Augusto de Bragança, Duque de Coimbra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Augusto
Infante de Portugal
Duque de Coimbra
Nome completo
Augusto Maria Miguel Gabriel Rafael Agrícola Francisco de Assis Gonzaga Pedro de Alcântara de Loiola de Saxe-Coburgo-Gohta e Bragança
Casa Bragança-Saxe-Coburgo-Gota
Pai Fernando II de Portugal
Mãe Maria II de Portugal
Nascimento 4 de novembro de 1847
Lisboa, Portugal
Morte 26 de setembro de 1889 (41 anos)
Lisboa, Portugal
Enterro Panteão dos Braganças, Lisboa
Religião Catolicismo

Augusto de Bragança GCTEGCNSC (Lisboa, 4 de novembro de 1847 — Lisboa, 26 de setembro de 1889), infante de Portugal, foi o sétimo filho nascido do casamento entre a rainha Maria II de Portugal e o rei consorte Fernando II de Portugal. O seu nome completo era Augusto Maria Miguel Gabriel Rafael Agrícola Francisco de Assis Gonzaga Pedro de Alcântara de Loiola de Saxe-Coburgo-Gotha e Bragança.

Biografia[editar | editar código-fonte]

O infante Augusto foi feito duque de Coimbra, sendo o terceiro titular deste ducado. Permaneceu como herdeiro presuntivo de Portugal até seu irmão, o rei Luís I, gerar seu primeiro filho, Carlos I de Portugal, em 1863.

Ele foi um dos membros da corte que aceitou o casamento morganático de seu pai com Elise Hensler, a condessa de Edla, em 1869. Augusto viveu com o casal no chamado Chalet do Mouco, na Serra de Sintra[1].

Na freguesia de Amora, concelho do Seixal, a princesa Maria Benedicta, irmã da rainha Maria I, viúva do príncipe José e fundadora do Hospital dos Inválidos de Runa, teve um palácio e uma quinta que depois passou para a infanta Isabel Maria. Depois da morte desta infanta, o príncipe Augusto de Bragança comprou a propriedade, que no final do século passado a beneficiou com a plantação de vinhas e pinheiros e reedificarão do famoso Paço de Amora que ainda existe, embora em degradado estado de conservação.[2]

Augusto seguiu a carreira militar, atingindo a patente de general de divisão do Exército Português[3]. Faleceu solteiro e sem filhos e seu corpo foi enterrado no Panteão dos Braganças, em São Vicente de Fora.

Condecorações[editar | editar código-fonte]

Augusto de Bragança possuía as seguintes condecorações:

Ascendência[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Realeza Portuguesa
Dinastia de Bragança
Descendência
Duchy of Braganza (1640-1910).png