Francisco Barbosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Francisco Barbosa
Nome completo Francisco de Souza Barbosa Junior
Nascimento 19 de março de 1958 (59 anos)
Juiz de Fora,  Minas Gerais
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Radialista
Principais trabalhos Rádio Globo 1988-1999 e 2001-2005 e Rádio Tupi 2001 e 2006-2016

Francisco de Souza Barbosa Junior, ou simplesmente Francisco Barbosa (Juiz de Fora, 19 de março de 1958) é um radialista[1] e dublador brasileiro.

Francisco Barbosa trabalhou nas rádios Cidade, Nacional, Del Rey Rádio Globo FM. Mais tarde, passou a comandar o programa que levava o seu nome na Rádio Globo AM, consagrando-se como comunicador de renome nacional. Após vários anos na Rádio Globo, Barbosa foi para outra gigante do rádio carioca: a Super Rádio Tupi, em 2006. Em 2009 e 2010 recebeu o Prêmio Escola de Rádio como melhor comunicador do rádio carioca.[2]

Comandou durante décadas um programa que levara seu nome, na Rádio Globo AM, do Rio de Janeiro, onde havia um quadro apresentado pelo professor Marcos Ribeiro, com o título "Sexo sem Mistério", levado ao ar durante o período de 1992 a 1999.[3]

Anos depois, foi para a Rádio Tupi. Em 2006, foi assaltado em Manguinhos, junto com seu colega de profissão, Clóvis Monteiro.[4] Recebeu o Prêmio Escola de Rádio de 2010.[5]

Foi candidato a Deputado Federal nas eleições 2014 pelo PSD/RJ, e obteve 23.807 (0,31%) dos votos, não se elegendo. Comandou seu programa nas manhãs Super Rádio Tupi e desde o final das eleições, passou a ser aos domingos e Haroldo de Andrade Jr. (Que fazia o horário no domingo) passou a fazer o programa de segunda a sábado.

Em 2016 Francisco Barbosa foi demitido da Super Rádio Tupi, junto com outros profissionais da rádio (o locutor Jota Santiago, o apresentador Coelho Lima, o veterano Sergio Américo, o repórter Pedro Costa, o comentarista Eugênio Leal, o premiado produtor Ricardo Alexandre, o plantonista Vinícius Gama, Glória Britho, os repórteres Lívia Bonard e Carlos Arcanjo, o produtor Bruno Giacobbo e o comunicador Jimy Raw.)[6][7]

Em abril de 2016 passou a comandar um programa para a Rádio Sul Fluminense (96,5 FM e 1.390 AM), para a região formada pelas cidades de Volta Redonda, Barra Mansa e vizinhança, no sul do estado do Rio de Janeiro.[8]


A partir do dia 13 de março de 2017 volta para a Super Rádio Tupi com o “Programa Francisco Barbosa”, de 10h às 12h, logo após o “Fala Garotinho”. Apesar do comunicador não ter assinado contrato com a rádio ainda, a informação já está confirmada.[9]

Referências

  1. rionoticias.com.br (23 de maio de 2012). «Fernando Sérgio da Rádio Tupi lança livro na Tijuca». Consultado em 28 de outubro de 2014 
  2. Sergio Solon Santos (8 de agosto de 2016). «Novas demissões na Super Rádio Tupi». Consultado em 3 de março de 2016 
  3. ALERJ (2009). «Projeto de Resolução 809/2009». Consultado em 28 de outubro de 2014. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2014 
  4. Carlos Ramos, O Fuxico (11 de novembro de 2006). «Radialistas cariocas são vítimas da violência». Consultado em 28 de outubro de 2014. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2014 
  5. premioescoladeradio.com.br (2010). «2010». Consultado em 28 de outubro de 2014. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2014 
  6. Bruno Uchôa (29 de junho de 2016). «Francisco Barbosa é demitido da Super Rádio Tupi». Consultado em 3 de março de 2016 
  7. Sergio Solon Santos (28 de junho de 2016). «Novas demissões na Super Rádio Tupi». Consultado em 3 de março de 2016 
  8. Jornal Diário do Vale (1 de abril de 2016). «Programa Francisco Barbosa já é sucesso na rádio 96,1 FM». Consultado em 3 de março de 2016 
  9. Site Rádio de Verdade] (4 de março de 2017). «Francisco Barbosa volta para a Super Rádio Tupi». Consultado em 5 de março de 2017