulo Lauro Dourado (1988 - 1990)
  • Carlos Alberto Cardoso Nascimento (1990 - 1996)
  • Deolindo Checcucci Neto (1996 - 2000)
  • Eliene Benício Amâncio Costa (2000 - 2004)
  • Eliene Benício Amâncio Costa (2004- 2007)
  • Daniel Marques da Silva (2007-2012)
  • Eliene Benício Amâncio Costa (atual)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre a Bahia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre instituição de ensino superior é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.