Circuito de Rua de Adelaide

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Circuito de Rua de Adelaide
Mapa do circuito.
Informação geral
Localização Adelaide, Austrália Meridional, Austrália
Fuso horário UTC+9:30 (DST: UTC+10:30)
Coordenadas 34° 55' 50" S 138° 37' 14" E
Licença FIA Grau 3
Proprietário City of Adelaide
Inauguração 31 de outubro de 1985
Reabertura em 1999
Eventos principais Fórmula 1
GP da Austrália
(1985–1995)

Supercars Championship
Adelaide 500
(1999–presente)

American Le Mans Series
Race of a Thousand Years
(2000)

Circuito Supercars (1999–presente)
Comprimento do circuito 3,219 km (2,001 mi)
Curvas 14
Volta mais rápida 1:17.9726 (Simon Hodge, Mygale M11 Mercedes-Benz, 2014, Supercars Championship)
Circuito Grand Prix (1985–1995, 2000)
Comprimento do circuito 3,780 km (2,349 mi)
Curvas 16
Volta mais rápida 1:15.381 (Damon Hill, Wiliams Renault, 1993, Fórmula 1)

O Circuito de Rua de Adelaide[1] (em inglês: Adelaide Street Circuit) esta localizado em Adelaide, na Austrália. O circuito parece ser de rua, por não ter, na maior parte do acostamento, grama ou areia, e os muros ficam próximos. Por isso, o piloto deve tomar cuidado.

O circuito recebeu a Fórmula 1 de 1985 até 1995. Lá foram protagonizados momentos históricos, como o de 1986, quando a dezoito voltas do final, Nigel Mansell abandonou por causa de um pneu traseiro esquerdo furado e deu o título a Alain Prost. Em 1991, ocorreu uma chuva forte que fez com que vários pilotos rodassem na pista e abandonassem, o que resultou a corrida sendo interrompida e encerrada com 14 voltas completadas das 81 previstas, tornando-se o recorde até hoje como a corrida mais curta da história da Fórmula 1. Quebrada na Bélgica em 2021. Em 1994, numa manobra polêmica que Michael Schumacher fez de propósito um acidente batendo seu carro no muro para tirar da prova seu adversário na luta pelo título, Damon Hill, e conquistou o campeonato. Foi em Adelaide na prova de 1985 que Niki Lauda fez a última prova na categoria, assim como Nelson Piquet em 1991 e Prost em 1993. Foi lá também a última vitória de: Keke Rosberg em 1985, Ayrton Senna em 1993 e Mansell em 1994 e também cravaria a última pole.

Em 1996, o circuito saiu do circo da Fórmula 1, para dar lugar ao Albert Park, em Melbourne, que passou a abrir o campeonato, em vez de fechá-lo.

Adelaide na Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Grande Prêmio da Austrália

O Circuito de Rua de Adelaide foi palco do Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1 de 1985 até 1995.

Provas disputadas e vencedores:

Ano Piloto Equipe Detalhes
1995 Reino Unido Damon Hill Williams-Renault Detalhes
1994 Reino Unido Nigel Mansell Detalhes
1993 Brasil Ayrton Senna McLaren-Ford Detalhes
1992 Áustria Gerhard Berger McLaren-Honda Detalhes
1991 Brasil Ayrton Senna Detalhes
1990 Brasil Nelson Piquet Benetton-Ford Detalhes
1989 Bélgica Thierry Boutsen Williams-Renault Detalhes
1988 França Alain Prost McLaren-Honda Detalhes
1987 Áustria Gerhard Berger Ferrari Detalhes
1986 França Alain Prost McLaren-TAG/Porsche Detalhes
1985 Finlândia Keke Rosberg Williams-Honda Detalhes

Por pilotos que mais venceram[editar | editar código-fonte]

Por equipes que mais venceram[editar | editar código-fonte]

Por países que mais venceram[editar | editar código-fonte]

Recordes em Adelaide[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Stats F1 - Adelaide Statsf1.com