Hélder Moutinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Helder Moutinho)
Ir para: navegação, pesquisa
Hélder Moutinho
Informação geral
Nome completo Hélder António Moutinho Paiva dos Santos
Também conhecido(a) como Helder Moutinho
Nascimento 21 de fevereiro de 1969 (48 anos)
Local de nascimento Oeiras
Portugal
Nacionalidade português
Género(s) Fado
Ocupação(ões) Cantor
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 1994-presente
Outras ocupações Manager
Editora(s) Ocarina, Farol Música, Valentim de Carvalho, HM Música
Afiliação(ões) Camané, Pedro Moutinho
Página oficial heldermoutinho.pt

Hélder António Moutinho Paiva dos Santos, artisticamente conhecido por Hélder Moutinho (Oeiras, 21 de Fevereiro de 1969) é um fadista e poeta português. Hélder é o irmão do meio dos também fadistas Camané e Pedro Moutinho.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Hélder Moutinho nasceu em 21 de Fevereiro de 1969 em Oeiras.[1] Filho de Manuel Paiva, Hélder é o irmão do meio dos também fadistas Camané e Pedro Moutinho.[1][2]

Desde muito novo visitava com a família as casas de fado tendo enveredado, já na sua juventude, pela exploração de outros géneros musicais. No entanto, só em 1993, aos 24 anos, começou a cantar fado.[1]

Participa no ciclo "Fados na Mãe d'Água" da Lisboa'94: Capital Europeia da Cultura. [1] Na Expo'98 participa no espetáculo "Novas Vozes do Fado Antigo".[1][3]

Em 1997 funda a empresa de agenciamento HM Música que representa artistas de fado e músicas do mundo.[1]

Antes ainda de lançar o seu primeiro disco, Hélder Moutinho veria duas das letras de sua autoria serem gravadas por Mísia. Primeiro "Trago A Saudade Esquecida - Fado Carriche", para uma música de Raúl Ferrão, fez parte da banda sonora do filme Fátima (1997) de Fabrizio Costa.[4] Depois "Não Guardo Saudade à Vida", seria gravada para o álbum de Mísia Garras dos Sentidos de 1998.[1]

De resto, é possível encontrar letras de Hélder Moutinho em álbuns de Maria Dilar (Fados de Saudade, 1997), Joana Amendoeira (À Flor da Pele, 2006), Ana Laíns (Sentidos, 2006), Chico Madureira (Regresso, 2006), Marco Rodrigues (Fados da Tristeza Alegre, 2006) ou Raquel Tavares (Bairro, 2008).[5][6][7][8][9][10]

Sete Fados e Alguns Cantos

O seu álbum de estreia, Sete Fados e Alguns Cantos, é editado no final de 1999, através da editora discográfica Ocarina. O disco contou com produção de José Campos e Sousa.[1][11][12] Este trabalho contou com José António Mendes, na viola de fado, Arménio de Melo e Manuel Mendes na guitarra portuguesa, José Campos e Sousa e Litas na guitarra clássica e Eduardo Salgueiro na percussão.[11]

Luz de Lisboa

Em 2004 é lançado, novamente pela Ocarina, o seu segundo álbum Luz de Lisboa, com produção do próprio Hélder Moutinho.[1][13]. O trabalho recebeu o "Prémio Amália Rodrigues" para "Melhor Disco do Ano", atribuído pela Fundação Amália Rodrigues.[1][14]. "Ai do Vento" viria posteriormente a fazer parte da compilação promocional Exploratory Music from Portugal 05 editada pela secção britânica da Fundação Calouste Gulbenkian.[15][16]

Neste período, também os palcos internacionais recebem Hélder Moutinho, seja com duas digressões nos EUA, seja com actuações na Bélgica (Bruxelas, Espace Senghor) ou na Holanda (Utrecht, Muziekcentrum Vredenburg). Participa ainda no Festival de Rudolstadt, na Alemanha.[17][18]

Que Fado é Este que Trago?

