Esse Rio que Eu Amo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Esse Rio que Eu Amo
Esse Rio que Eu Amo (BR)
 Brasil
1960 •  
Página no IMDb (em inglês)

Esse Rio que Eu Amo é um longa-metragem brasileiro, exibido em 1960, dirigido por Carlos Hugo Christensen e com roteiro de Millôr Fernandes.

Dividido em quatro contos: Balbino, o homem do mar e O milhar seco de Orígenes Lessa, A Morte da Porta-Estandarte de Aníbal Machado e Noite de almirante, de Machado de Assis. As histórias melodramáticas, tem como pano de fundo o carnaval carioca.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Episódio 1 (Balbino, o homem do mar)

Episódio 2 (O milhar seco)

Episódio 3 (A Morte da Porta-Estandarte)

Episódio 4 (Noite de almirante)

Restante do elenco (por ordem alfabética)

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Melhor Atriz Secundária (Ester Melinger), Prêmio "Governador do Estado de São Paulo", SP, 1962.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.