Grande Prêmio de Abu Dhabi de 2012 (Fórmula 1)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grande Prêmio de Abu Dhabi de F-1 de 2012
Circuit Yas-Island.svg
Grande Prêmio de Abu Dhabi de 2012 (Fórmula 1).
Detalhes da corrida
Data 4 de novembro de 2012
Local Yas Island, Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos
Percurso 5,554 km
Total 55 voltas / 305,470 km
Pole
Piloto
Reino Unido Lewis Hamilton McLaren-Mercedes
Tempo 1:40.630
Volta mais rápida
Piloto
Alemanha Sebastian Vettel Red Bull
Tempo 1:43:964 (na volta 54)
Pódio
Primeiro
Finlândia Kimi Räikkönen Lotus-Renault
Segundo
Espanha Fernando Alonso Ferrari
Terceiro
Alemanha Sebastian Vettel Red Bull


O Grande Prêmio de Abu Dhabi de 2012 (formalmente conhecido como 2012 Formula 1 Etihad Airways Abu Dhabi Grand Prix)[1] foi a décima oitava corrida da temporada de 2012 da Fórmula 1,[2] disputada no dia 4 de novembro no Yas Island, Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos.O finlandês Kimi Räikkönen foi o vencedor.[3]

Relatório[editar | editar código-fonte]

Classificatório[editar | editar código-fonte]

Q1 — primeira parte

A sessão começou no horário previsto de baixo de sol com 31 °C de temperatura de pista. Com pouco mais de cinco minutos de treino, metade do pelotão já havia marcado tempo. Dos pilotos das três equipes de ponta, Alonso foi o primeiro a marcar tempo, alternando-se com o venezuelano Maldonado na liderança do treino. Hamilton escapou da pista em uma das tentativas de volta rápida, porém, na sequência, baixou quase 7 décimos do melhor tempo.[4]

Em sua primeira tentativa, o líder do campeonato Vettel tomou um susto, ao quase bater no muro no final da volta. Ele conseguiu evitar o choque, conquistando um tempo seguro para classificar-se para o Q2.[4]

Ao término da primeira parte do treino, Hamilton liderou, seguido por Rosberg em segundo e Webber em terceiro.[4] Foram eliminados no Q1 Vergne, Kovalainen, Pic, Petrov, Glock, De La Rosa e Karthikeyan.[5]

Q2 — segunda parte

Em sua primeira tentativa de volta rápida Vettel escapou da pista. Hamilton saltou à frente novamente, com Alonso e Webber logo atrás. No entanto, Vettel conseguiu uma boa segunda tentativa, pulando para o segundo lugar. Hamilton foi o primeiro piloto a marcar um tempo na casa de 1:40.1 durante o final de semana.[4]

Já no fim da tabela, as duplas de Force India e Sauber não se mostraram rápidas o bastante para superar o Q2. Senna ficou novamente atrás de Maldonado, finalizando na 15ª posição, sendo que o companheiro seguiu para o Q3, em 10º.[4] Além dele foram eliminados também Hulkenberg, Pérez, Di Resta, Schumacher, Kobayashi e Ricciardo.[5]

Q3 — terceira parte

O primeiro piloto a marcar tempo foi Räikkönen, entretanto, todos os outros pilotos já estavam na pista. Hamilton veio em volta rápida com parciais mais rápidas do que o resto do pelotão. Ele marcou o tempo que viria a ser o da pole position, 1min40s630mil, quase meio segundo à frente de Vettel, que ficava em segundo naquele momento.[4]

Massa, que marcou apenas uma volta no Q3, vinha no mesmo ritmo de Alonso, mas uma freada brusca na última parcial derrubou o tempo do brasileiro. Na última volta rápida de cada piloto, Alonso e Massa não conseguiram melhorar seus tempos. Webber foi o único das equipes de ponta a melhorar, roubando a primeira fila do companheiro Vettel. Uma volta muito veloz rendeu o quarto lugar a Maldonado, que classificou-se à frente de Raikkonen e Button.[4]

Tempos[editar | editar código-fonte]

