Saltar para o conteúdo

Diferenças entre edições de "Olodumarê"

sem resumo de edição
m (Foram revertidas as edições de MARQUES BILL para a última revisão de Mbassis, de 19h55min de 30 de setembro de 2019 (UTC))
Etiqueta: Reversão
| rodapé-estilo = height: 0,3em; background-color: silver;
}}
Na'''Olodumare''' ({{langx|yo|''Olódùmarè''}}), tradicionalna [[Religião yorùbá|religião iorubaiorubá]] e nas [[Religiões de matriz africana|afrodescendentes]], é o ser supremo é '''''Olódùmarè''''',<ref>ABRAHAN, R. C. ''Dictionary of Modern Yoruba''. Londres, Hodder & Soughton, 1962 [1946]. 776 pp.</ref> que vive numa dimensão paralela à nossa, conhecida como ''[[Orun (yoruba)|ÒrunOrum]]''. Por isso, também é aclamado como '''Olorum (''Olórun'''''), Senhor do ''Òrun'', ou '''Olorum'''Orum.<ref name="FERREIRA, A. B. H. 1986. p. 1">FERREIRA, A. B. H. ''Novo dicionário da língua portuguesa''. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 222.</ref> É o Criador do ÒrunOrum e do [[Àiyé (yoruba)|Àiyé]], o [[universo]] conhecido ou ainda desconhecido por nós. É o Ser Superior e Criador dos [[orixá]]s e do Homem,<ref>Abimbola, Wande. "Ìwàpèlé: The Concept of Good Character in Ifá Literary Corpus." In: Wande Abimbola (org.) ''Yoruba Oral Tradition'', pp. 389-420, Ife, Univ. of Ife, 1975.</ref> que estabeleceu a [[existência]] e o [[Universo]].<ref>[http://culturayoruba.files.wordpress.com/2012/03/olodumareeodestinodohomem.pdf E.Bolaji Idowu - Olódùmaè e o destino do homem]{{Ligação inativa|1={{subst:DATA}} }}pdf {{pt}}</ref><ref>[https://www.researchgate.net/profile/John_Ayotunde_Isola_Bewaji/publication/265032359_Olodumare_God_in_Yoruba_Belief_and_the_Theistic_Problem_of_Evil/links/55e9f01108ae3e121845084a/Olodumare-God-in-Yoruba-Belief-and-the-Theistic-Problem-of-Evil.pdf Bewaji, J. A. I. (sem data) "Olodumare: God in Yoruba Belief and the Theistic Problem of Evil" African Studies Quarterly.] {{en}}</ref>
 
== Etimologia ==
 
== Citação ==
{{quote2|Embora reconhecido e louvado como o Ser Supremo, para Ele não existe [[culto]] direto e nem templo individual. De acordo com os mitos da criação ''yorùbá''iorubá, ele delega poderes aos ''Òrìṣà''orixás, como a ''[[Oxalá|ÒrínṣànláOrinxalá]]'' (o grande ''òrìṣà funfun''), o primeiro a ser criado, também chamado de Orixanlá (''Òrìṣà-nlá''), e principalmente a [[Obatalá|''Ọbàtálá'']], em terras ''yorùbá''iorubás.
 
As tentativas de adaptação dos conceitos [[Teologia|teológicos]] e [[Filosofia|filosóficos]] de outras culturas não cabem na concepção teológica ''yorùbá''iorubá do preexistente, ''Olódùmarè''Olodumarê, o gerador de todos os poderes, inclusive o maior deles, o ''[[Axé|Àṣẹ]]'', o grande e divino poder, a potente força com a qual ''Olódùmarè''Olodumarê criou, através dos ''Òrìṣà''orixás, o complexo ''ÒrunOrum-Àiyé''Aiê.
 
A teologia ''yorùbá''iorubá sobre ''Olódùmarè''Olodumarê é completamente diferente de todos os conceitos existentes na teologia atual, e precisa ser reconsiderada pelos teólogos africanistas a partir de uma visão tradicional "africana" dos ''yorùbá''iorubás. O conceito e a visão [[Cristianismo|cristã]] e [[Islamismo|muçulmana]] do [[monoteísmo]] não encontra fundamento na religião dos ''yorùbá''iorubás.
 
A religião tradicional ''yorùbá''iorubá, assim como todas as religiões dela descendentes na [[Diáspora africana|diáspora]], não se enquadra nos atuais conceitos teológicos importados e impostos pelos colonizadores e/ou pesquisadores estrangeiros. Estes, por sua vez, não são cuidadosos com os conceitos tradicionais, principalmente os escritores ''yorùbá''iorubás aculturados e não tradicionalistas quanto à religião.
 
Assim, nenhum dos conceitos teológicos e filosóficos "importados" não podem, sequer por analogia, ser considerados para se estudar a forma e o modo da religiosidade dos ''yorùbá''iorubás, devendo ser completamente expurgados. [[Aulo Barretti Filho]]}}<ref>Barretti Filho, Aulo. [http://aulobarretti.wordpress.com/orisaismo/ Òrìṣàísmo.]</ref><ref>[http://aulobarretti.wordpress.com/orisaismo/clerigos-yoruba/ Os Clérigos Nativos ''Yorùbá'' e o Òrìṣàísmo.] In: [http://aulobarretti.wordpress.com ''Artigos & Textos''] Internet, 2012.</ref>
 
{{Referências}}
 
== Ligações externas ==
* [http://aulobarretti.wordpress.com/revista-ebano-ile-ife/ile-ife/ ''Ilé-Ifè'']
* [http://aulobarretti.wordpress.com/orisaismo/ Òrìṣàísmo: do Preexistente ''Olódùmarè e dos Òrìṣà'']
* [http://olorun.com.br/site1/publication/revista-olorun-n-39-junho-2016/41.html?tmpl=component#page/1 Revista Olorun]