Ilha de Alborão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ilha de Alborán

A Ilha de Alborão (espanhol: Isla de Alborán) é uma pequena ilha no Mar de Alborão, parte do Mar Mediterrâneo ocidental, a cerca de 55 km a norte da costa de Marrocos e 85 km a sul da província de Almeria, Espanha[1]. É uma possessão espanhola desde 1540[1], e foi tomada ao pirata tunisino Al Borani na Batalha de Alborão[2].. Alberga hoje uma pequena guarnição da Marinha Espanhola[3] e um farol automático. A sua possessão é reclamada por Marrocos em conjunto com outros territórios insulares e continentais ao longo da costa do Mar de Alborão incluindo as Ilhas Chafarinas, Melilha, Ilhéu de Alhucemas, Ilhéu de Vélez de la Gomera e Ceuta, como parte do Grande Marrocos.

Al Borani usava a ilha como refúgio[4] e lugar para fundear após assaltos a navios mercantes que passavam pelo Estreito de Gibraltar, e como plataforma de ataque contra as costas de Almeria[2].

Possessões espanholas no norte de África.

Dados gerais[editar | editar código-fonte]

  • Localização: 35° 55' N 3° 2' O
  • Área: c. 71,200 m². Ao pé da ilha fica o Ilhéu de La Nube[3].
  • Altitude: A ilha é uma plataforma plana que atinge apenas 15 m de elevação[5].
  • Curiosidades: Em adição ao seu valor estratégico, por volta de 1960 alguns supostos navios de pesca da União Soviética tentaram instalar uma base estável na ilha. Por essa razão o Exército Espanhol estabeleceu uma base permanente em Alborán para o seu controlo e protecção.

Entre as escassas construções existentes, destaca-se o farol (actualmente automatizado). A ilha conta, talvez surpreendentemente, com um campo de futebol.

Situada numa importante zona sísmica de choque entre a placa africana e a europeia, em Alborão ocorrem os epicentros de um significativo número de sismos de baixa intensidade. Em 1899 descobriu-se na ilha um novo mineral que tem o nome de alboranita.

A ilha e proximidades foram declaradas reserva marinha e reserva de pesca em 1997. Em 2003 o Parlamento andaluz aprovou por unanimidade a Lei de Declaração da Paisagem Natural de Alborão, ilhéu de La Nube e águas e fundos marinhos que a rodeiam.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b História da Ilha no mediomarino.almediam.org
  2. a b Ilha de Alborão no clubedelmar.org
  3. a b «Isla de Alborán». territoriosolvidados.com. 17 de Agosto de 2010. Consultado em 20 de Agosto de 2012. 
  4. «Paraje Natural de Alborán». waste.ideal.es. waste.ideal.es. Consultado em 20 de Agosto de 2012. 
  5. Perfil da Ilha no Windfinder.com

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]