Fernanda Ferreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a remadora brasileira, veja Fernanda Nunes Ferreira.
Fernandinha
Fernandinha em 2012
Informações pessoais
Nome completo Fernanda Cristina Ferreira
Apelido Fernandinha
Modalidade Voleibol
Nascimento 10 de janeiro de 1980 (40 anos)
Rio de Janeiro (RJ)[1]
Nacionalidade brasileira
Compleição Peso: 67 kg Altura: 1,73 m
Clube 1998-2000Pinheiros/Blue Life
2000-2001São Caetano EC
2001-2002Açúcar União/São Caetano
2002-2003Rexona/Ades
2003–2005 Pinheiros/Blue Life
2005–2006Brasil Telecom/DF
2006–2007Finasa/Osasco
2007–2008 Tena Santeramo
2008–2010 Yamamay Busto Arsizio
2010–2012 LIU JO Modena
2011–2012 Igtisadchi Baku
2012–2013 Vôlei Amil
2013–2013GR Barueri
2014–2015 Pavia Volley
2017Madero CWB
Medalhas
Competidora do Bandeira do Brasil Brasil
Jogos Olímpicos
Ouro Londres 2012 Equipe
Grand Prix
Prata Ningbo 2012 Equipe
Campeonato Mundial Juvenil
Prata Saskatoon 1999 Equipe
Campeonato Sul-Americano Juvenil
Ouro Santa Fé 1998 Equipe
Campeonato Mundial Infantijuvenil
Ouro Chiang Mai 1997 Equipe
Campeonato Sul-Americano Infantojuvenil
Prata Paysandú 1996 Equipe
Competidora do Yamamay Busto Arsizio
Copa CEV
Ouro Baku 2009-10 Equipe

Fernanda Cristina Ferreira (Rio de Janeiro, 10 de janeiro de 1980) é uma voleibolista indoor brasileira, com marca de alcance 283 cm no ataque e 264 cm no bloqueio, e atuando na posição de levantadora conquistou a medalha de prata na edição do Gran Prix de 2012 na China e sagrou-se campeã olímpico de 2012.Em clubes conquistou a medalha de ouro na edição da Copa CEV 2009-10 no Azerbaidjão.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Iniciou no voleibol no América FC e sua estreia internacional foi quando 1996 recebeu convocação para representar o elenco infantojuvenil da Seleção Brasileira na edição do Campeonato Sul-Americano da categoria realizado em Paysandú, ocasião que conquistou a medalha de prata[2], estreou na Superliga Brasileira A na temporada 1998-99 pelo Pinheiros/Blue Life quando registrou tres pontos, na jornada seguinte continuou no mesmo clube e marcou nove pontos na Superliga Brasileira A 1999-00[2].

Em 1997 esteve no elenco que conquistou a inédita medalha de ouro no Campeonato Mundial Infantojuvenil em Chiang Mai[3].

Na categoria juvenil atuou pela seleção brasileira e foi ouro no sul-americano de 1998 sediado em Santa Fé, na Argentina e disputou o Mundial Juvenil de 1999 em Saskatoon, no Canadá, ocasião da conquista da medalha de prata[4][3].

Transferiu-se na jornada 2000-2001 para o São Caetano EC, ocasição que marcou 45 pontos na correspondente edição da Superliga Brasileira A.Renovou com o mesmo clube que utilizou a alcunha Açúcar União/São Caetano e fez 22 pontos na Superliga Brasileira A 2001-02[2].

Jogou no período esportivo de 2002-03 pelo Rexona/Ades quando marcou 32 pontos na referente Superliga Brasileira A[2].Retornou ao Pinheiros/Blue Life onde permaneceu em duas temporadas, registrando 103 pontos na Superliga Brasileira A 2003-04 e na edição de 2004-05 marcou 68 pontos[2].

