Festival de Música de Santa Catarina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Femusc acontece nas dependências da Scar

O Festival de Música de Santa Catarina, também conhecido como Femusc, é o maior festival-escola não competitivo do Brasil,[1] realizado anualmente na cidade de Jaraguá do Sul. Reúne músicos profissionais e estudantes, que dividem a sala de aula em formações específicas para instrumentos musicais, regência, bandas e outras combinações, e compartilham o palco em grandes apresentações abertas ao público,[2] com entrada franca. Ao longo da programação, que costuma contar com duas semanas ininterruptas, o público é convidado a interagir com os músicos,[3] provindos de mais de 15 países,[4] seja durante as apresentações,[5] que transcendem os teatros e casas especializadas e chegam a igrejas, escolas e entidades comunitárias em toda a região de Jaraguá do Sul, seja ao longo dos dias de convivência, em que os músicos circulam pela cidade e conhecem as atrações turísticas do Vale do Itapocu.

Apresentação[editar | editar código-fonte]

Entrada do Femusc 2015, no teatro Sociedade Cultura Artística
Recital de canto lírico
Estudantes de violino

Durante os 14 dias de festival, ocorrem em média mais de 200 apresentações abertas ao público,[6] mesclando concertos de alto nível artístico internacional e apresentações acessíveis a públicos pouco habituados com a linguagem da música erudita. Permeando todo o evento, um forte espírito de empenho social regula as atividades. Por isso, o Femusc visa a atrair os mais talentosos e dedicados estudantes da música, independentemente de sua condição social ou nível de aprendizado musical. Entre os alunos do Femusc estão profissionais atuando nas melhores orquestras do país, jovens iniciantes e amadores provenientes de cidades do interior onde o ensino musical é limitado, assim como jovens músicos provenientes de outros países. Os objetivos do Femusc são os seguintes:

  • Auxiliar no incremento de qualidade da produção cultural no estado de Santa Catarina, através de ações de ensino/formação/educação. Uma ação de médio/longo prazo na formação de novos músicos e intensificação do interesse de jovens em atividades culturais;
  • Manter o alto nível de professores e alunos proporcionando o melhor aprendizado;
  • Levar atividades culturais a todas camadas da população, através de concertos sociais e de uma grande oferta de concertos gratuitos ou a preços subsidiados;
  • Criar valor para a região e Estado de Santa Catarina, fomentando o turismo especializado e promovendo o reconhecimento cultural para o estado, a região e a cidade sede (apreciação da "marca" Santa Catarina);
  • Criação de valor para parceiros do evento através de ampla divulgação na mídia geral e especializada.

Edições[editar | editar código-fonte]

Femusc 2012[editar | editar código-fonte]

A edição de 2012 do Femusc realizou-se entre os dias 22 de janeiro e 4 de fevereiro,[7] com as principais apresentações nos palcos da Sociedade Cultura Artística.[8] Foram seis programas principais:

  • ProMusc (Conferência Internacional de Profissionais de Música de Concerto): programa oferecido exclusivamente a músicos profissionais,[9] com classes instrumentais facultativas, desde apresentações orquestrais a grupos de música de câmara, junto a professores do Femusc. Os participantes foram selecionados por ordem de chegada de inscrições, assim como a qualidade de sua experiência.
  • Avançado: programa comum, comparado a outros festivais do gênero. Os participantes foram selecionados mediante avaliação do conteúdo de suas inscrições,[10] considerando-se gravação, carta de recomendação e biografia. A agenda dos alunos incluiu três horas de classes instrumentais diárias, orquestra, música de câmara e Projetos Especiais, criados para concentrar a atenção do aluno em um elemento específico de seu crescimento artístico.
  • Intermediário: vagas oferecidas a alunos sem que sua experiência prévia fosse levada em consideração, ou seja, poderia ser um iniciante. Inscrições foram aceitas estritamente com base na ordem de chegada das inscrições,[11] não importando a qualidade da gravação, carta de recomendação, ou biografia. Essa categoria visou a inclusão de estudantes de música que cresceram longe dos grandes centros, com poucas oportunidades de participar de um evento do porte do Femusc. No programa, houve a oportunidade de participação lado a lado com colegas do programa Avançado. A agenda incluiu três horas de aulas instrumentais de manhã e repertório de orquestra e música de câmara amenizados, deixando tempo para estudo individual e absorção do clima do festival.[12]
  • Quartetos de cordas: único do gênero no Brasil. Participantes atenderam classes instrumentais de manhã, e cada grupo recebeu sua própria sala para cinco horas de trabalho exclusivo em música de câmara no período da tarde. Não participaram de orquestras, e seu tempo foi inteiramente dedicado ao desenvolvimento do grupo.
  • Regência orquestral: ofereceu experiência a jovens estudantes deste ramo, por meio da prática e do contato com especialistas.
  • Regência de banda sinfônica: ênfase em técnicas de ensaio, preparação de repertório, trabalho prático com instrumentistas de banda e assistência ao professor e maestro em ensaios e concertos.

Eventos paralelos que aconteceram durante o festival:

  • Encontro Catarinense de Bandas: entre 27 e 29 de janeiro, visou a difundir o patrimônio cultural musical e a manutenção das tradições das bandas de música de Santa Catarina, por meio da troca de experiências entre músicos, aprimoramento técnico e estudo de repertório.[13]
  • Conferência Internacional de Harpas: entre 20 a 23 de janeiro, foi aberto a todos os harpistas e interessados pelo instrumento, independentemente de experiência. O Encontro Nacional de Harpas visou reunir os mais importantes representantes e intérpretes, oferecendo palestras e recitais de modo a estimular maior intercâmbio entre harpistas e amantes da harpa. Paralelamente à conferência, ocorreu o 2º Concurso Latino-Americano de Harpa de Santa Catarina (II Conharpa), voltado exclusivamente aos harpistas de países latinoamericanos.

