Christian Danner

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Christian Danner
Informações pessoais
Nome completo Christian Danner
Nacionalidade Alemanha Alemão
Nascimento 4 de abril de 1958 (59 anos)
Registros na Fórmula 1
Temporadas 19851987, 1989
GPs disputados 47 (36 largadas)
Títulos 0 (18º em 1986)
Vitórias 0
Pódios 0
Pontos 4
Pole positions 0
Primeiro GP Bélgica GP da Bélgica, 1985
Último GP Portugal GP de Portugal, 1989
Registros na Champ Car
Temporadas 1992–1995, 1997
Equipes 3 (Euromotorsport, Project Indy e Payton-Coyne)
Corridas 19 (18 largadas)
Títulos 0 (25º em 1995)
Vitórias 0
Pódios 0
Pontos 11
Pole positions 0
Primeira corrida Estados Unidos GP de Detroit, 1992
Última corrida Canadá GP de Vancouver, 1997

Christian Danner (Munique, 4 de abril de 1958) é um ex-automobilista alemão.

Carreira[editar | editar código-fonte]

March-BMW 822, carro pilotado por Danner em 1982.

Filho do também conhecido especialista em segurança de automóveis Max Danner, Christian iniciou sua carreira no automobilismo na Copa Renault 5. Ele foi para a Fórmula 2 e estabeleceu o recorde da volta mais rápida na categoria da atual configuração do antigo Nürburgring, que foi usado apenas em 1983 para corridas internacionais.

Fórmula 3000[editar | editar código-fonte]

Em 1985, Danner tornou-se o primeiro campeão da Fórmula 3000. Pilotando um March-Cosworth da equipe BS Automotive, o alemão conquistou sete pódios, com quatro vitórias (Pau, Dijon-Prenois, Zandvoort e Donington Park) e três terceiros lugares (Vallelunga, Spa-Francorchamps e Pergusa), marcando 51 pontos. Seu rendimento lhe rendeu uma vaga na Fórmula 1 no mesmo ano.

Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Com o título na F-3000, Danner obteve uma vaga já no final da temporada de 1985 da F-1, pela recém-criada equipe Zakspeed. Estreou no GP da Bélgica, mas ele não chegou ao final da prova.

Em 1986, disputaria sua primeira temporada completa na Fórmula 1, pela Osella. Disputa as seis primeira etapas, sem completar cinco e falhando a classificação no GP de Mônaco. Parecia que Danner ficaria sem emprego para o restante da temporada, mas o acidente do suíço Marc Surer em uma prova de rali o trouxe de volta à categoria, pela equipe Arrows, onde correu dez provas (nove com o Arrows A8, e uma com o A9 - o GP da Hungria). Seu primeiro ponto na F-1 foi marcado no GP da Áustria. A Arrows decidiu não renovar o contrato de Danner para 1987, e o alemão retornaria à Zakspeed no ano seguinte.

1987 foi mais um ano difícil para Danner, que das 16 provas da temporada, abandonou metade, além de ter sido impedido de participar do GP de Mônaco. Sem vaga para a temporada seguinte, disputa a DTM pela primeira vez.

Para 1989, ele assina com a equipe Rial. Sua estadia na equipe começou com um décimo-quarto lugar no GP do Brasil, seguindo-se duas não-classificações em San Marino e Mônaco. Após um décimo-segundo lugar na etapa do México, conquista seu melhor resultado na carreira: um 4º lugar no GP dos Estados Unidos, realizado no Circuito de Phoenix.

A última prova de Danner foi o GP do Canadá, onde terminou em oitavo lugar. A partir dos GPs da França e de Portugal, não passa da pré-classificação. Demitido da Rial antes do final da temporada, é substituído pelo suíço Gregor Foitek.

CART[editar | editar código-fonte]

Depois de ter passado o ano de 1990 correndo no Japão e ter disputado o BTCC em 1991, Danner voltou às atividades na extinta CART (mais tarde, Champ Car), em 1992. Seu debut foi pela equipe Euromotorsport, no GP de Detroit. Seu melhor resultado foi um 13º posto em Nazareth, e o alemão terminou sua primeira temporada na CART sem pontuar. Manteve-se na Euromotorsport em 1993, onde marcou dois pontos, graças ao 11º lugar obtido em Toronto.

Para 1994, Danner correria pela Project Indy, equipe criada por Andreas Leberle, que comprara o espólio da Euromotorsport. Disputou três etapas, tendo desistido de correr em Cleveland. Assim como em 1993, marcou dois pontos e terminaria o campeonato em trigésimo lugar. Correndo pela mesma equipe em 1995, Danner obteve seu melhor resultado na CART: um sétimo lugar em Miami. Seu último GP pela Project foi em Detroit, e o piloto fecharia a temporada em vigésimo-quinto lugar, com seis pontos. A partir daí, tornaria-se sócio de Leberle na equipe. Mesmo assim, voltaria a competir em 1997, pela Payton-Coyne.

Leberle liberaria Danner da função de sócio da Project para que este pudesse correr três provas (Detroit, Portland e Vancouver), marcando um ponto ao chegar em 12º em Detroit. Após o GP de Vancouver, Danner voltaria a trabalhar como sócio da Project Indy até a saída do time, em 1998.

