Grande Prêmio da Austrália de 2009

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Grande Prémio da Austrália de F-1 2009
Albert Lake Park Street Circuit in Melbourne, Australia.svg
Grande Prêmio da Austrália de 2009.
Detalhes da corrida
Data 29 de Março de 2009
Nome oficial LXXIV ING Australian Grand Prix
Local Autódromo de Albert Park,
Melbourne, Austrália
Percurso 5.303 km
Total 58 voltas / 307.574 km
Pole
Piloto
Reino Unido Jenson Button Brawn-Mercedes
Tempo 1:26.202
Volta mais rápida
Piloto
Alemanha Nico Rosberg Williams-Toyota
Tempo 1:27.706 (na volta 48)
Pódio
Primeiro
Reino Unido Jenson Button Brawn-Mercedes
Segundo
Brasil Rubens Barrichelo Brawn-Mercedes
Terceiro
Itália Jarno Trulli Toyota

O Grande Prémio da Austrália de 2009 foi a primeira corrida da temporada de 2009 da Fórmula 1. Teve como vencedor o inglês Jenson Button, da Brawn GP. Em segundo, seu companheiro de equipe Rubens Barrichello. Fechando o pódio, Jarno Trulli, que reconquistou a posição com a desclassificação de Lewis Hamilton, da McLaren.[1]

A Brawn GP se tornou a primeira equipe construtora de carros desde a Mercedes no Grande Prêmio da França de 1954 a conquistar a pole position e conquistar a vitória no primeiro Grande Premio disputado pela equipe. A corrida também foi a segunda na história da Fórmula 1 a ser finalizada com o safety car na pista - além do Grande Prêmio do Canadá de 1999 - após uma colisão envolvendo os pilotos Robert Kubica e Sebastian Vettel, que estavam na segunda e terceira colocações, na volta de número 56, duas antes do término da prova. Rubens Barrichello tem pela primeira vez, desde sua estreia, no Grande Prêmio da África do Sul de 1993, uma chance real de conquistar o título mundial.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Treino oficial[editar | editar código-fonte]

Carros com KERS estão marcados com "‡"
Pos nome Construtor Parte 1 Parte 2 Parte 3 Grid Peso[2]
1 22 Reino Unido Jenson Button Brawn-Mercedes 1:25.211 1:24.855 1:26.202 1 664.5 kg
2 23 Brasil Rubens Barrichello Brawn-Mercedes 1:25.006 1:24.783 1:26.505 2 666.5 kg
3 15 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull-Renault 1:25.938 1:25.121 1:26.830 3 657 kg
4 5 Polónia Robert Kubica BMW Sauber 1:25.922 1:25.152 1:26.914 4 650 kg
5 16 Alemanha Nico Rosberg Williams-Toyota 1:25.846 1:25.123 1:26.973 5 657 kg
6 10 Alemanha Timo Glock Toyota 1:25.499 1:25.281 1:26.975 19¹ 670 kg
7 3‡ Brasil Felipe Massa Ferrari 1:25.844 1:25.319 1:27.033 6 654 kg
8 9 Itália Jarno Trulli Toyota 1:26.194 1:25.265 1:27.127 20¹ 660 kg
9 4‡ Finlândia Kimi Räikkönen Ferrari 1:25.899 1:25.380 1:27.163 7 655.5 kg
10 14 Austrália Mark Webber Red Bull-Renault 1:25.427 1:25.241 1:27.246 8 662 kg
11 6‡ Alemanha Nick Heidfeld BMW Sauber 1:25.827 1:25.504 9 691.5 kg
12 7‡ Espanha Fernando Alonso Renault 1:26.026 1:25.605 10 680.7 kg
13 17 Japão Kazuki Nakajima Williams-Toyota 1:26.074 1:25.607 11 680.5 kg
14 2‡ Finlândia Heikki Kovalainen McLaren-Mercedes 1:26.184 1:25.726 12 690.6 kg
15 1‡ Reino Unido Lewis Hamilton McLaren-Mercedes 1:26.454 Sem tempo 18² 655 kg
16 12 Suíça Sébastien Buemi Toro Rosso-Ferrari 1:26.503 13 675.5 kg
17 8 Brasil Nelson Piquet, Jr. Renault 1:26.598 14 694.1 kg
18 21 Itália Giancarlo Fisichella Force India-Mercedes 1:26.677 15 689 kg
19 20 Alemanha Adrian Sutil Force India-Mercedes 1:26.742 16 684.5 kg
20 11 França Sébastien Bourdais Toro Rosso-Ferrari 1:26.964 17 662.5 kg
  • Nota 1: As duas Toyotas foram penalizadas por usarem asas traseiras fora dos parâmetros estabelecidos pelo regulamento. Com isso, ambos os carros ficaram na última fila.[3]
  • Nota 2: Lewis Hamilton perdeu cinco posições pela troca da caixa de câmbio.[4]

