Festival de Verão Salvador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Festival de Verão Salvador (desambiguação).
Festival de Verão Salvador
Apresentação de Ivete Sangalo na edição de 2010.
Período de atividade 1999atualmente (18 anos)
Número de edições 19
Fundador(es) iContent (Rede Bahia)
Local(is)

Salvador, Bahia, Brasil

Data(s) Janeiro e fevereiro (1999 a 2015)
Dezembro (2016–)
Gênero(s) Axé, MPB, Pop, World Music, R&B, Hip-Hop, Forró, Rock Alternativo, Pop Rock, Dance-pop, Folk Rock, Reggae, Pagode, Post-grunge, Blues, Hard rock, Samba-reggae, Sertanejo, Funk, entre outros.
Página oficial FestivaldeVerao.com.br

O Festival de Verão Salvador, ou apenas Festival de Verão, é um evento musical brasileiro que ocorre anualmente em Salvador, capital da Bahia. Idealizado em 1998, o festival é produzido pela iContent, uma empresa de entretenimento do grupo Rede Bahia, e sua primeira edição ocorreu em fevereiro de 1999, em homenagem ao aniversário de 450 anos da capital baiana.[1] Até a edição de 2014, durava quatro dias, passando para três na edição de 2015[2] e para dois na edição de 2016, quando também deixou pela primeira vez de ocorrer no Parque de Exposições, mudando-se para a Itaipava Arena Fonte Nova.[3][4]

Considerado um dos maiores eventos musicais do verão brasileiro, o festival é realizado em datas variáveis, entre os últimos dias de janeiro e os primeiros dias de fevereiro, antes do Carnaval e, desde 2016, no fim do ano.[3][4] Sua característica mais marcante é a diversidade musical, devido ao fato de receber artistas dos mais variados gêneros e gerações musicais, brasileiros ou estrangeiros.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1999, ano que Salvador completava 450 anos, estreava na capital baiana a primeira edição do Festival de Verão, um dos maiores eventos de música do país. Entre os dias 20 e 24 de fevereiro, cerca de 150 mil pessoas passaram pelo Parque de Exposições de Salvador para curtir as 26 atrações e os espaços destinados a gastronomia, arte popular, cultura e esportes. O hino do Senhor do Bonfim cantado por Lazzo Matumbi abriu a primeira noite de shows, no dia 20 de fevereiro. Um dos pontos altos do evento, que recebeu em seu palco estrelas da música como Banda Eva, Daniela Mercury, É o Tchan, Chiclete com Banana, Olodum, Biquíni Cavadão, Art Popular e Jota Quest, foi o encontro de Carlinhos Brown com Marisa Monte. O elenco do seriado Malhação, exibido pela Rede Globo, também participou da primeira edição do Festival de Verão e ainda gravou cenas para o programa teen. Para encerra a festa, a banda Araketu subiu ao palco, deixando o público com saudade e com a certeza de voltar no ano seguinte.[5]

Entre os dias 02 e 06 de fevereiro de 2000 aconteceu a segunda edição do Festival de Verão Salvador no Parque de Exposições da capital baiana. O evento, que havia feito muito sucesso no ano anterior, sofreu suas primeiras grandes mudanças. Além de incluir mais um palco, novos espaços foram criados. Foram criados o Palco Pop, no qual artistas que despontavam no cenário musical nacional se apresentavam, a Boate Rock'n Rio e a Arena de Esportes Radicais. Naquele mesmo ano, avenida principal do evento foi batizada de Broadway e recebeu grandes esculturas metálicas idealizadas pelo artista plástico Bel Borba. O Mercado Mundo Mix, evento multicultural que traz novos talentos e novas ideias nas áreas das artes, música, moda e comportamento, também foi realizado no Festival de Verão. A sala de imprensa homenageou Tim Maia. O canal Multishow exibiu um programa especial sobre o evento, que foi encerrado pelo Bom Balanço, liderado por Pierre Onassis. [6]

O ano de 2001 marcou o início da transmissão nacional, durante todo o ano, dos shows do Festival no canal fechado de televisão Multishow. Outra novidade foi a introdução da sirene, sinalizando o início e o final de cada show, de modo a facilitar o posicionamento do público para assistir à próxima atração. A estrutura do evento este ano cresceu ainda mais, passando para 80 mil metros quadrados, já que contou com a criação de um terceiro palco, o Mundo Nativo.