Outras categorias[editar | editar código-fonte]

Em paralelo com a CART, Danner competiria novamente na DTM (categoria de turismo da Alemanha) entre 1993 e 1996, correndo pela Alfa Romeo.

Sua última participação como piloto de corridas aconteceu no Grand Prix Masters, categoria que reunia antigos pilotos de Fórmula 1, conquistando dois pódios.

Atualmente é comentarista de F-1 pelo canal alemão RTL.

Resultados de Christian Danner na Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

(legenda)

Ano Nome Oficial da Equipe Chassis Motor Pneus 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 Pts Pos
1989 Rial Racing Rial ARC2 Ford Cosworth V8 G BRA
14º
SMR
NQ
MON
NQ
MEX
12º
EUA
CAN
FRA
NQ
GBR
NQ
ALE
NQ
HUN
NQ
BEL
NQ
ITA
NQ
POR
NQ
3 22º
1987 West Zakspeed Racing Zakspeed 861 Zakspeed L4 Turbo G BRA
SMR
0 NC
Zakspeed 871 BEL
Ret
MON
EXC
EUA
FRA
Ret
GBR
Ret
ALE
Ret
HUN
Ret
AUT
ITA
POR
Ret
ESP
Ret
MEX
Ret
JAP
Ret
AUS
1986 Osella Squadra Corse Osella FA1F Alfa Romeo V8 Turbo P BRA
Ret
ESP
Ret
SMR
Ret
MON
NQ
BEL
Ret
CAN
Ret
1 18º
Barclay Arrows BMW Arrows A8 BMW L4 Turbo G EUA
Ret
FRA
11º
GBR
Ret
ALE
Ret
HUN
Ret
AUT
ITA
POR
11º
MEX
AUS
Ret
1985 West Zakspeed Racing Zakspeed 841 Zakspeed L4 Turbo G BEL
Ret
EUR
Ret
0 NC

Resultados na IndyCar/CART[editar | editar código-fonte]

(legenda)

Ano Equipe 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 Rank Pontos
1992 Euromotorsport Austrália
SRF
 
Estados Unidos
PHX
 
Estados Unidos
LBH
 
Estados Unidos
INDY
 
Estados Unidos
DET
18
Estados Unidos
POR
 
Estados Unidos
MIL
 
Estados Unidos
NHM
 
Canadá
TOR
16
Estados Unidos
MIS
 
Estados Unidos
CLE
16
Estados Unidos
ROA
16
Canadá
VAN
21
Estados Unidos
MDO
19
Estados Unidos
NZR
13
Estados Unidos
LS
20
39º 0
1993 Euromotorsport Austrália
SRF
 
Estados Unidos
PHX
 
Estados Unidos
LBH
 
Estados Unidos
INDY
 
Estados Unidos
MIL
 
Estados Unidos
DET
 
Estados Unidos
POR
 
Estados Unidos
CLE
25
Canadá
TOR
 
Estados Unidos
MIS
 
Estados Unidos
NHM
 
Estados Unidos
ROA
11
Canadá
VAN
 
Estados Unidos
MDO
 
Estados Unidos
NZR
 
Estados Unidos
LS
26
31º 2
1994 Project Indy Austrália
SRF
 
Estados Unidos
PHX
 
Estados Unidos
LGH
 
Estados Unidos
INDY
 
Estados Unidos
MIL
 
Estados Unidos
DET
12
Estados Unidos
POR
 
Estados Unidos
CLE
Wth
Canadá
TOR
 
Estados Unidos
MIS
 
Estados Unidos
MDO
 
Estados Unidos
NHM
 
Canadá
VAN
 
Estados Unidos
ROA
12
Estados Unidos
NZR
 
Estados Unidos
LS
 
30º 2
1995 Project Indy Estados Unidos
MIA
7
Austrália
SRF
 
Estados Unidos
PHX
 
Estados Unidos
LBH
 
Estados Unidos
NZR
 
Estados Unidos
INDY
 
Estados Unidos
MIL
 
Estados Unidos
DET
22
Estados Unidos
POR
 
Estados Unidos
ROA
 
Canadá
TOR
 
Estados Unidos
CLE
 
Estados Unidos
MIS
 
Estados Unidos
MDO
 
Estados Unidos
NHM
 
Canadá
VAN
 
Estados Unidos
LS
 
25º 6
1997 Payton/Coyne Estados Unidos
MIA
 
Austrália
SRF
 
Estados Unidos
LBH
 
Estados Unidos
NZR
 
Brasil
RIO
 
Estados Unidos
STL
 
Estados Unidos
MIL
 
Estados Unidos
DET
12
Estados Unidos
POR
27
Estados Unidos
CLE
 
Canadá
TOR
 
Estados Unidos
MIS
 
Estados Unidos
MDO
 
Estados Unidos
ROA
 
Canadá
VAN
23
Estados Unidos
LS
 
Estados Unidos
FON
 
31º 1
Anos Equipes Corridas Pontos Poles Vitórias Pódios
(exeto vitórias)
Top 10s
(exeto pódios)
Campeonatos
5 3 18 11 0 0 0 1 0