France Télévisions

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
France Télévisions
Sociedade anônima com um conselho de administração público
Indústria Comunicação social
Fundação 7 de setembro de 1992 (26 anos)
Sede Paris, Ilha de França
 França
7, Esplanade Henri de France, 75015, 15º arrondissement
Área(s) servida(s)  França
Departamentos ultramarinos franceses
Proprietário(s) Governo da França
Pessoas-chave Delphine Ernotte-Cunci (diretor executivo)
Patrice Duhamel (vice-presidente e diretor geral de radiodifusão)
Empregados 11.400
Produtos Televisão
Website oficial http://www.france.tv/
http://www.francetvinfo.fr/

France Télévisions (Pronúncia francesa: [fʁɑ̃s televizjɔ̃]) (estilizado como France.tv) é a emissora de televisão pública francesa. É uma empresa pública formada a partir da integração dos canais de televisão públicos France 2 (anteriormente Antenne 2) e France 3 (anteriormente France Régions 3), mais tarde unidos pelos canais legalmente independentes France 5 (anteriormente La Cinquième), France Ô (antiga RFO Sat) e França 4 (anteriormente Festival).

A France Télévisions é atualmente financiada pelas receitas das taxas de licença de televisão e publicidade comercial. Recentemente, a nova lei da radiodifusão pública está eliminando gradualmente a publicidade comercial nos canais de televisão públicos (primeiro à noite, depois gradualmente ao longo do dia).

A France Télévisions é uma apoiadora da iniciativa de transmissão de TV de banda larga híbrida (HbbTV) que está promovendo e estabelecendo um padrão europeu aberto para decodificadores híbridos para recepção de programas de TV aberta e multimídia de banda larga com uma única interface de usuário e foi escolhido o HbbTV por sua interatividade com notícias, esportes e previsão do tempo, e há planejamentos para adicionar capacidade de compartilhamento de mídia social e de TV.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Stand da France Télévisions

De 1964 a 1974, a rádio e a televisão franceses foram monopolizados por meio de uma empresa conhecida como Office de Radiodiffusion Télévision Française. Em um esforço para estimular a concorrência, a organização foi dividida em 1975 para que os três canais de televisão da França - TF1, Antenne 2 e FR3, ainda pertencessem ao governo francês, mas fossem operados independentemente uns dos outros. No entanto, a privatização da TF1 em 1987 e o aumento da concorrência de outros novos radiodifusores privados (como Canal+ e La Cinq) levaram a um declínio nas visualizações dos dois canais públicos restantes, que perderam 30% de sua participação de mercado entre 1987 e 1989.[2][3] No entanto, os canais foram salvos quando um único diretor-geral foi nomeado para administrar tanto a Antenne 2 quanto a FR3, tornando-se parte de uma entidade conjunta conhecida como France Télévision. Eles foram renomeados em 1992 como France 2 e France 3, respectivamente.[4]

Em agosto de 2000, a France Télévisions S.A. formou-se como uma holding para os canais de televisão públicos da França, absorvendo o controle da France 2, France 3 e do canal público La Cinquième (mais tarde renomeada France 5). Em 2004, a Réseau France Outre-mer foi absorvida pela France Télévisions. A partir de 2008, o Presidente da França assumiu o dever de nomear os presidentes das emissoras públicas francesas; eles foram previamente nomeados pelo Conseil supérieur de l'audiovisuel.