Em 2002, o Festival de Verão assumiu uma postura pacifista ao se unir com a Unesco na disseminação do conceito da cultura da paz e da não-violência. A cantora Cássia Eller, falecida um mês antes do evento, recebeu homenagem da Sala de Imprensa e dos artistas do evento, que cantaram os sucessos da artista. Quem teve o prazer de abrir o evento foi a banda baiana Lampirônicos. Outro grande encontro aconteceu no palco do Festival de Verão: Caetano Veloso cantou com Djavan, uma das atrações daquele ano. Além das atrações nacionais e da Bahia, vieram o inglês Max Priest (conhecido como o Rei do Lovers Rock) e a banda norte-americana Big Mountain. A partir desse ano, começou o conceito de dois camarotes, que virou marca registrada do Festival de Verão. Foram criados novos espaços: O Vila Tropical, Planeta Mix – Mercado Mundo Mix + Palco Pop – além do palco 2002. A TV Salvador passou a transmitir o evento ao vivo. [7]

Em uma reafirmação da pluralidade, o Festival, em 2003, mudou seu conceito para ‘Eu, você, todo mundo lá’. A figura do Rasta, mascote oficial do Festival de Verão, indicava com a mão o número cinco, em referência às edições do evento. A festa da música teve momentos emocionantes como a apresentação do grupo Os Paralamas do Sucesso, primeira em Salvador após o acidente que quase vitimou Hebert Vianna, vocalista da banda. O cantor fez a plateia chorar ao homenagear a esposa, falecida no mesmo desastre aéreo, cantando a música 'Se eu não te amasse tanto assim'. A quinta edição do Festival também foi marcada por 'estreias'. Lulu Santos e a dupla Zezé Di Camargo e Luciano fizeram o primeiro show em uma edição do evento. Já Gilberto Gil fez seu primeiro show após assumir o Ministério da Cultura e muitos jovens divertiram-se ao som do grupo Rouge. Outra estreante na festa, a banda paulista CPM22 fechou o evento. Os espaços em 2003 foram divididos em Palco 2003, Palco Pop e Zona Eletrônica Coca Cola.[8]

Em 2004, mais um ano de emoções. Zeca Pagodinho convidou Caetano Veloso, Gilberto Gil e Daniela Mercury, que cantaram juntos ao lado do sambista. Ainda se apresentaram os garotos do grupo Bro’z, Rita Lee e Sandy & Junior, que foram as grandes atrações inéditas daquele ano. Foi lançada a campanha ‘Compre no Escuro’, em que as pessoas compravam os ingressos sem saber que atrações tocariam. A Rede Globo passou a transmitir o evento para todo o Brasil e a marca do Festival ganhou mais uma mudança: a cor verde foi introduzida através do sol, que passa toda a energia do evento. Diversas bandas de forró, axé e pagode se apresentaram no primeiro ano do Barracão Conta Universitária Bradesco. Além do Barracão e do Palco Principal, o Festival de Verão 2004 ainda tinha o Palco Pop e a Tenda Eletrônica.[9]

Em 2005, o conceito muda para ‘Seu jeito de mudar o mundo’ e a marca se transforma mais uma vez: a cor laranja dá lugar ao verde. A axé Music, termo criado pelo jornalista baiano Hagamenon Brito (que apresenta o ‘No Ritmo do Festival’), completa 20 anos. E para homenagear o ritmo, a Orquestra Baiana de Axé (OBA) abre o evento. Este foi o ano com o maior número de estreias de artistas nacionais, que se surpreenderam com a vibração do público baiano. Reforçando a pluralidade, houve um maior investimento nos espaços alternativos, com destaque para as noites Trama e Deckdisc na Arena Vivo Motomix e a estreia da tenda Skol Tropical Beats.

Em 2006, o Festival de Verão Salvador começa a se engajar na campanha das 8 Metas do Milênio, desenvolvida pela ONU. Acompanhando o ritmo solidário, a renda da venda de pulseiras foi revestida para entidades assistenciais. E este foi o ano dos encontros: Ivete Sangalo cantou com Jorge Aragão; Asa de Águia e Jota Quest se juntaram para animar a galera; Marcelo Nova inovou com Biquíni Cavadão e Babado Novo fez a festa junto com Bruno e Marrone (que se apresentaram pela primeira vez). A banda paulista Charlie Brown Jr. colocou uma pista de skate em pleno palco e levou a galera à loucura. Para encerrar a oitava edição, a Banda Eva entrou no palco e colocou o público para dançar. O público se dividiu em seis espaços de programação simultânea: Palco 2006, Barracão Universitário Bradesco, Tenda Eletrônica, Arena de Esportes e Festival Guetho Square.