No ano de 2008 regista-se a edição do álbum Que Fado é Este que Trago?, lançado pela Farol Música.[3][12]

Já na década de 2010, Hélder Moutinho participou no documentário O Fado da Bia (2012), realizado por Diogo Varela Silva, tendo com figura central a Beatriz da Conceição.[19] Destaque ainda para a actuação ao longo de seis noites, em agosto de 2012, no Centro Cultural de Belém (CCB), tendo como convidadas Maria da Nazaré e Filipa Cardoso.[3]Em Novembro de 2012 atua ao vivo no Teatro São Luiz com o espetáculo "Canções Urbanas", que junta Hélder Moutinho a Gisela João e JP Simões.[20]

1987

Hélder Moutinho regressou aos originais, em 2013, com o álbum conceptual 1987, abordando temas como a liberdade, o amor e a Mouraria, local onde foi gravado. Na sua base estão poemas de João Monge, Pedro Campos, José Fialho e do próprio Hélder Moutinho.[21]

Editado pela Valentim de Carvalho, 1987 chegou a ser considerado o seu melhor álbum,[22] tendo sido apresentado, na noite de 3 de Maio, no Teatro Municipal São Luiz.[2]

Nesta fase, Um Fado na Mouraria, o espectáculo de apresentação do álbum 1987, levou Hélder Moutinho a palcos nacionais e internacionais, com destaque às deslocações a países como Espanha, Rússia, Canadá ou Finlândia.[23][24]

Em 2015 foi um dos artistas desafiados por António Chainho a participar no seu disco de celebração de 50 anos de carreira, intitulado Cumplicidades tendo participado nos temas "Uma Guitarra Junto ao Peito" e "O Moinho", este último com o Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Serpa.[25]

O Manual do Coração

Passados três anos do seu último trabalho de originais, Hélder Moutinho anunciou para 6 de maio de 2016 a edição de O Manual do Coração com letras de João Monge e colaboração de artistas portugueses como Vitorino, João Gil, Manuel Paulo ou Mário Laginha.[26][27][28]

Bibliografia passiva[editar | editar código-fonte]

  • Pires, António (2014). Helder Moutinho. Fado Alma Lusitana. Série 3 ; 2. Lisboa: Levoir : Correio da Manhã (distrib.). 45 páginas. ISBN 978-989-682-394-8 [29]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

  • Sete Fados e Alguns Cantos (CD, Ocarina, 1999)[1][11]
  • Luz de Lisboa (CD, Ocarina, 2004)[1][13]
  • Que Fado É Este Que Trago? (CD, Farol Música, 2008)[12]
  • 1987 (CD, Valentim de Carvalho, 2013)[21]
  • O Manual do Coração (CD, HM Música, 2016)[carece de fontes?]

Álbuns de tributo[editar | editar código-fonte]

  • O Fado E As Canções do Alvim de Fernando Alvim (CD, Universal Music Portugal, 2011)[30]
  • Cumplicidades de António Chainho (CD, Sony Music, 2015) Temas: "O Moinho" e "Uma Guitarra Junto ao Peito"[25]

Outros[editar | editar código-fonte]

Compilações[editar | editar código-fonte]

