Grande Prêmio da Austrália de 1986

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Grande Prêmio da Austrália
de Fórmula 1 de 1986
Adelaide (short route).svg
Segundo GP da Austrália em Adelaide
Detalhes da corrida
Data 26 de outubro de 1986
Nome oficial LI Foster's Australian Grand Prix
Local Circuito de Rua de Adelaide, Adelaide, Austrália Meridional, Austrália
Total 82 voltas / 309.878 km
Condições do tempo Ensolarado
Pole
Piloto
Reino Unido Nigel Mansell Williams-Honda
Tempo 1:18.403
Volta mais rápida
Piloto
Brasil Nelson Piquet Williams-Honda
Tempo 1:20.787 (na volta 82)
Pódio
Primeiro
França Alain Prost McLaren-TAG/Porsche
Segundo
Brasil Nelson Piquet Williams-Honda
Terceiro
Suécia Stefan Johansson Ferrari

Resultados do Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1 realizado em Adelaide à 26 de outubro de 1986. Foi a décima sexta e última etapa da temporada e nele a vitória de Alain Prost garantiu o bicampeonato mundial ao francês.[1][2][nota 1]

Resumo[editar | editar código-fonte]

Uma corrida emocionante com Nigel Mansell, Alain Prost e Nelson Piquet disputando o Campeonato na última prova. O finlandês Keke Rosberg da McLaren, que liderava a prova e serviu para forçar o ritmo dos pilotos da Williams, abandona na sua última prova na categoria com o pneu traseiro se desfazendo em tiras.

Mansell, que tinha tudo para ser campeão com o 3º lugar, depois de 10 anos (a última foi com James Hunt), tem o pneu traseiro esquerdo do seu carro estourado na reta Brabham. O piloto inglês da Williams consegue controlar com habilidade o carro com apenas 3 rodas em plena reta, mas ele é obrigado a abandonar no final da reta na área de escape. Ia a chance de ganhar a primeira na carreira.

No momento Nelson Piquet é o campeão, porque está em primeiro e com Alain Prost em segundo; porém, o piloto brasileiro da Williams não parou nos boxes para colocar novo jogo de pneus enquanto o francês da McLaren já tinha feito. Se Piquet fosse para os boxes, inevitavelmente perderia o título. O piloto da Williams reluta à comunicação da equipe, mas acaba cedendo em função do ocorrido com o seu companheiro de equipe. Com novo jogo de pneus, Piquet volta dezoito segundos atrás de Prost. Chega a encurtar a diferença, mas o piloto francês consegue responder nas voltas seguintes. Alain Prost vence a corrida e é bicampeão mundial de Fórmula 1, Piquet chega em 2º, mas 4 segundos atrás e termina o campeonato em 3º lugar.

Classificação da prova[editar | editar código-fonte]

Pos. Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 1 França Alain Prost McLaren-TAG/Porsche 82 1:54'20"388 4 9
2 6 Brasil Nelson Piquet Williams-Honda 82 + 4"205 2 6
3 28 Suécia Stefan Johansson Ferrari 81 + 1 volta 12 4
4 3 Reino Unido Martin Brundle Tyrrell-Renault 81 + 1 volta 16 3
5 4 França Philippe Streiff Tyrrell-Renault 80 Pane seca 10 2
6 11 Reino Unido Johnny Dumfries Lotus-Renault 80 + 2 voltas 14 1
7 25 França René Arnoux Ligier-Renault 79 + 3 voltas 5
8 26 França Philippe Alliot Ligier-Renault 79 + 3 voltas 8
9 14 Reino Unido Jonathan Palmer Zakspeed 77 + 5 voltas 21
10 19 Itália Teo Fabi Benetton-BMW 77 + 5 voltas 13
NC 16 França Patrick Tambay Haas Lola-Ford 70 Não classificado 17
Ret 5 Reino Unido Nigel Mansell Williams-Honda 63 Pneus 1
Ret 7 Itália Riccardo Patrese Brabham-BMW 63 Pane elétrica 19
Ret 2 Finlândia Keke Rosberg McLaren-TAG/Porsche 62 Pneus 7
NC 22 Canadá Allen Berg Osella-Alfa Romeo 61 Não classificado 26
Ret 8 Reino Unido Derek Warwick Brabham-BMW 57 Freios 20
Ret 17 Alemanha Ocidental Christian Danner Arrows-BMW 52 Motor 24
Ret 18 Bélgica Thierry Boutsen Arrows-BMW 50 Motor 22
Ret 12 Brasil Ayrton Senna Lotus-Renault 43 Motor 3
Ret 23 Itália Andrea de Cesaris Minardi-Motori Moderni 40 Falha mecânica 11
Ret 20 Áustria Gerhard Berger Benetton-BMW 40 Motor 6
Ret 29 Países Baixos Huub Rothengatter Zakspeed 29 Suspensão 23
Ret 15 Austrália Alan Jones Haas Lola-Ford 16 Motor 17
Ret 24 Itália Alessandro Nannini Minardi-Motori Moderni 10 Acidente 18
Ret 21 Itália Piercarlo Ghinzani Osella-Alfa Romeo 2 Transmissão 25
Ret 27 Itália Michele Alboreto Ferrari 0 Acidente 9

Tabela do campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

  • Nota: Somente as primeiras cinco posições estão listadas e os campeões da temporada surgem grafados em negrito. Entre 1981 e 1990 cada piloto podia computar onze resultados válidos por ano não havendo descartes no mundial de construtores.

Notas

  1. Voltas na liderança: Nelson Piquet 8 voltas (1–6, 63–64), Keke Rosberg 56 voltas (7–62), Alain Prost 18 voltas (65–82).

Referências

  1. «1986 Australian Grand Prix - race result». Consultado em 7 de setembro de 2018 
  2. Prost admite que a sorte ajudou sua vitória (online). O Globo, Rio de Janeiro (RJ), 27/10/1986. Matutina, Esportes, pág. 06. Página visitada em 7 de setembro de 2018.
Precedido por
Grande Prêmio do México de 1986
Campeonato mundial de Fórmula 1 da FIA
Ano de 1986
Sucedido por
Grande Prêmio do Brasil de 1987
Precedido por
Grande Prêmio da Austrália de 1985
Grande Prêmio da Austrália
51ª edição
Sucedido por
Grande Prêmio da Austrália de 1987