Hassan Fathy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde março de 2017). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.


Hassan Fathy
Nascimento 25 de março de 1900
Alexandria
Morte 30 de novembro de 1989 (89 anos)
Cairo
Cidadania Egito
Alma mater Universidade do Cairo
Ocupação arquiteto
Prêmios Prêmio Right Livelihood, Prêmio Balzan
Empregador Universidade do Cairo
Mesquita de Nova Gourna

Hassan Fathy (em árabe: حسن فتحي, Alexandria, Egito, 1900 - Cairo, Egito, 1989) foi um arquiteto, engenheiro e inventor egípcio.

Crítico da industrialização da construção, voltou-se para o estudo das construções rurais da sua região, especialmente a construção artesanal com tijolos de adobe.

A partir de estudos de campo redescobriu a construção de cúpulas de tijolos sem o uso de formas, tecnologia autóctone que parecia estar esquecida.

É o arquiteto mais conhecido do Egito.

Fathy foi reconhecido com o Prémio Aga Khan de Arquitetura e pelo Prêmio Right Livelihood em 1980.

Fathy utilizou métodos de desenho e materiais tradicionais. Integrou o conhecimento da situação económica das zonas rurais do Egito com a arquitetura tradicional e as técnicas de desenho urbanístico. Incentivou e capacitou os habitantes do lugar para fazerem os próprios materiais e construir os seus próprios edifícios.

As condições climáticas, as considerações de saúde pública, e as habilidades dos ofícios tradicionais também determinaram o seu estilo.

Ocupou diversos cargos governamentais, entre 1980 e o ano da sua morte, em 1989.

Publicações[editar | editar código-fonte]

Construindo com o povo - arquitetura para os pobres; Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1982

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]