Programas para a comunidade:

  • Femusckinho: colônia de férias musical, para as crianças de Jaraguá do Sul, entre 5 e 13 anos – mesmo aquelas sem experiência ou conhecimento musical. Foram classes de flauta-doce, coral e instrumentos de corda, além de gincanas e apresentação das crianças no concerto de encerramento do Femusc.[14]
  • Outros eventos: voltados tanto à comunidade quanto aos participantes do festival, os eventos complementaram a programação e permitiram uma intensa interação com a comunidade,[15] na série Grandes Concertos, que encerra todas as noites de festival, no Grande Teatro da Scar; na série Momento Springmann, apresentada no pequeno teatro, com os profissionais do ProMusc, de maneira experimental; na série Musicalmente Falando, que conta com breves palestras de contextualização das obras e dos autores; nos Concertos Sociais, realizados em locais públicos e comunitários;[16] ou nos Concertos para as Famílias e Zoológico Musical, concerto lúdico-interativo em que diversos instrumentos foram dispostos na plateia e palco, em espaços específicos para cada bicho (como animais em um zoológico), para que as crianças caminhassem até o som que lhes interessassem e tivessem a oportunidade de experimentá-los.

Femusc 2016[editar | editar código-fonte]

A 11ª edição do Femusc realizou-se entre os dias 18 e 30 de janeiro, e teve 560 vagas para estudantes de música, disputadas por 1300 inscritos oriundos de 16 países diferentes, notavelmente a Colômbia, país com 283 interessados. Com orçamento reduzido, contou com 84 professores também de vários países, e foi a segunda edição do festival a dar espaço de destaque à ópera, trazendo como atração uma montagem de Carmen, de Bizet. O concerto de encerramento teve a Sinfonia n.º 5 de Tchaikovsky.[17][18][19]

Femusc 2017[editar | editar código-fonte]

A 12ª edição do Femusc realizou-se do dia 26 de janeiro à 4 de fevereiro de 2017 no Scar, contando com mais de 400 alunos, 50 professores e 200 concertos e apresentações gratuitas. O festival teve como grande atração a apresentação de uma ópera, A Flauta Mágica de Mozart, o grande homenageado do festival. Nos recitais noturnos que ocorreram durante as semanas do Femusc, foram apresentadas isoladamente árias e cantos da obra pelos cantores líricos que, na penúltima noite, executaram a obra completa, acompanhados de orquestra e com cenários simples, notavelmente projeções no telão do fundo do palco. Na apresentação de encerramento, no sábado, foram apresentadados os movimentos 1, 4 e 5 da Sinfonia n.º 2 de Mahler, com cantores líricos e grande orquestra composta por professores e alunos.[20][21][22]

Referências

  1. EDM Logos. «Femusc nos embalos da mídia nacional». edmlogos.com.br. Consultado em 2 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  2. Porto Cultura. «6º Festival de Música de Santa Catarina – Femusc». portocultura.com.br. Consultado em 5 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  3. Acontecendo Aqui. «Femusc 2011 – Festival de Música de Santa Catarina, reúne em três semanas atividades ininterruptas». acontecendoaqui.com.br. Consultado em 5 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  4. Flautistico. «Vacantes para el Festival de Música de Santa Catarina». flautistico.com. Consultado em 5 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  5. Porto Cultura. «Teatro lotado no penúltimo dia do Femusc». portocultura.com.br. Consultado em 5 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  6. Franklin Silva - O Diário Maringá. «6º Festival de Música». odiario.com. Consultado em 5 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  7. O Correio do Povo. «Femusc: menos de uma semana para entrar na disputa em Jaraguá do Sul». ocorreiodopovo.com.br. Consultado em 5 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  8. A Notícia. «Femusc 2012 vai valorizar obras contemporâneas em Jaraguá do Sul». clicrbs.com.br. Consultado em 2 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  9. O Barriga Verde. «Femusc abre portas para o aprimoramento de oboístas». adjorisc.com.br. Consultado em 5 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  10. Diário do Vale. «FEMUSC entra na fase decisiva para edição 2012». jornaldiariodovale.com.br. Consultado em 2 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  11. Por acaso. «Femusc 2012 abre inscrições neste mês». poracaso.com. Consultado em 2 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  12. A Notícia. «Qualquer lugar serve para tocar no Femusc». an.com.br. Consultado em 5 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  13. A Notícia. «Megabanda no Femusc 2011». an.com.br. Consultado em 5 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  14. FolhaBlu. «Definida programação de encerramento do Femusc 2011». folhablu.com.br. Consultado em 2 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  15. Scar. «FEMUSC dá largada para edição 2012». scar.art.br. Consultado em 2 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  16. Museu Weg. «Museu WEG é Palco oficial do FEMUSC». weg.net. Consultado em 5 de dezembro de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  17. «Com orçamento reduzido, Femusc de 2016 terá nivel técnico elevado». ANotícia. 21 de setembro de 2016. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  18. «Definido roteiro de atrações do 11º FEMUSC». Femusc. 7 de janeiro de 2016. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  19. «Femusc 2016 reúne músicos de 16 países em 14 dias de programação». G1. 16 de janeiro de 2016. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  20. «Festival de música gratuito começa nesta quinta (26) em Jaraguá do Sul». G1. 26 de janeiro de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2017 
  21. «Femusc apresenta duas óperas, nesta semana». Mundo Itapema. 31 de janeiro de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2017 
  22. «12º Femusc termina com novidades para 2018». Femusc. 6 de fevereiro de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Festival de Música de Santa Catarina