  • Exploratory Music from Portugal 05 (CD, Calouste Gulbenkian Foundation, 2005) Tema: "Ai do Vento"[15][16]
  • Flor do Mar, banda sonora da telenovela Flor do Mar (CDx2, Farol Música, 2009) Tema: "Tenho Uma Onda no Mar"[31]
  • Fado World Heritage (CDx2, Universal Music Portugal, 2012)[32]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m Porto Editora (2003–2016). «Artigos de apoio : Hélder Moutinho». Porto: Infopédia. Consultado em 9 de maio de 2016 
  2. a b c Nuno Pacheco (4 de maio de 2013). «Crítica : Helder Moutinho em fado maior no São Luiz». Jornal Público. Consultado em 9 de maio de 2016 
  3. a b c Nuno Pacheco (1 de agosto de 2013). «Helder Moutinho, Maria da Nazaré e Filipa Cardoso vão contar-nos o fado no CCB». Jornal Público. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  4. «Fatima (1997 TV Movie) Soundtracks» (em inglês). Internet Movie Database. Consultado em 9 de maio de 2016 
  5. «Catálogo - Detalhes do registo de "Fados de Saudade"». Fonoteca Municipal de Lisboa. Consultado em 12 de maio de 2016 
  6. «Catálogo - Detalhes do registo de "À flor da pele"». Fonoteca Municipal de Lisboa. Consultado em 12 de maio de 2016 
  7. «Catálogo - Detalhes do registo de "Sentidos"». Fonoteca Municipal de Lisboa. Consultado em 12 de maio de 2016 
  8. «Catálogo - Detalhes do registo de "Regresso"». Fonoteca Municipal de Lisboa. Consultado em 12 de maio de 2016 
  9. «Catálogo - Detalhes do registo de "Fados da tristeza alegre"». Fonoteca Municipal de Lisboa. Consultado em 12 de maio de 2016 
  10. «Catálogo - Detalhes do registo de "Bairro"». Fonoteca Municipal de Lisboa. Consultado em 12 de maio de 2016 
  11. a b c «Catálogo - Detalhes do registo de "Sete fados e alguns cantos"». Fonoteca Municipal de Lisboa. Consultado em 12 de maio de 2016 
  12. a b c Ana Isabel Queiroz (coord.), Daniel Alves, Irene Fialho, Maria Luísa Costa e Oriana Alves (2014). «Anexos : Fontes discográficas». Paisagens Literárias e Percursos do Fado. Lisboa: Editora da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. p. 70. ISBN 978-972-9347-17-7. Consultado em 9 de maio de 2016 
  13. a b «Catálogo - Detalhes do registo de "Luz de Lisboa"». Fonoteca Municipal de Lisboa. Consultado em 12 de maio de 2016 
  14. Diário Digital / Agência Lusa (16 de outubro de 2005). «Prémios Amália entregues na próxima terça-feira». Diário Digital. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  15. a b «The Wire : Issue 261 :November 2005 : Exploratory Music From Portugal 05 CD» (em inglês). The Wire. Novembro de 2005. Consultado em 12 de maio de 2016 
  16. a b «Catálogo - Detalhes do registo de "Exploratory music from Portugal 05"». Fonoteca Municipal de Lisboa. Consultado em 12 de maio de 2016 
  17. NL, Agência Lusa (10 de abril de 2008). «Música: Hélder Moutinho canta na Holanda, onde "o fado já não está na moda"». Jornal de Notícias. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  18. Redação / ARC / Agência Lusa (20 de julho de 2008). «Fadista Hélder Moutinho em digressão pelos Estados Unidos». TVI24. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  19. Hélder Moutinho (em inglês) no Internet Movie Database. Consultado em 2016-05-09.
  20. Gonçalo Frota (21 de novembro de 2012). «JP Simões, Hélder Moutinho e Gisela João cantam esta noite à mesa no São Luiz». Jornal Público. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  21. a b Alexandra Ho (19 de fevereiro de 2013). «Hélder Moutinho: 'A música serve como arma'». Semanário Sol. Consultado em 9 de maio de 2016 
  22. João Miguel Tavares. «Hélder Moutinho : Crítica, Música». Time Out Lisboa. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  23. Agência Lusa (23 de agosto de 2015). «Fadista Helder Moutinho realiza digressão por quatro palcos espanhóis». RTP. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  24. «Hélder Moutinho em digressão no Canadá e Rússia». Diário Digital. 18 de novembro de 2015. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  25. a b Nuno Morais (3 de setembro de 2015). «António Chainho - "Cumplicidades" ao vivo». Antena 1. Consultado em 9 de maio de 2016 
  26. Agência Lusa (5 de abril de 2016). «Novo disco de Helder Moutinho inclui colaborações de Vitorino, Mário Laginha e João Gil». SapoMag. Consultado em 9 de maio de 2016 
  27. Andreia Mendes Pinho (28 de dezembro de 2015). «Hélder Moutinho edita novo álbum». Arte Sonora. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  28. «Helder Moutinho de regresso aos discos». SIC Notícias. 8 de fevereiro de 2016. Consultado em 11 de fevereiro de 2016 
  29. «Helder Moutinho / António Pires». Porbase - Bibioteca Nacional de Portugal. Consultado em 12 de maio de 2016 
  30. «Download grátis de música de Fernando Alvim». Semanário Expresso. 22 de setembro de 2011. Consultado em 12 de maio de 2016 
  31. «Catálogo - Detalhes do registo de "Flor do mar"». Fonoteca Municipal de Lisboa. Consultado em 12 de maio de 2016 
  32. «Fado : World Heritage (Contient)» (em francês). Médiathèques de Vannes. Consultado em 12 de maio de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Hélder Moutinho