Grande Prêmio de Abu Dhabi de 2012 (Fórmula 1)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grande Prêmio de Abu Dhabi de F-1 de 2012
Circuit Yas-Island.svg

Mapa do circuito
Detalhes da Corrida
Data 4 de novembro, 2012
Local Yas Island, Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos
Percurso 5,554 km
Total 55 voltas / 305,470 km
Pole
Piloto Reino Unido Lewis Hamilton (McLaren-Mercedes)
Tempo 1:40.630
Volta mais rápida
Piloto Alemanha Sebastian Vettel (Red Bull)
Tempo 1:43:964 (na volta 54)
Pódio
Primeiro Finlândia Kimi Räikkönen (Lotus-Renault)
Segundo Espanha Fernando Alonso (Ferrari)
Terceiro Alemanha Sebastian Vettel (Red Bull)

O Grande Prêmio de Abu Dhabi de 2012 (formalmente conhecido como 2012 Formula 1 Etihad Airways Abu Dhabi Grand Prix)[1] foi a décima oitava corrida da temporada de 2012 da Fórmula 1,[2] disputada no dia 4 de novembro no Yas Island, Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos.O finlandês Kimi Räikkönen foi o vencedor.[3]

Relatório[editar | editar código-fonte]

Classificatório[editar | editar código-fonte]

Q1 — primeira parte

A sessão começou no horário previsto de baixo de sol com 31ºC de temperatura de pista. Com pouco mais de cinco minutos de treino, metade do pelotão já havia marcado tempo. Dos pilotos das três equipes de ponta, Alonso foi o primeiro a marcar tempo, alternando-se com o venezuelano Maldonado na liderança do treino. Hamilton escapou da pista em uma das tentativas de volta rápida, porém, na sequência, baixou quase 7 décimos do melhor tempo.[4]

Em sua primeira tentativa, o líder do campeonato Vettel tomou um susto, ao quase bater no muro no final da volta. Ele conseguiu evitar o choque, conquistando um tempo seguro para classificar-se para o Q2.[4]

Ao término da primeira parte do treino, Hamilton liderou, seguido por Rosberg em segundo e Webber em terceiro.[4] Foram eliminados no Q1 Vergne, Kovalainen, Pic, Petrov, Glock, De La Rosa, Karthikeyan.[5]

Q2 — segunda parte

Em sua primeira tentativa de volta rápida Vettel escapou da pista. Hamilton saltou à frente novamente, com Alonso e Webber logo e atrás. No entanto, Vettel conseguiu uma boa segunda tentativa, pulando para o segundo lugar. Hamilton foi o primeiro piloto a marcar um tempo na casa de 1 minuto e 401 segundos durante o final de semana.[4]

Já no fim da tabela, as duplas de Force India e Sauber não se mostraram rápidas o bastante para superar o Q2. Senna ficou novamente atrás de Maldonado, finalizando na 15ª posição, sendo que o companheiro seguiu para o Q3, em 10º.[4] Além dele foram eliminados também Hulkenberg, Pérez, Di Resta, Schumacher, Kobayashi e Ricciardo.[5]

Q3 — terceira parte

O primeiro piloto a marcar tempo foi Räikkönen, entretanto, todos os outros pilotos já estavam na pista. Hamilton veio em volta rápida com parciais mais rápidas do que o resto do pelotão. Ele marcou o tempo que viria a ser o da pole position, 1min40s630mil, quase meio segundo à frente de Vettel, que ficava em segundo naquele momento.[4]

Massa, que marcou apenas uma volta no Q3, vinha no mesmo ritmo de Alonso, mas uma freada brusca na última parcial derrubou o tempo do brasileiro. Na última volta rápida de cada piloto, Alonso e Massa não conseguiram melhorar seus tempos. Webber foi o único das equipes de ponta a melhorar, roubando a primeira fila do companheiro Vettel. Uma volta muito veloz rendeu o quarto lugar a Maldonado, que classificou-se à frente de Raikkonen e Button.[4]

Tempos[editar | editar código-fonte]