Com o tema ‘Sinta a Vibração’, o Festival de Verão 2007 começou com a Banda Eva. O evento deu continuidade às 8 Metas do Milênio. As ações estavam inspiradas no objetivo número 2 da ONU: ‘Educação Básica de Qualidade para Todos’. O beneficiado foi o ‘Projeto Bahia Pela Educação’, da Rede Bahia, em parceria com a Fundação Roberto Marinho. O evento realizou ações que tinham os fundos revertidos para o Projeto. O californiano Ben Harper foi a grande atração do Festival de Verão. Ainda se apresentaram a musa da música disco, Glória Gaynor, e o cantor americano Matisyahu. Nesta edição aconteceu o recorde absoluto de público: 65 mil pessoas compareceram na quinta-feira. Além do Palco Principal e do Palco Tendências, o evento trouxe a Arena de Esportes Radicais, a Tenda Eletrônica e a Arena Conta Universitária Bradesco. A partir de 2007 o Festival de Verão passou a ter quatro dias.

Em 2008, o Festival de Verão chegou em sua décima edição. Para comemorar os 10 anos de festa, o Festival mantém a aposta em atrações internacionais como forma de ratificar a proposta de “caldeirão musical”. O nome escolhido é Eagle Eye Cherry, autor de hits como “Save Tonight”, “Indecision” e “Falling In Love Again”. Dando seqüência à salada musical, nomes como Gilberto Gil, Ivete Sangalo, NX Zero, Daniel, Beth Carvalho e Aviões do Forró juntam-se ao astro pop sueco-americano. Além do Palco Principal e do Palco Tendências, o evento trouxe a Arena de Esportes, a Tenda Eletrônica, a Arena Conta Universitária Bradesco e a Feira Cidadã.

Considerado o maior encontro anual de música do Brasil e uma das maiores festas do Verão antes do carnaval, o Festival de Verão Salvador, comemorou onze edições em 2009, com o tema Movido pela Mistura. O mote fez alusão à mescla de ritmos e de público que acontece nos seis palcos simultâneos e que é a principal característica do evento baiano. A “cidade da música” teve três espaços inéditos: Boteco do Samba, Arena Faculdade Maurício de Nassau – Concha Acústica do Festival e Espaço Nokia XpressMusic – Mercado Mundo Mix. Completando a lista de palcos, aparecem a Arena Conta Universitária Bradesco, a Tenda Eletrônica Bloco Skol e, claro, o Palco 2009, que recebeu os mais importantes artistas nacionais e também a cantora internacional Alanis Morissette. Isso sem contar com os Camarotes Seda e Pepsi, que investiram em suas próprias atrações.

Seguindo o tema “Movido pela Mistura”, a 12ª edição do Festival de Verão Salvador manteve a filosofia de misturar ritmos, tribos e tendências num só espaço. O grande caldeirão musical mesclou nomes como os de Ivete Sangalo, Paralamas do Sucesso, Caetano Veloso, Cláudia Leitte, Diogo Nogueira, NX Zero, Aviões do Forró, Psirico e Akon. A “Cidade da Música”, como costuma ser chamado o Parque de Exposições de Salvador durante esse período, contou em 2010 com cinco palcos principais: Palco 2010, Boteco do Samba, Concha Acústica Faculdade Maurício de Nassau, Arena Universitária Bradesco e Tenda Skol.

Em 2011, a “Cidade da Música” contou com seis palcos, sendo a Casa do Pagode o novo espaço. Com isso, o Festival de Verão Salvador teve um palco destinado somente ao samba, a Casa do Samba, e outro só para o pagode. Os demais palcos foram: Palco 2011, Concha Acústica Faculdade Maurício de Nassau, Arena Conta Universitária Bradesco e Tenda Eletrônica.

Em 2012, o Festival de Verão Salvador reuniu artistas locais, nacionais e a atração internacional, James Blunt, que se apresentaram nos quatro espaços de shows do evento. Nomes como Ivete Sangalo, Vanessa da Mata, Seu Jorge, Aviões do Forró, Sorriso Maroto, Jorge & Mateus e Frejat agitaram o palco principal nos quatro dias de festa. Já no novo espaço, o Casarão do Ritmo, destaque para Netinho, Pablo, LevaNóiz, Revelação e Adelmário Coelho. A Tenda Eletrônica Nexcom apresentou, na 14ª edição do Festival de Verão, um lineup de DJs reconhecidos internacionalmente, a exemplo de Yves Larock. A Concha Acústica Faculdade Maurício de Nassau trouxe mais uma vez artistas conceituados nacionalmente. Vander Lee, Pedro Mariano e Jair Oliveira, Emílio Santiago e Magary Lord foram algumas das atrações que embalaram o público do Festival. Outro novo espaço criado este ano foi o Maresia, formado por quatro grandes lounges para o público descansar e recarregar as energias.

