Iate Clube do Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Iate Clube do Rio de Janeiro é um dos principais clubes do Rio de Janeiro. Clube social e esportivo, foi fundado em 25 de março de 1920, em Laranjeiras[1], nascendo como Fluminense Yacht Club[2], um braço náutico do Fluminense Football Club, dirigido por Arnaldo Guinle. Situa-se na Avenida Pasteur, em terreno concedido pelo Ministério do Exército, na belíssima Enseada de Botafogo, onde se localizava um antigo forte.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios (desde janeiro de 2010).

Somente em 1943, já famoso e considerando pela alta sociedade um dos clubes de luxo da Zona Sul da cidade, teve seu nome modificado para Iate Clube do Rio de Janeiro, separando-se do Fluminense em definitivo. Sua piscina e sede sociais são famosas mundialmente, tendo inclusive recebido inúmeras personalidades do mundo inteiro, como foi o caso, em 1968, da Rainha da Inglaterra, Elizabeth II.

estrutura social[editar | editar código-fonte]

O clube conta com três mil sócios-proprietários e ocupa imensa e luxuosa sede no bairro da Urca, junto a Botafogo. Seu restaurante, refinado, é visitado por sócios e não sócios que buscam comemorar datas especiais. Nove em dez personalidades cariocas são sócios do clube, que tem forte lado esportivo, participando de regatas e campeonatos marítimos de todo o tipo.

A beleza de sua Sede Social atrai visitantes que por vezes são frustrados em suas tentativas de conhecer o Clube. Em sua famosa varanda, empresários e famílias que fizeram parte da história da Cidade cruzaram-se e ajudaram a fazer do Clube um dos emblemas do Rio de Janeiro.

Uma curiosidade: o Clube, hoje eminentemente social e marítimo, já teve famoso aeródromo, com hangares e aviões particulares. Estes hangares hoje são utilizados para guarda de barcos, lanchas e iates de propriedade de seus sócios. Ainda em 1940, O Iate abrigava um cais para hidroaviões e uma pisa de pouso gramada.[3] Possui igualmente luxuosas sub-sedes em Cabo Frio, Angra dos Reis e Ilha de Palmas, sendo que a primeira foi recentemente ampliada com a compra da Mansão da Família Raja-Gabaglia naquela cidade.

Sócios conhecidos[editar | editar código-fonte]

Entrada do clube.

Referências

  1. «Bairro da Urca - Rio de Janeiro: História Aprofundada do Bairro, de seus Prédios e Monumentos». Milton Teixeira – SINDEGTUR/RJ. Consultado em 18 de julho de 2019 
  2. Alejandra Saladino (agosto de 2003). «Da Escola de Aviação do Fluminense Yacht Club ao Marimbás Air Force:construindo uma ponte entre o passado e o presente» (PDF). Revista Cantareira. 1 (3). ISSN 1677-7794 
  3. Sant'Anna, Ivan (2011). Perda total. Rio de Janeiro-RJ: Objetiva. ISBN 978-85-390-0291-7 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]