João de Bragança, Duque de Beja

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
João
Infante de Portugal
Duque de Beja
Príncipe Real de Portugal
Reinado 11 de novembro de 1861
a 27 de dezembro de 1861
Antecessor(a) Luís I
Sucessor(a) Augusto
 
Nascimento 16 de março de 1842
  Palácio das Necessidades, Lisboa, Portugal
Morte 27 de dezembro de 1861 (19 anos)
  Palácio das Necessidades, Lisboa, Portugal
Sepultado em Panteão da Dinastia de Bragança, Igreja de São Vicente de Fora, Lisboa, Portugal
Nome completo  
João Maria Fernando Pedro de Alcântara Miguel Rafael Gabriel Leopoldo Carlos António Gregório Francisco de Assis Borja Gonzaga Félix
Casa Bragança
Pai Fernando II de Portugal
Mãe Maria II de Portugal
Religião Catolicismo

João de Bragança (nome completo: João Maria Fernando Pedro de Alcântara Miguel Rafael Gabriel Leopoldo Carlos António Gregório Francisco de Assis Borja Gonzaga Félix; Lisboa, 16 de Março de 1842Lisboa, 27 de Dezembro de 1861), foi um Infante de Portugal, filho da rainha Maria II de Portugal, e de seu marido, o rei Fernando II, foi Duque de Beja e Condestável do Reino. Nunca se casou, tendo morrido vitimado por uma doença infecto-contagiosa comum à época, a febre tifóide, pouco depois de seus irmãos Fernando e do próprio rei Pedro V.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascimento[editar | editar código-fonte]

O Duque de Beja, aos 10 anos de idade.

Dom João Maria Fernando Pedro de Alcântara Miguel Gabriel Rafael Leopoldo Carlos Antônio Gregório Francisco de Assis Borja Gonzaga Félix nasceu em 16 de março de 1842 no Palácio das Necessidades, Lisboa, Reino de Portugal. Era terceiro filho da rainha Maria II de Portugal e do rei consorte Fernando II. Foi nomeado Duque de Beja e detém o título adicional de Príncipe de Saxe-Coburgo-Gotha e Duque da Saxónia, por seu pai ser um príncipe alemão da Casa de Saxe-Coburgo-Gota.[2]

Educação[editar | editar código-fonte]

Infante D. João, Duque de Beja.png

João recebeu educação militar e foi coronel de um regimento de cavalaria. Visitava a Inglaterra e a França com o irmão o Duque do Porto, herdeiro presuntivo do trono, quando foram convocados a regressar a Portugal pelo irmão o rei Pedro V, que morria de febre tifóide ou cólera. Seu irmão morreu em 11 de novembro de 1861, antes que eles pudessem retornar, com seu irmão Fernando. Com a sua morte, o Duque do Porto tornou-se Rei Luís I e João tornou-se herdeiro presuntivo ao trono.[3]

Gravura do funeral do Duque de Beja.

Não foi herdeiro por muito tempo, falecendo um mês depois da mesma doença que matou os seus irmãos em Lisboa a 27 de Dezembro de 1861 com 19 anos e solteiro.[4][5]

Títulos, estilos e honrarias[editar | editar código-fonte]

Títulos e estilos[editar | editar código-fonte]

  • 16 de março de 1842 — 27 de dezembro de 1861: Sua Alteza Real, o Infante D. João, Duque de Beja

Honrarias[editar | editar código-fonte]

Ascendência[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. The Gentleman's Magazine. [S.l.]: 1862. p. 223 
  2. Almanach de Gotha. [S.l.: s.n.] 1861. p. 58 
  3. The Gentleman's Magazine. [S.l.: s.n.] 1862. p. 223 
  4. «Person Page». www.thepeerage.com. Consultado em 2 de novembro de 2021 
  5. «Joao, Duke of Beja, Infant of Portugal : Genealogics». www.genealogics.org. Consultado em 2 de novembro de 2021 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Infante D. Francisco de Bragança
Duque de Beja
Sucedido por
Infante D. Manuel de Bragança
Precedido por
Infante D. Luís de Bragança
Condestável de Portugal
Sucedido por
Infante D. Afonso de Bragança
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.