GeForce

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de GeForce 9)

GeForce é um marca de aceleradores gráficos 3D para PCs desenvolvido pela NVIDIA. Os primeiros produtos da família GeForce eram vendidos para os consumidores de placas aceleradoras 3D de alto desempenho, mas os produtos seguintes expandiram a linha para todos os públicos de placas gráficas.

Gerações das GPUs GeForce[editar | editar código-fonte]

GPU NV10 (Geforce 256)

GeForce 256[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: GeForce 256

GeForce 256 foi o primeiro produto da família GeForce da nVidia. Lançado em 31 de agosto de 1999, a GeForce 256 ia além de sua antecessora RIVA TNT2 pelo aumento do número de pipelines, realização de cálculos de iluminação e geometria (T&L) e adição de recursos para compensação de movimento em vídeo MPEG-2. Possibilitou um salto considerável em desempenho em jogos poligonais e foi o primeiro acelerador gráfico compatível com o padrão Direct3D 7. A GeForce 256 estabeleceu definitivamente a nVidia como líder de mercado e foi um dos motivos da queda de diversos concorrentes no mercado, especialmente a 3dfx. Um ano após seu lançamento, apenas a ATI com sua família Radeon continuaria a oferecer concorrência à nVidia.

O nome GeForce 256 surgiu de um concurso organizado pela nVidia no começo de 1999. Conhecido como "Name That Chip" (algo como "nomeie aquele processador" em português), o concurso convidava o público a batizar o sucessor da linha RIVA TNT2 de processadores gráficos. Cerca de 12.000 sugestões foram recebidas e, como prêmio, sete pessoas receberam placas RIVA TNT2 Ultra.[1][2]

GeForce 100[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: GeForce 100

A GeForce 100 é uma família de unidades de processamento gráfico desenvolvido pela NVIDIA e foi lançada em janeiro de 2009. Antes do lançamento, não se sabia nenhuma informação concreta, exceto que os funcionários alegavam que os produtos da próxima geração tinham quase 1 poder de processamento TFLOPS com os núcleos de GPU ainda sendo fabricados no processo de 65 nm, e relatos sobre a Nvidia minimizando a importância do Direct3D 10.1. março de 2009, várias fontes relataram que a Nvidia havia lançado silenciosamente uma nova série de produtos GeForce, ou seja, a Série GeForce 100, que consiste em peças da série 9 "rebatizados". produtos da série GeForce 100 não estavam disponíveis para compra individual.[3][4]

GeForce 300[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: GeForce 300

A GeForce 300 é uma família de unidades de processamento gráfico desenvolvida pela NVIDIA. A primeira placa de vídeo da série foi lançada em Novembro de 2009. Semelhante à GeForce 100, a GeForce 300 consiste em placas de vídeo re-branded da geração anterior disponível apenas para OEMs. Com exceção da GeForce 330 GT,[5] todas as GPUs da série tem suporte Direct3D 10.1.

GeForce 500[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: GeForce 500

NVIDIA também lançou uma GPU de ponta baseada em uma arquitetura GF100 revista (GF110), chamado a GTX 580, que apresentou um melhor desempenho / eficiência energética do que a GTX 480. Porém, a temperatura máxima que a GPU suporta é de 97°C, contra os 105°C da GTX 480.[6] Nesta edição, já lançada com os recursos de DirectX 11 (Windows Vista, 7, 8 e 10) e posteriormente, por meio de atualizações de drivers, compatibilizadas com DirectX 12 (somente Windows 10)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. NVIDIA "Name That Chip" contest results, "nvidia.com" pelo Wayback Machine.
  2. Taken, Femme. (17 de abril de 1999) nVidia "Name that chip" contest, "tweakers.net" (em neerlandês) - acessado em 2007-12-24.
  3. Hardwidge, Ben (23 de março de 2009). «Nvidia quietly launches GeForce 100-series GPUs». bit-tech. Consultado em 9 de novembro de 2020 
  4. Lima, Cássio (10 de março de 2009). «NVIDIA Launches GeForce 100 Series Cards». Hardware Secrets. Consultado em 9 de novembro de 2020 
  5. NVIDIA GeForce Family
  6. Tabela comparativa dos Chips da NVIDIA

Ligações externas[editar | editar código-fonte]