Em 2013, o Festival comemorou 15 verões, de muita música e mistura de ritmos. Com mais de 70 atrações musicais, a “Cidade da Música”, como ficou conhecido o local onde acontece o evento, contou com quatro palcos: Palco 15 Verões, Estúdio do Som Faculdade Maurício de Nassau, Passarela do Ritmo e Bis Experience (Tenda Eletrônica). Como em 1999, a abertura do Festival foi feita por Lazzo cantando Hino ao Senhor do Bonfim. Ele teve a ilustre companhia da única artista que participou de todas as edições do evento, Ivete Sangalo. A cantora ainda se apresentou no 2º dia do FV 2013 e para comemorar os 15 anos dela no Festival, montou um baile de debutante com quinze príncipes famosos.[10]

A 16ª edição do Festival de Verão contou com uma mega estrutura montada para proporcionar ao público uma grande festa. O FV 2014 aconteceu entre os dias 29 de janeiro e 1º de fevereiro no Parque de Exposições de Salvador e contou com três espaços de shows: Palco 2014, Palco Passarela Faculdade Maurício de Nassau e Tenda Trident Music.

Edições[editar | editar código-fonte]

Já passaram pelo Festival artistas e bandas brasileiras de vários gêneros, como:[11] Adelmário Coelho, Caetano Veloso, Nando Reis, Ivete Sangalo (tanto na carreira solo quanto na banda Eva), Timbalada, Araketu, Psirico, Harmonia do Samba, Asa de Águia, Daniela Mercury, Calcinha Preta, Los Hermanos, Arnaldo Antunes, Maria Gadú, Claudia Leitte (tanto na carreira solo quanto na banda Babado Novo), Sandy e Junior, Natiruts, Jota Quest, Banda Calypso, Os Paralamas do Sucesso, Pitty, Titãs, Lulu Santos, Victor e Leo, Cristiano Araújo, O Rappa, Gilberto Gil, Chiclete com Banana, Saulo Fernandes (tanto na carreira solo quanto na banda Eva), Seu Jorge, Rouge, É O Tchan, Pato Fu, Capital Inicial, Skank, Sorriso Maroto, Ira!, Cidade Negra, Jota Quest, KLB, Revelação, Marcelo D2, Gram, Charlie Brown Jr., Rita Lee, NX Zero, Aviões do Forró, Camisa de Vênus, A Cor do Som, Tomate, Jorge & Mateus, Beth Carvalho, Alcione, Frejat (tanto na carreira solo quanto na banda Barão Vermelho), Raimundos, Sepultura, Pavilhão 9, MV Bill, Planet Hemp, Ana Carolina, Luan Santana, Lucas Lucco, Restart, Malta, Pablo, Gusttavo Lima, Paula Fernandes e outros nomes da música brasileira.

Conhecido e aclamado por misturar ritmos e agregar diversas tribos, pelo palco principal do Festival de Verão já passaram diversas atrações internacionais que fizeram o Parque de Exposições da capital baiana 'tremer'. Entre as grandes estrelas da música, estão nomes como Fatboy Slim, Men At Work (2000), West Life (2000), The Gladiators (2000), Ganggajang (2001), Spy vs Spy (2001), Maxi Priest (2002), Big Mountain (2002), Burning Spear (2006), Ben Harper (2007), Matisyahu (2007), Gloria Gaynor (2007), Manu Chao (2008), Eagle-Eye Cherry (2008), Alanis Morissette (2009), Akon (2010), Jason Mraz (2011), James Blunt (2012), SOJA (2013), The Wailers (2014), Ne-Yo (2014), Sublime with Rome (2015) e Kesha (2015).[12]

Transmissão[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

A transmissão do Festival de Verão é feita desde a primeira edição em 1999 pela Rede Bahia de Televisão (afiliada da Rede Globo) em estudo próprio na capital para todo estado. A Globo chegou a exibir algumas edições em sua programação para todo o Brasil e para dezenas de países através da Globo Internacional em um compacto com os melhores momentos.[13]

O ano de 2001 marcou o início da transmissão nacional, durante todo o ano, dos shows do Festival no canal fechado de televisão Multishow. A partir de 2013, o canal por assinatura Multishow passou a transmitir o evento todos os dias e ao vivo.[14]

A partir de 2002, a TV Salvador passou a transmitir o evento ao vivo. [7]

Uma das novidades em 2004 foi a presença do festival na TV aberta, em rede nacional. A Rede Globo exibiu os melhores momentos dos shows em todas as noites do evento.

