TIM Festival

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O TIM Festival foi um festival de música alternativa, indie, eletrônica, rock e jazz. Substituiu o Free Jazz Festival, que era patrocinado pela Souza Cruz, proprietária da marca de cigarros Free, e que foi obrigada a suspender o patrocínio em 2003, quando uma lei brasileira proibiu o patrocínio de eventos culturais por empresas tabagistas. No mesmo ano, a companhia de telefonia celular TIM assumiu o financiamento do evento. O festival foi organizado pela produtora e cineasta Monique Gardenberg e ocorreu de 2003 a 2008. Em março de 2009, foi anunciado o encerramento do festival após a TIM desativar seu patrocínio ao evento devido à crise econômica do show biz brasileiro na época.[1]

Locais[editar | editar código-fonte]

A primeira edição do TIM Festival aconteceu no Rio de Janeiro, na Marina da Glória. A segunda edição foi realizada em São Paulo, no Jockey Club. A partir de 2005, algumas das atrações passaram a se apresentar em outras cidades do Brasil, como Curitiba, Porto Alegre, Vitória e Belo Horizonte.

Em 2006, a operadora de celular VIVO comprou o espaço do Museu de Arte Moderna e o festival passou a ser realizado na Marina da Glória.

Atrações ano a ano (em ordem alfabética e por local)[editar | editar código-fonte]

2008[editar | editar código-fonte]

Rio de Janeiro - Marina da Glória[2]


São Paulo - Auditório do Ibirapuera[2]


São Paulo - Arena de Eventos do Parque do Ibirapuera[2]


Vitória - Teatro da UFES[2]


2007[editar | editar código-fonte]

Rio de Janeiro - Marina da Glória[3]


São Paulo - Auditório do Ibirapuera[3]


São Paulo - Arena Anhembi[3]


São Paulo - The Week[3]


Curitiba - Pedreira Paulo Leminski[3]


Vitória - Teatro da UFES[3]


2006[editar | editar código-fonte]

Rio de Janeiro - Marina da Glória[4]


São Paulo - Tom Brasil[4]


São Paulo - Auditório do Ibirapuera[4]


Curitiba - Pedreira Paulo Leminski[4]


Vitória - Teatro Universitário da UFES[4]


2005[editar | editar código-fonte]

Rio de Janeiro - MAM (Museu de Arte Moderna)[5]


São Paulo - Auditório do Ibirapuera[5]


São Paulo - Arena Anhembi[5]


Porto Alegre - Pavilhão Aeroporto[5]


Belo Horizonte - Chevrolet Hall[5]


2004[editar | editar código-fonte]

São Paulo - Jockey Club[6]


2003[editar | editar código-fonte]

Rio de Janeiro - MAM (Museu de Arte Moderna)[7]

Referências

  1. https://cultura.estadao.com.br/noticias/musica,o-tim-festival-chega-ao-fim,333597
  2. a b c d «CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO TIM FESTIVAL 2008». Vírgula. Consultado em 6 de outubro de 2019 
  3. a b c d e f «Confira as datas e shows do Tim Festival 2007». Omelete. Consultado em 6 de outubro de 2019 
  4. a b c d e «Veja a programação do Tim Festival e saiba quais ingressos estão esgotados». UOL. Consultado em 6 de outubro de 2019 
  5. a b c d e «Programação Completa - Tim Festival 2005». Terra. Consultado em 6 de outubro de 2019 
  6. «TIM Festival 2004 anuncia suas atrações». Omelete. Consultado em 6 de outubro de 2019 
  7. «Começa o TIM Festival 2003». Omelete. Consultado em 6 de outubro de 2019