Transferiu-se para o Brasil Telecom/DF[2] cujo técnico foi William Carvalho da Silva e firmaram parceria com a Prefeitura Municipal de São Bernardo do Campo, para representar a cidade nas principais competições daFPV[5], utilizando a alcunha Brasil Telecom/São Bernardo[6], avançando a final dos Jogos Regionais em Praia Grande de 2005[7][8][9], foi semifinalista da Copa São Paulo de 2005[10], disputou edição do Campeonato Paulista de 2005[11] sendo semifinalista[12] e sagrou-se campeã dos Jogos Abertos do Interior em Botucatu[13].Pela Superliga Brasileira A 2005-06 representou o Brasil Telecom[14] [15]na qual encerrou na sexta posição[16].

Foi atleta do Finasa/Osasco disputou o Campeonato Paulista de 2006[17][18]e disputou a Superliga Brasileira A 2006-07[19]sagrando-se vice-campeã desta edição[20][21].Disputou e foi finalista da Copa Brasil de 2007 na cidade de Brusque por esta equipe[22] e finalizou com o vice-campeonato[23].

Atuou pelo clube italiano Yamamay Busto Arsizio nas competições de 2008-09 e na jornada seguinte disputou a edição da Copa CEV 2009-10 e conquistou título inédito desta edição cujas finais deu-se em Baku[24] [25].


Integrou a Seleção Brasileira de Voleibol Feminino na conquista da medalha de prata no Grand Prix de 2012 em Ningbo e na Olimpíada de Londres 2012, quando obteve a medalha de ouro[26].

Foi contratada como reforço do GR Barueri ainda na temporada 2013-14 e disputou a Superliga Brasileira A correspondente[27], e foi afastada do time juntamente com a campeã olímpica Fernanda Isis sem conhecer as razões do então treinador Maurício Thomas e não pode atuar em outra equipe na Superliga devido ao prazo de inscrição já ter expirado[28], tal treinador posteriormente declarou a imprensa suas razões[29][30].

Em 2015 anunciar aposentadoria, mas em 2017 com novo projeto encabeçado pelo ex-voleibolista Giba e atuou pelo Madero CWB em busca da vaga para elite nacional, mas não conquistou o título da Taça Ouro de 2017[31], terminando com o vice-campeonato[32]

Títulos e resultados[editar | editar código-fonte]

Premiações individuais[editar | editar código-fonte]