Os melhores momentos da décima edição do Festival de Verão de Salvador, realizado em 2008, foram exibidos pela TV Globo nos dias 16, 17, 18 e 19 de janeiro, sob a direção de núcleo de Aloysio Legey. O especial foi apresentado pelos atores André Marques e Ana Furtado. A repórter Sarah Oliveira, do Video Show, e a atriz Cissa Guimarães revelaram os bastidores do evento e entrevistaram os participantes dos shows. Pelo sexto ano, no dia 28 de janeiro de 2009, a TV Globo mostrou os melhores momentos do Festival de Verão de Salvador, com apresentação de André Marques, Daniele Suzuki e Sarah Oliveira, e direção de núcleo de Aloysio Legey,

Em 2010, a TV Globo exibiu em três dias os melhores momentos do Festival de Verão de Salvador daquele ano. Os compactos foram exibidos entre os dias 21 e 24 de janeiro, em programas de 50 minutos, mostrando o que de melhor aconteceu na festa no dia anterior. A apresentação dos compactos foi de Sarah Oliveira e André Marques. Também foram transmitidos flashes do festival ao longo da programação da emissora. Em 2011, os melhores momentos da décima terceira edição do Festival de Verão de Salvador foram exibidos nos dias 3, 4, 5 e 6 de fevereiro, sob a direção do núcleo de Aloysio Legey, e apresentação de André Marques e Daniele Suzuki. Pela primeira vez, Eri Johnson e Leandro Hassum participaram da transmissão. Eles acompanharam os bastidores dos shows e entrevistaram as bandas do festival. Em 2012, o compacto de alguns shows do Festival de Verão, foi ao ar de 26 a 29 de janeiro. Maria Paula e Otaviano Costa, acompanhados de Daniele Suzuki, estrearam na apresentação. Outra estreia foi do repórter Márcio Canuto que acompanhou os bastidores dos shows e entrevistou os participantes.

Rádio[editar | editar código-fonte]

Internet[editar | editar código-fonte]

  • Gshow (2015 - presente)

A partir de 2015, o Festival de Verão passou a ser transmitido ao vivo, no Gshow, o novo portal de entretenimento da globo.com.[15]

Referências

  1. «Festival de Verão Salvador». Relembre as atrações que passaram pelo palco principal. G1. 13 de outubro de 2011. Consultado em 5 de junho de 2016 
  2. Porciuncula, Bruno (7 de julho de 2015). «Produtora nega mudanças no Festival de Verão». A Tarde. Consultado em 10 de julho de 2015 
  3. a b «Festival de Verão anuncia datas, local e novidades para a edição 2016». 22 de agosto de 2016. Consultado em 23 de agosto de 2016 
  4. a b «Festival de Verão Salvador vai acontecer em novembro de 2016». Consultado em 23 de agosto de 2016 
  5. Oliveira, Emilia. «Retrospectiva: momentos marcantes da primeira edição do Festival de Verão - iBahia». iBahia 
  6. «Com mais de mil shows realizados, conheça a história do Festival». GSHOW 
  7. a b Oliveira, Emília. «Retrospectiva: Festival de Verão contou com mais de 60 atrações musicais em 2002 - iBahia». iBahia 
  8. Oliveira, Emília. «Relembre os melhores momentos do Festival de Verão 2003 - iBahia». iBahia 
  9. «Com mais de mil shows realizados, conheça a história do Festival». GSHOW 
  10. «Com mais de mil shows realizados, conheça a história do Festival». GSHOW 
  11. «Relembre algumas das atrações que já passaram pelo Festival de Verão». G1. 7 de janeiro de 2014. Consultado em 5 de junho de 2016 
  12. Oliveira, Emília. «Festival de Verão: relembre as 19 atrações internacionais que passaram pelo palco principal - iBahia». iBahia 
  13. «Globo irá transmitir o Festival de Verão para todo o mundo». Correio24horas. 26 de janeiro de 2009. Consultado em 6 de junho de 2016 
  14. Festival de Verão será transmitido ao vivo pelo canal Multishow
  15. «Gshow transmite ao vivo Festival de Verão 2016». Festival de Verão 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]