Pos. No. Driver Constructor Part 1 Part 2 Part 3 Grid
1 4 Reino Unido Lewis Hamilton McLaren-Mercedes 1:41.497 1:40.901 1:40.630 1
2 2 Austrália Mark Webber Red Bull-Renault 1:41.933 1:41.277 1:40.987 2
24 1 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull-Renault 1:42.160 1:41.511 1:41.073 PL
3 18 Venezuela Pastor Maldonado Williams-Renault 1:41.981 1:41.907 1:41.226 3
4 9 Finlândia Kimi Räikkönen Lotus-Renault 1:42.222 1:41.532 1:41.260 4
5 3 Reino Unido Jenson Button McLaren-Mercedes 1:42.342 1:41.873 1:41.290 5
6 5 Espanha Fernando Alonso Ferrari 1:41.939 1:41.514 1:41.582 6
7 8 Alemanha Nico Rosberg Mercedes 1:41.926 1:41.698 1:41.603 7
8 6 Brasil Felipe Massa Ferrari 1:41.974 1:41.846 1:41.723 8
9 10 França Romain Grosjean Lotus-Renault 1:42.046 1:41.620 1:41.778 9
10 12 Alemanha Nico Hülkenberg Force India-Mercedes 1:42.579 1:42.019 10
11 15 México Sergio Pérez Sauber-Ferrari 1:42.624 1:42.084 11
12 11 Reino Unido Paul di Resta Force India-Mercedes 1:42.572 1:42.218 12
13 7 Alemanha Michael Schumacher Mercedes 1:42.735 1:42.289 13
14 19 Brasil Bruno Senna Williams-Renault 1:43.298 1:42.330 14
15 14 Japão Kamui Kobayashi Sauber-Ferrari 1:43.582 1:42.606 15
16 16 Austrália Daniel Ricciardo Toro Rosso-Ferrari 1:43.280 1:42.765 16
17 17 França Jean-Éric Vergne Toro Rosso-Ferrari 1:44.058 17
18 20 Finlândia Heikki Kovalainen Caterham-Renault 1:44.956 18
19 25 França Charles Pic Marussia-Cosworth 1:45.089 19
20 21 Rússia Vitaly Petrov Caterham-Renault 1:45.151 20
21 24 Alemanha Timo Glock Marussia-Cosworth 1:45.426 21
22 22 Espanha Pedro de la Rosa HRT-Cosworth 1:45.766 22
23 23 Índia Narain Karthikeyan HRT-Cosworth 1:46.382 23
107%: 1:48.601
Fonte:[6]

Corrida[editar | editar código-fonte]

Na largada Hamilton manteve a liderança, porém Raikkonen ultrapassou Webber subindo para o segundo posto, pressionando Hamilton nas duas primeiras voltas. Lá atrás, Vettel livrou-se de alguns carros mais lentos e perdeu um pedaço da asa dianteira após tentativa de ultrapassagem sobre Senna.[7]

Na 9ª volta Karthikeyan teve problemas no carro e Rosberg, que vinha logo atrás, não percebeu que ele estava lento e o atropelou, causando um acidente muito forte. Os dois pilotos saíram sem problemas dos carros, entretanto o carro de segurança teve de ser acionado. Vettel foi para os boxes e caiu para a última posição pois precisava trocar a asa. Ele aproveitou para colocar pneus macios.[7]

Hamilton liderava tranquilo quando na 20ª volta teve de abandonar com um problema hidráulico. Raikkonen assumiu a liderança. Alonso ultrapassou Maldonado em uma bela manobra. Em seguida, o australiano Webber tentou ultrapassar Maldonado por fora, foi tocado e rodou. Depois tentou a mesma manobra com Massa, os dois tocaram rodas, ele saiu da pista e na volta atrapalhou Massa, que rodou e perdeu muitas posições. Em seguida, Grosjean tentou passar Pérez, que fez a mesma coisa. Grosjean porém não conseguiu evitar o toque e ainda acertou Mark Webber, em um incidente que envolveu três carros e provocou mais uma entrada do carro de segurança.[7]

Como os outros pilotos precisaram parar nos boxes, Vettel chegou à segunda colocação. Entretanto, quando fez a sua parada caiu para quarto. A segunda entrada do carro de segurança permitiu que, faltando 12 voltas para o fim, ele estivesse com pneus macios novos e próximo a Alonso e Button, que tinham pneus duros e usados.[7]

Foram pelo menos 10 voltas de muita pressão de Vettel sobre Button para conquistar a terceira posição e também de Alonso sobre Raikkonen, para tentar a liderança. Vettel conseguiu bela ultrapassagem por fora, já Alonso não conseguiu ficar a menos de 1,2 segundos de Raikkonen, que voltou a vencer na categoria e comemorou muito.[7]

Referências

  1. 2012 Formula 1 Etihad Airways Abu Dhabi Grand Prix
  2. "Calendário da F1 de 2012 confirmado". Autosport. 31 de agosto de 2011. Consult. 22 de março de 2012.  Ligação externa em |publicado= (Ajuda)
  3. "Raikkonen vence em Abu Dhabi". Jornal do Brasil. 4 de novembro de 2012. 
  4. a b c d e f g Rodrigo Furlan Lourenço (3 de novembro de 2012). "Hamilton desbanca Red Bull e larga na pole em Abu Dhabi" (shtml) (em português). Quatro Rodas. Consult. 5 de novembro de 2012. 
  5. a b "Hamilton é pole em Abu Dhabi. Vettel é punido e cai para último. Alonso é 6º" (html) (em português). globoesporte.com. 3 de novembro de 2012. Consult. 5 de novembro de 2012. 
  6. Beer, Matt (3 November 2012). "Lewis Hamilton beats Mark Webber to pole position". Autosport Haymarket Publications [S.l.] Consult. 3 November 2012. 
  7. a b c d e Carlos Eduardo Garcia (4 de novembro de 2012). "Raikkonen e Lotus voltam a vencer em Yas Marina" (shtml) (em português). Quatro Rodas. Consult. 5 de novembro de 2012. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Prova Anterior:
GP da Índia de 2012
Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1
Temporada 2012
Próxima Prova:
GP dos Estados Unidos de 2012

Prova Anterior:
GP de Abu Dhabi de 2011
Grande Prêmio de Abu Dhabi Próxima Prova:
GP de Abu Dhabi de 2013