Guido Westerwelle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Guido Westerwelle
Ministro das Relações Exteriores da  Alemanha
Mandato 28 de outubro de 2009
até a atualidade
Antecessor(a) Frank-Walter Steinmeier
Vice-chanceler da  Alemanha
Mandato 28 de outubro de 2009
até 16 de maio de 2011
Antecessor(a) Frank-Walter Steinmeier
Sucessor(a) Philipp Rösler
Vida
Nascimento 27 de dezembro de 1961 (52 anos)
Bad Honnef, Alemanha Alemanha Ocidental
Dados pessoais
Alma mater Universidade de Bonn
FernUniversität Hagen
Cônjuge Michael Mronz
Partido Freie Demokratische Partei, Deutschland (logo - 2005).svg FDP
Profissão Advogado
Website http://www.guido-westerwelle.de/

Guido Westerwelle (Bad Honnef, 27 de Dezembro de 1961) é um político alemão. É desde 2001 líder do FDP e desde outubro de 2009 o atual Ministro das Relações Exteriores da Alemanha e vice-chanceler do Segundo Gabinete Merkel.

Foi secretário geral do FDP entre 1994 e 2001. É formado em direito.

Vida privada[editar | editar código-fonte]

Ao assumir-se como homossexual, Guido Westerwelle deu um contributo para a normalização do estatuto dos homossexuais na Alemanha.

Guido Westerwelle tem por companheiro o empresário de Colónia Michael Mronz, gestor do CHIO alemão em Aachen e irmão do antigo tenista profissional Alexander Mronz. A forma correta de se referir ao seu companheiro na língua alemã é Lebenspartner, em vez de marido; pois muito embora a Alemanha foi considerada um país pioneiro e progressista em 2011, quando aprovou oficialmente as uniões entre pessoas do mesmo sexo, o casamento gay em si continua em pauta mas não aprovado). Ao contrário do caso do presidente da câmara de Berlim, Klaus Wowereit, outro homossexual assumido, a homossexualidade de Guido Westerwelle não foi tema de grande debate nas campanhas eleitorais.[1] É um facto conhecido, por vezes apontado, mas sempre como um tema da vida privada, pouco relevante para a discussão política, tal como os 4 casamentos de Gerhard Schröder ou o facto de Angela Merkel não ter filhos.

Literatura[editar | editar código-fonte]

  • Guido Westerwelle: Das Parteienrecht und die politischen Jugendorganisationen. Baden-Baden, Nomos, 1994, ISBN 3-7890-3555-6
  • Guido Westerwelle (Hrsg.): Von der Gefälligkeitspolitik zur Verantwortungsgesellschaft. Econ Tb., Düsseldorf/München, 1997, ISBN 3-612-26520-2
  • Guido Westerwelle: Neuland: Einstieg in einen Politikwechsel. Econ, München, 1998, ISBN 3-430-19602-7
  • Guido Westerwelle: Neuland. Die Zukunft des deutschen Liberalismus. ECON München 1999, ISBN 3-612-26658-6
  • Guido Westerwelle (Hrsg.): Mein Buch zur Wahl. Econ Tb., 2002, ISBN 3-548-75103-2

Referências

  1. focus.de, 22/07/04: Outing perfekt inszeniert, acessado em 28 de outubro de 2009

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Guido Westerwelle