Canais[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Actualmente, a France Télévisions é constituída pelos seguintes canais:

Logótipo Canal Descrição Fundação
France 2 2018.svg France 2 Generalista, transmitindo noticias, series, entretenimento e acontecimentos especiais, e na maior parte dos casos dá lugar a produção francesa. Primeiro canal com a segunda maior audiência (depois da TF1). 21 de dezembro de 1963 (54 anos)
France 3 2018.svg France 3 Rede de estações regionais com programação nacional e regional com entretenimento, informativos e programação cultural produzida para e sobre as regiões. 31 de dezembro de 1972 (45 anos)
France 4 2018.svg France 4 Anteriormente chamado de "Festival", está disponível apenas na televisão digital, é um canal voltado para o publico jovem-adulto (similar a BBC Three: desporto, sitcoms, arte, música e entretenimento). 24 de junho de 1996 (22 anos)
France 5 2018.svg France 5 Concentra-se em questões sociais (saúde, educação, política...) com talk-shows e documentários sobre cultura. 13 de dezembro de 1994 (24 anos)
La 1ère - Logo 2018.svg La 1ère Uma rede de estações de rádio e televisão operando em departamentos e territórios ultramarinos franceses em todo o mundo (antes conhecida como RFO - Réseau France Outre-mer). 14 de setembro de 1954 (64 anos)
France Ô 2018.svg France Ô O canal via satélite da Outre-Mer 1ère, apresentando apenas programação das regiões de 1ère e agora transmitido na França em escala nacional pela Televisão Digital Terrestre. 25 de março de 1998 (20 anos)
Franceinfo.svg France Info Canal de notícias ininterrupto, com apoio da Radio France, da France World Media e do Instituto Nacional do Audiovisual. 1 de setembro de 2016 (2 anos)

Internacionais[editar | editar código-fonte]

Logótipo Canal Descrição Fundação
Euronews 2016 logo.svg Euronews Estação televisiva de informação multilingue e pan-europeia, sediada em Lyon, em França e emitida em 13 línguas. Foi o primeiro canal do mundo a difundir em várias línguas. A missão da Euronews é a cobertura internacional dos eventos numa perspectiva europeia, evitando o uso do sensacionalismo e permitindo que cada espectador possa criar uma opinião livre sobre o Mundo. A France Télévisions foi uma das emissoras fundadoras em 1992 e agora mantém uma participação minoritária através do grupo SECEMIE. 1 de janeiro de 1993 (25 anos)
Arte Logo 2017.svg Arte Canal de televisão cultural franco-alemão, de vocação europeia. 30 de maio de 1992 (26 anos)
TV5Monde Logo.svg TV5Monde Canal internacional da francofonia, disponível no cabo e satélite a nível mundial. 1 de janeiro de 1984 (34 anos)
Mezzo Logo.svg Mezzo Canal temático que transmite música clássica (incluindo ópera e ballet), jazz e world music. 21 de março de 1998 (20 anos)

A France Télévisions detém 45% da holding ARTE France, juntamente com o Estado francês (25%), a Radio France (15%) e o INA (Instituto Nacional do Audiovisual) (15%). A ARTE France e a ARTE Deutschland formam o Consórcio ARTE que administra o canal bilingue franco-alemão (a ARTE compartilhava seu canal analógico com a France 5, mas ambos os canais têm serviços separados em tempo integral em transmissões via cabo, satélite e digitais).

A France Télévisions também controla o novo multiplex digital R1 que atualmente hospeda a France 2, France 3, France 5, Arte e La Chaîne parlementaire. A France 4 estava originalmente no multiplex R1, mas foi movida para R2 para permitir espaço para canais regionais em R1.

Subsidiárias[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://onlinereporter.com/2011/09/13/french-public-broadcaster-goes-for-hbbtv/
  2. Rollet, Brigitte. "Television in France", in Television in Europe, pp. 39–40. Eds. Coleman, James A.; Rollet, Brigitte. Intellect Books, 1997. ISBN 1-871516-92-7
  3. Rigourd, Serge. "France", in Western Broadcasting at the Dawn of the 21st Century, pp. 255, 270. Eds. Haenens, Leen; Saeys, Frieda. Walter de Gruyter, 2001. ISBN 3-11-017386-7
  4. Hart, Jeffrey A. Technology, Television, and Competition: The Politics of Digital TV, p. 46. Cambridge University Press, 2004. ISBN 0-521-82624-1

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.