Corrida[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto Construtor Voltas Tempo/Aband. Grid Pontos
1 22 Reino Unido Jenson Button Brawn-Mercedes 58 1:34:15.784 1 10
2 23 Brasil Rubens Barrichello Brawn-Mercedes 58 +0.807 2 8
3 9 Itália Jarno Trulli³ Toyota 58 +1.604 20 6
4 10 Alemanha Timo Glock Toyota 58 +4.435 19 5
5 7‡ Espanha Fernando Alonso Renault 58 +4.879 10 4
6 16 Alemanha Nico Rosberg Williams-Toyota 58 +5.722 5 3
7 12 Suíça Sébastien Buemi Toro Rosso-Ferrari 58 +6.004 13 2
8 11 França Sébastien Bourdais Toro Rosso-Ferrari 58 +6.298 17 1
9 20 Alemanha Adrian Sutil Force India-Mercedes 58 +6.335 19
10 6‡ Alemanha Nick Heidfeld BMW Sauber 58 +7.085 9
11 21 Itália Giancarlo Fisichella Force India-Mercedes 58 +7.374 15
12 14 Austrália Mark Webber Red Bull-Renault 57 +1 volta 8
13 15 Alemanha Sebastian Vettel* Red Bull-Renault 56 Colisão 3
14 5 Polónia Robert Kubica* BMW Sauber 55 Colisão 4
15 4‡ Finlândia Kimi Räikkönen* Ferrari 55 Acidente 7
Ret 3‡ Brasil Felipe Massa Ferrari 45 Mecânico 6
Ret 8‡ Brasil Nelson Piquet Jr. Renault 24 Freios 14
Ret 17 Japão Kazuki Nakajima Williams-Toyota 17 Acidente 11
Ret 2‡ Finlândia Heikki Kovalainen McLaren-Mercedes 0 Colisão 12
DSQ 1‡ Reino Unido Lewis Hamilton4 McLaren-Mercedes 58 Desclassificado[1] 18

Notas[editar | editar código-fonte]

  • (*) Classificado pois completou 90% ou mais da prova.
  • Nota 3: Após a prova, Jarno Trulli foi penalizado com o acréscimo de 25 segundos por ultrapassar Lewis Hamilton com o safety-car na pista.[5] Mas a punição foi revista pela comissão da prova e foi retirada.[6]
  • Nota 4: Lewis Hamilton e a McLaren foram desclassificados do GP após os comissários considerarem inadequada a atitude da equipe em deixar Hamilton ceder a posição para Trulli com o safety-car na pista.

Tabela do campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

Observe que somente as cinco primeiras posições estão incluídas na tabela.


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons

Referências

  1. a b Hamilton é desclassificado do GP da Austrália; Trulli volta a ser terceiro (02/04)
  2. «Post-qualifying car weights - Australia». autosport.com. Haymarket Publications. 28 de março de 2009. Consultado em 28 de março de 2009. 
  3. Noble, Jonathan (28 de março de 2009). «Toyota duo excluded from qualifying». autosport.com. Haymarket Publications. Consultado em 28 de março de 2009. 
  4. «Hamilton to start 20th after gearbox penalty». formula1.com. 28 de março de 2009. Consultado em 28 de março de 2009. 
  5. Jonathan Noble (29 de março de 2009). «Trulli penalised, Hamilton gets third». Autosport.com. Consultado em 29 de março de 2009. 
  6. Gazeta Press (2 de abril de 2009). «Hamilton é desclassificado do GP da Austrália; Trulli volta a ser terceiro (02/04)». Superesportes.com.br. Consultado em 2 de abril de 2009. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Prova Anterior:
Grande Prémio do Brasil de 2008
Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1
Temporada 2009
Próxima Prova:
Grande Prémio da Malásia de 2009

Prova Anterior:
Grande Prémio da Austrália de 2008
Grande Prémio da Austrália Próxima Prova:
Grande Prémio da Austrália de 2010