Estação Ferroviária de Macinhata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Estação de Macinhata)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o apeadeiro no Ramal de Aveiro. Se procura o apeadeiro na Linha do Vouga, veja Apeadeiro de Travanca - Macinhata.
Macinhata Logos IP.png
Estação de Macinhata, em 2016.
Linha(s) Linha do Vouga (PK 2,710)
Coordenadas
Concelho Águeda
Serviços Ferroviários Regional
Serviços Lavabos Serviço de táxis Parque de estacionamento

A Estação Ferroviária de Macinhata, igualmente conhecida como Macinhata do Vouga, é uma gare do Ramal de Aveiro, que serve a localidade de Macinhata do Vouga, no Distrito de Aveiro, em Portugal.

Caracterização[editar | editar código-fonte]

Esta interface tem acesso pelo Largo da Estação, em Macinhata do Vouga.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Locomotiva E123, exposta em frente ao Museu Ferroviário de Macinhata do Vouga.

Em 1895, o projecto para a Linha do Valle do Vouga e o seu ramal para Aveiro previa que este caminho de ferro fosse servir a povoação de Macinhata.[2]

Em 8 de Setembro de 1911, foi inaugurado o troço entre Albergaria-a-Velha e Aveiro da rede ferroviária do Vouga[3], construído pela Compagnie Française pour la Construction et Exploitation des Chemins de Fer à l'Étranger.[4]

Em 1 de Janeiro de 1947, a Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses passou a explorar a rede ferroviária do Vouga.[5]

Na primeira metade da Década de 1980, entrou ao serviço o núcleo museológico de Macinhata, no âmbito de um programa da CP para preservar o seu património.[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Macinhata - Linha do Vouga». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 6 de Dezembro de 2016. 
  2. «Há Quarenta Anos» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 47 (1130). 16 de Janeiro de 1935. 40 páginas. Consultado em 6 de Dezembro de 2016. 
  3. «Troços de linhas férreas portuguesas abertas à exploração desde 1856, e a sua extensão» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 69 (1652). 16 de Outubro de 1956. pp. 528–530. Consultado em 29 de Abril de 2015. 
  4. TORRES, Carlos (16 de Março de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 71 (1686). pp. 133–140. Consultado em 29 de Abril de 2015. 
  5. AGUILAR, Busquets de (1 de Junho de 1949). «A Evolução História dos Transportes Terrestres em Portugal» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 62 (1475). pp. 383–393. Consultado em 29 de Abril de 2015. 
  6. MARTINS et al, p. 47

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • MARTINS, João; BRION, Madalena; SOUSA, Miguel; et al. (1996). O Caminho de Ferro Revisitado. O Caminho de Ferro em Portugal de 1856 a 1996. Lisboa: Caminhos de Ferro Portugueses. 446 páginas 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre a estação de Macinhata

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.