Estação Ferroviária de Barroselas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Barroselas
BSicon BAHN.svg
Identificação:[1] 06304 BAR (Barroselas)
Denominação: Estação de Barroselas
Classificação: E (estação)[2][3]
Tipologia: C [4]5.3.1.1
Linha(s): Linha do Minho (PK 68,137)
Altitude: 65 m (a.n.m)
Coordenadas: 41°38′46.58″N × 8°42′3.93″W

(≍+41.64627;−8.70109)

(mais mapas: 41° 38′ 46,58″ N, 8° 42′ 03,93″ O)
Concelho: bandeiraViana do Castelo
Serviços: R IR
Conexões: Serviço de táxis VCT
Equipamentos: Bilheteiras Telefones públicos Sala de espera Acesso para pessoas de mobilidade reduzida Parque de estacionamento Lavabos adaptados Lavabos
Diagrama:
BSicon HST grey.svgSra. das Neves (Sentido Valença)
BSicon BHF grey.svgBarroselas
BSicon HST grey.svgDurrães (Sentido Porto)
BSicon CONTf grey.svg
Website:

A Estação Ferroviária de Barroselas (nome anteriormente grafado como "Barrosellas"), é uma interface da Linha do Minho, que serve a freguesia de Barroselas, em Portugal.

Comboio presidencial a passar pela estação de Barroselas, em 2012.

Caracterização[editar | editar código-fonte]

Localização e acessos[editar | editar código-fonte]

Situa-se em frente ao Largo da Estação, na localidade de Barroselas.[5]

Vias e plataformas[editar | editar código-fonte]

Em 2010, contava com duas vias de circulação, tendo ambas 468 m de comprimento; são servidas por duas plataformas, ambas com 35 cm de altura e 223 m de extensão.[6] O edifício de passageiros situa-se do lado norte da via (lado direito do sentido ascendente, a Monção).[7][8]

Serviços[editar | editar código-fonte]

Esta interface é servida por comboios Regionais, Intercidades e Interregionais da transportadora Comboios de Portugal.[9]

Comboio de mercadorias a passar pela estação de Barroselas, em 2021.

História[editar | editar código-fonte]

Esta interface insere-se no lanço da Linha do Minho entre Barcelos e Darque, que foi aberto à exploração em 24 de Fevereiro de 1878.[10]

No XI Concurso das Estações Floridas, organizado em 1952 pela C.P. e pela Repartição de Turismo do Secretariado Nacional de Informação, a estação de Barroselas recebeu uma menção honrosa,[11] sendo nessa altura o chefe de estação João Augusto Azevedo dos Santos.[12] Na XIII edição do concurso, em 1954, a estação foi premiada com uma menção honrosa especial.[13]

Em Outubro de 2009, o candidato socialista à Câmara de Viana do Castelo, José Maria Costa, fez uma viagem de comboio entre Barroselas e Viana do Castelo como parte da sua campanha, onde mostrou o seu empenho no desenvolvimento dos transportes públicos, em especial a modernização da Linha do Minho.[14]

Em Junho de 2019, a operadora Comboios de Portugal declarou que os comboios Intercidades de Lisboa a Viana do Castelo iriam ter início em 14 de Julho desse ano, parando igualmente em Barcelos e Barroselas.[15] Como previsto, os comboios Intercidades até Viana do Castelo iniciaram-se em 14 de Julho, incluindo desde logo a paragem em Barroselas.[16]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. (I.E.T. 50/56) 56.º Aditamento à Instrução de Exploração Técnica N.º 50 : Rede Ferroviária Nacional. IMTT, 2011.10.20
  2. Instrução de exploração técnica nº 2 : Índice dos textos regulamentares em vigor. IMTT, 2012.11.06
  3. Instrução de Exploração Técnica N.º 50. INTF («Entrada em vigor 11 de Dezembro de 2005»): p.5
  4. Diretório da Rede 2021. IP: 2019.12.09
  5. «Barroselas - Linha do Minho». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 22 de Agosto de 2020 
  6. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 71-85 
  7. (anónimo): Mapa 20 : Diagrama das Linhas Férreas Portuguesas com as estações (Edição de 1985), CP: Departamento de Transportes: Serviço de Estudos: Sala de Desenho / Fergráfica — Artes Gráficas L.da: Lisboa, 1985
  8. Diagrama das Linhas Férreas Portuguesas com as estações (Edição de 1988), C.P.: Direcção de Transportes: Serviço de Regulamentação e Segurança, 1988
  9. «Longo Curso / Regional: Linha do Minho» (PDF). Comboios de Portugal. 28 de Junho de 2020. Consultado em 22 de Agosto de 2020 
  10. «Troços de linhas férreas portuguesas abertas à exploração desde 1856, e a sua extensão» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 69 (1652). 16 de Outubro de 1956. p. 528-530. Consultado em 20 de Novembro de 2013 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
  11. «Ao XI Concurso das Estações Floridas apresentaram-se 78 estações» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 65 (1558). 16 de Novembro de 1952. p. 338. Consultado em 2 de Julho de 2015 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
  12. «XI Concurso das Estações Floridas» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 66 (1570). 16 de Maio de 1953. p. 112. Consultado em 15 de Agosto de 2017 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
  13. «XIII Concurso das Estações Floridas» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 67 (1608). 16 de Dezembro de 1954. p. 365. Consultado em 15 de Agosto de 2017 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
  14. «PS quer lóbis para modernizar Linha do Minho e para lutar contra portagens». Diário de Notícias. Consultado em 30 de Novembro de 2018 [ligação inativa] 
  15. NUNES, Diogo Ferreira (28 de Junho de 2019). «Comboio Intercidades em Viana do Castelo a partir de 14 de julho». Dinheiro Vivo. Consultado em 22 de Agosto de 2020 
  16. «14 de julho, 2019 – 21h42: O comboio Intercidades entra pela primeira vez na estação de Barcelos – vídeo». O Minho. 15 de Julho de 2019. Consultado em 22 de Agosto de 2020 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre a Estação de Barroselas

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.