Pos. No. Driver Constructor Part 1 Part 2 Part 3 Grid
1 4 Reino Unido Lewis Hamilton McLaren-Mercedes 1:41.497 1:40.901 1:40.630 1
2 2 Austrália Mark Webber Red Bull-Renault 1:41.933 1:41.277 1:40.987 2
24 1 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull-Renault 1:42.160 1:41.511 1:41.073 PL
3 18 Venezuela Pastor Maldonado Williams-Renault 1:41.981 1:41.907 1:41.226 3
4 9 Finlândia Kimi Räikkönen Lotus-Renault 1:42.222 1:41.532 1:41.260 4
5 3 Reino Unido Jenson Button McLaren-Mercedes 1:42.342 1:41.873 1:41.290 5
6 5 Espanha Fernando Alonso Ferrari 1:41.939 1:41.514 1:41.582 6
7 8 Alemanha Nico Rosberg Mercedes 1:41.926 1:41.698 1:41.603 7
8 6 Brasil Felipe Massa Ferrari 1:41.974 1:41.846 1:41.723 8
9 10 França Romain Grosjean Lotus-Renault 1:42.046 1:41.620 1:41.778 9
10 12 Alemanha Nico Hülkenberg Force India-Mercedes 1:42.579 1:42.019 10
11 15 México Sergio Pérez Sauber-Ferrari 1:42.624 1:42.084 11
12 11 Reino Unido Paul di Resta Force India-Mercedes 1:42.572 1:42.218 12
13 7 Alemanha Michael Schumacher Mercedes 1:42.735 1:42.289 13
14 19 Brasil Bruno Senna Williams-Renault 1:43.298 1:42.330 14
15 14 Japão Kamui Kobayashi Sauber-Ferrari 1:43.582 1:42.606 15
16 16 Austrália Daniel Ricciardo Toro Rosso-Ferrari 1:43.280 1:42.765 16
17 17 França Jean-Éric Vergne Toro Rosso-Ferrari 1:44.058 17
18 20 Finlândia Heikki Kovalainen Caterham-Renault 1:44.956 18
19 25 França Charles Pic Marussia-Cosworth 1:45.089 19
20 21 Rússia Vitaly Petrov Caterham-Renault 1:45.151 20
21 24 Alemanha Timo Glock Marussia-Cosworth 1:45.426 21
22 22 Espanha Pedro de la Rosa HRT-Cosworth 1:45.766 22
23 23 Índia Narain Karthikeyan HRT-Cosworth 1:46.382 23
107%: 1:48.601
Fonte:[6]

Corrida[editar | editar código-fonte]

Na largada Hamilton manteve a liderança, porém Raikkonen ultrapassou Webber e subindo para o segundo posto, pressionando Hamilton nas duas primeiras voltas. Lá atrás, Vettel livrou-se de alguns carros mais lentos e perdeu um pedaço da asa dianteira após tentativa de ultrapassagem sobre o Senna.[7]

Na 9ª volta Karthikeyan teve problemas no carro e Rosberg, que vinha logo atrás, não percebeu que ele estava lento e o atropelou, causando um acidente muito forte. Os dois pilotos saíram sem problemas dos carros, entretanto o carro de segurança teve de ser acionado. Vettel foi para os boxes e caiu para a última posição pois precisava trocar a asa. Ele aproveitou para colocar pneus macios.[7]

Hamilton liderava tranquilo quando na 20ª volta teve de abandonar com um problema hidráulico. Raikkonen assumiu a liderança. Alonso ultrapassou Maldonado em uma bela manobra. Em seguida, australiano Webber tentou ultrapassar Maldonado por fora, foi tocado e rodou. Depois tentou a mesma manobra com Massa, os dois tocaram rodas, ele saiu da pista e na volta atrapalhou Massa, que rodou e perdeu muitas posições. Em seguida, Grosjean tentou passar Pérez, que fez a mesma coisa. Grosjean porém não conseguiu evitar o toque e ainda acertou Mark Webber, em um incidente que envolveu três carros e provocou mais uma entrada do carro de segurança.[7]

Como os outros pilotos precisaram parar nos boxes, Vettel chegou à segunda colocação. Entretanto, quando fez a sua parada caiu para quarto. A segunda entrada do carro de segurança permitiu que, faltando 12 voltas para o fim, ele estivesse com pneus macios novos e próximo e Alonso e Button, que tinham pneus duros e usados.[7]

Foram pelo menos 10 voltas de muita pressão de Vettel sobre Button para conquistar a terceira posição e também de Alonso sobre Raikkonen, para tentar a liderança. Vettel conseguiu bela ultrapassagem por fora, já Alonso não conseguiu ficar a menos de 1,2 segundo de Raikkonen, que voltou a vencer na categoria e comemorou muito.[7]

Referências

  1. 2012 Formula 1 Etihad Airways Abu Dhabi Grand Prix
  2. Calendário da F1 de 2012 confirmado. Autosport (31 de agosto de 2011). Página visitada em 22 de março de 2012.
  3. Raikkonen vence em Abu Dhabi. Jornal do Brasil (4 de novembro de 2012).
  4. a b c d e f g Rodrigo Furlan Lourenço (3 de novembro de 2012). Hamilton desbanca Red Bull e larga na pole em Abu Dhabi (shtml) (em português). Quatro Rodas. Página visitada em 5 de novembro de 2012.
  5. a b Hamilton é pole em Abu Dhabi. Vettel é punido e cai para último. Alonso é 6º (html) (em português). globoesporte.com (3 de novembro de 2012). Página visitada em 5 de novembro de 2012.
  6. Beer, Matt. "Lewis Hamilton beats Mark Webber to pole position", Autosport, Haymarket Publications, 3 November 2012. Página visitada em 3 November 2012.
  7. a b c d e Carlos Eduardo Garcia (4 de novembro de 2012). Raikkonen e Lotus voltam a vencer em Yas Marina (shtml) (em português). Quatro Rodas. Página visitada em 5 de novembro de 2012.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Prova Anterior:
GP da Índia de 2012
Campeonato do Mundo da FIA
Fórmula 1, Temporada 2012
Próxima Prova:
GP dos Estados Unidos de 2012

Prova Anterior:
GP de Abu Dhabi de 2011
Grande Prêmio de Abu Dhabi Próxima Prova:
GP de Abu Dhabi de 2013