Giba (voleibolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Giba (voleibolista)
Campeão Olímpico
Giba na Liga Mundial de 2011
Voleibol
Nome completo Gilberto Amauri de Godoy Filho
Representante Bandeira do Brasil Brasil
Nascimento 23 de dezembro de 1976 (40 anos)
Londrina
Nacionalidade brasileiro
Compleição Peso: 85 kg Altura: 1,92 m
Posição Ponta
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Atenas 2004 Equipe
Prata Pequim 2008 Equipe
Prata Londres 2012 Equipe
Jogos Pan-Americanos
Ouro Rio de Janeiro 2007 Equipe
Bronze Santo Domingo 2003 Equipe
Campeonato Mundial
Ouro Argentina 2002 Equipe
Ouro Japão 2006 Equipe
Ouro Itália 2010 Equipe
Liga Mundial
Ouro Katowice 2001 Equipe
Ouro Madri 2003 Equipe
Ouro Roma 2004 Equipe
Ouro Belgrado 2005 Equipe
Ouro Moscou 2006 Equipe
Ouro Katowice 2007 Equipe
Ouro Belgrado 2009 Equipe
Ouro Córdova 2010 Equipe
Prata Rio de Janeiro 1995 Equipe
Prata Belo Horizonte 2002 Equipe
Prata Gdansk-Sopot 2011 Equipe
Bronze Mar del Plata 1999 Equipe
Bronze Roterdã 2000 Equipe
Copa do Mundo
Ouro Japão 2003 Equipe
Ouro Japão 2007 Equipe
Bronze Japão 1995 Equipe
Bronze Japão 2011 Equipe
Copa dos Campeões
Ouro Japão 1997 Equipe
Ouro Japão 2005 Equipe
Ouro Japão 2009 Equipe
Prata Japão 2001 Equipe
Campeonato Sul-Americano
Ouro Porto Alegre 1995 Equipe
Ouro Caracas 1997 Equipe
Ouro Córdova 1999 Equipe
Ouro Cáli 2001 Equipe
Ouro Rio de Janeiro 2003 Equipe
Ouro Lages 2005 Equipe
Ouro Santiago 2007 Equipe
Ouro Bogotá 2009 Equipe

Gilberto Amauri Godoy Filho (Londrina, 23 de dezembro de 1976) é um ex-voleibolista indoor brasileiro. Atuava na posição de atacante de ponta e conquistou os principais títulos pela Seleção Brasileira, desde as categorias de base à principal, sendo oito vezes medalha de ouro na Liga Mundial, tricampeão mundial e ouro olímpico em 2004 e prata em 2008 e 2012. É considerado um dos maiores jogadores de vôlei de todos os tempos não só do Brasil mas também a nível mundial.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em sua infância, teve leucemia e ainda criança, mudou-se para Curitiba, concluindo o ensino fundamental no Colégio Estadual Conselheiro Zacarias. No ano de 1991 iniciou sua carreira de atleta, atuando pelo Círculo Militar do Paraná.

No ano de 2006, foi eleito o Melhor Jogador do mundo após o título do Campeonato Mundial, com a vitória sobre a Polônia por 3 sets a 0, quando representava a Seleção Brasileira.

Depois de 8 anos no exterior, voltou para o Brasil como a grande contratação do Pinheiros/Sky, porém uma série de lesões atrapalharam seu rendimento nas quadras brasileiras.

Depois de duas temporadas pelo Pinheiros/Sky, em 2011 acertou a ida para o Cimed, time da cidade de Florianópolis e não disputou sequer uma partida por este time. Após os Jogos Olímpicos de Londres jogou no Drean/Bolívar da Argentina,[1] e no segundo semestre de 2013 assinou com o Vôlei Taubaté.[2] Também jogou, por um breve período, no Al Nasr de Dubai, nos Emirados Árabes.[3]

Em agosto de 2014, o atleta anunciou a sua aposentadoria no esporte, aos 37 anos de idade e depois de 23 anos de carreira[3].

Em 2013 filiou-se ao Partido da Social Democracia Brasileira e atualmente tem atuado como comentarista de voleibol na Rede Globo.[4][5]

Estilo de jogo[editar | editar código-fonte]

Segundo Aretha Martins, colunista do portal iG do blog "Mundo do Vôlei", "com 1,92m, Giba nunca foi o atacante mais alto, mas era um dos mais velozes. Foi com um tempo de bola diferenciado e a velocidade de braço que o fizeram o atacante decisivo. Sua velocidade de movimento de ataque e a plástica no ataque sempre chamaram a atenção."[6]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Foi casado com ex-jogadora de voleibol Cristina Pirv, com quem teve dois filhos. Os mesmos moram com a mãe em Curitiba, cidade onde Giba também mantém residência.

Histórico de Clubes[editar | editar código-fonte]

  • 1992: Canadá Country Club (Londrina-PR)
  • 1991-1993: Círculo Militar do Parana
  • 1993-1994: Curitibano
  • 1994-1995: Cocamar
  • 1996-1997: Chapecó São Caetano
  • 1997-1998: Olympikus
  • 1998-1999: Report/Nipomed/Suzano
  • 1999-2001: Minas
  • 2001-2002: Yahoo! Italia Volley Ferrara
  • 2002-2003: Estense 4 Torri Ferrara
  • 2003-2004: Noicom Brebanca Cuneo
  • 2004-2005: Bre Banca Lannutti
  • 2006-2008: MSH
  • 2009-2011: Pinheiros/Sky (São Paulo)
  • 2011-2012: Cimed/Sky (Florianópolis)
  • 2012-2013: Drean/Bolívar
  • 2013-2013: Vôlei Taubaté
  • 2014-2014: Al Nasr Dubai EAU

Principais Conquistas[editar | editar código-fonte]

Por Equipe[editar | editar código-fonte]

Premiações Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Redação Saquarema, RJ (13 de maio de 2012). «Aos 35 anos, Giba fecha com clube argentino e voltará a jogar no exterior». Globo Esporte. Consultado em 25 de agosto de 2016 
  2. Filipe Rodrigues (15 de agosto de 2013). «Com Giba como astro, Vôlei Taubaté apresenta equipe para temporada». Globo Esporte. Consultado em 25 de agosto de 2016 
  3. a b Danielle Rocha (1 de agosto de 2014). «Ícone de geração multicampeã, Giba se aposenta do vôlei: "Bem resolvido"». Globo Esporte. Consultado em 25 de agosto de 2016 
  4. «Giba comentando na Rede Globo» (em portugues). Consultado em 29 de abril de 2014 
  5. Bruno Voloch. «Voloch: Giba não para, então param com ele» (em portugues). Consultado em 29 de abril de 2014  Parâmetro desconhecido |Autor= ignorado (|autor=) sugerido (ajuda)
  6. mundodovolei.ig.com.br/ Giba se despede e leva no currículo a contribuição para um novo vôlei do Brasil
  7. a b «Boys Volleyball III World Championship 1993» (em ingles). Consultado em 1 de setembro de 2013 
  8. «Men Junior Volleyball VIII World Championship 1995» (em ingles). Consultado em 1 de setembro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Olympic pictogram Volleyball.png Este artigo sobre um(a) voleibolista, integrado ao Projeto Desporto, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.