[carece de fontes?]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Superliga feminina 05/06». CBV. Consultado em 10 de setembro de 2013 
  2. a b c d e f «Ficha do Atleta-3–Fernandinha-Equipe: BRASILTELECOM». CBV (em portugues). Consultado em 11 de abril de 2018. Cópia arquivada em 11 de abril de 2018 
  3. a b «FERNANDINHA CRISTINA FERREIRA-PERFIL-CURRICULUM». Bionetic (em portugues). Consultado em 11 de abril de 2018. Cópia arquivada em 11 de abril de 2018 
  4. «Women Junior under 19 X Volleyball World Championship 1999 Edmonton (CAN)». Consultado em 11 de abril de 2018 
  5. FPV. «BRASIL TELECOM GANHA NOS JOGOS REGIONAIS» (em portugues). 26 de julho de 2005. Consultado em 19 de abril de 2017 
  6. UOL Esporte. «Brasil Telecom troca Brasília por São Bernardo no início da temporada» (em portugues). 30 de junho de 2005. Consultado em 19 de abril de 2017 
  7. Flávio Tonini. «Tricampeão da Superliga, Finasa/Osasco faz a final contra Brasil Telecom/São Bernardo». Prefeitura Municipal de Praia grande (em portugues). 30 de julho de 2005. Consultado em 19 de abril de 2017 
  8. a b Flávio Tonini. «Finasa/Osasco vence Brasil Telecom/São Bernardo e fica com o título dos Jogos Regionais». Prefeitura Municipal de Praia grande (em portugues). 30 de julho de 2005. Consultado em 19 de abril de 2017 
  9. FPV. «FINASA É TETRACAMPEÃO DOS JOGOS REGIONAIS» (em portugues). 30 de julho de 2005. Consultado em 19 de abril de 2017 
  10. FPV. «FINASA/OSASCO E BLUE LIFE/PINHEIROS DECIDEM A COPA SÃO PAULO» (em portugues). 11 de agosto de 2005. Consultado em 19 de abril de 2017 
  11. FPV. «BRASIL TELECOM VENCE ASBS/SUZANO POR 3 A 0» (em portugues). 24 de agosto de 2005. Consultado em 19 de abril de 2017 
  12. FPV. «BLUE LIFE/PINHEIROS VENCE BRASIL TELECOM E VAi À FINAL» (em portugues). 19 de novembro de 2005. Consultado em 19 de abril de 2017 
  13. a b FPV. «BRASIL TELECOM/SÃO BERNARDO É CAMPEÃO DOS JOGOS ABERTOS» (em portugues). 20 de outubro de 2005. Consultado em 19 de abril de 2017 
  14. CBV. «Superliga 2005-2006- Escalação da Equipe-BRASIL ESPORTE CLUBE –Brasil Telecom» (em portugues). Consultado em 19 de abril de 2017 [ligação inativa]
  15. FPV. «Pinheiros/Blue Life vence o Brasil Telecom em casa» (em portugues). 30 de janeiro de 2006. Consultado em 19 de abril de 2017 
  16. CBV. «O ADEUS DE VENTURINI – 05/06-Selecionar: Classificação Geral-2005/2006 – XII Superliga- Feminino» (em portugues). Consultado em 19 de abril de 2017 [ligação inativa]
  17. FPV. «Finasa estréia com vitória nas semifinais» (em portugues). 15 de novembro de 2006. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  18. a b FPV. «Finasa conquista o hexa no Paulista de Voleibol» (em portugues). 29 de novembro de 2006. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  19. CBV. «Superliga 2006/2007-Finasa/Osasco» (em portugues). Consultado em 8 de agosto de 2016. Arquivado do original em 14 de dezembro de 2007 
  20. CBV. «OS PRIMEIROS TETRACAMPEÕES – 06/07-Selecionar: Classificação Geral-2006/2007 – XIII Superliga-Masculino» (em portugues). Consultado em 8 de agosto de 2016. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2017 
  21. a b FPV. «Rexona-Ades bate Finasa e é o primeiro tetracampeão» (em portugues). 23 de abril de 2007. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  22. FPV. «Finasa faz a final da Copa Brasil» (em portugues). 7 de abril de 2007. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  23. a b UOL Esportes. «Após vice na Copa Brasil, Osasco enfrenta São José no Paulista» (em portugues). 9 de outubro de 2007. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  24. «2009/10 CEV CUP-Match Details». CEV (em ingles). Consultado em 11 de abril de 2018 
  25. «Competition Standings-Final Four». CEV (em ingles). Consultado em 11 de abril de 2018 
  26. «FERNANDINHA VÔLEI». COB (em portugues). Consultado em 11 de abril de 2018 
  27. «Superliga 2013/2014- Barueri (F)». VôleiBrasil.org (em portugues). Consultado em 19 de abril de 2017. Cópia arquivada em 1 de maio de 2014 
  28. Bruno Voloch. «'Quem não deve, não teme', diz Fernanda Ísis, afastada de Barueri» (em portugues). 22 de fevereiro de 2014. Consultado em 19 de abril de 2017 
  29. Bruno Voloch. «Thomas se defende: 'Hoje foi comigo. Tentaram me derrubar e me defendi'» (em portugues). 23 de fevereiro de 2014. Consultado em 19 de abril de 2017 
  30. Terra esportes. «Fernanda Ísis e Fernandinha não jogam mais pelo Barueri Vôlei» (em portugues). 13 de fevereiro de 2014. Consultado em 19 de abril de 2017 
  31. «Madero CWB: equipe lidera estadual, mas muda após perder a Taça Ouro». Melhor do Vôlei (em portugues). 15 de agosto de 2017. Consultado em 11 de abril de 2018 
  32. a b Confederação, Brasileira de Voleibol (5 de agosto de 2017). «SESI-SP GARANTE VAGA NA SUPERLIGA FEMININA 2017/2018». Consultado em 12 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2017