Johann Moritz Rugendas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Johann Moritz Rugendas
Nascimento 29 de março de 1802
Augsburgo, Baviera
Morte 29 de maio de 1858 (56 anos)
Weilheim an der Teck, Württemberg
Ocupação Pintor

Johann Moritz Rugendas (Augsburgo, 29 de março de 1802Weilheim an der Teck, 29 de maio de 1858) foi um pintor alemão que viajou por todo o Brasil durante o período de 1822 a 1825, pintando os povos e costumes que de fato ele pode encontrar. Rugendas era o nome que usava para assinar suas obras. Cursou a Academia de Belas-Artes de Munique, especializando-se na arte do desenho.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em uma família de artistas em Augsburgo, uma Cidade Imperial Livre do então Sacro Império Romano-Germânico, e, após as Guerras Napoleônicas, uma cidade do recém-criado Reino da Baviera em 1806. Estudou pintura com Albrecht Adam e posteriormente na Academia de Belas Artes de Munique. Integrou como desenhista e pintor a missão do barão de Georg Heinrich von Langsdorff e permaneceu no Brasil três anos.

Motivado pelo naturalista Alexander Humboldt (1769-1859) em Paris, Rugendas viajou para o México em 1831, com projeto de viagem pela América com objetivo de reunir material para nova publicação.

No México, começou a pintar a óleo, utilizando as técnicas assimiladas na Itália. A partir de 1834, percorreu a América do Sul, tendo visitado Chile, Argentina, Peru, Bolívia e Brasil.

Em 1845, voltou ao Rio de Janeiro, onde retratou membros da família imperial e foi convidado a participar da Exposição Geral de Belas Artes. No ano seguinte, partiu definitivamente para a Europa. Em troca de uma pensão anual e vitalícia, cedeu sua coleção de desenhos e aquarelas ao rei Maximiliano II, da Baviera.[1]

Obras[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Johann Moritz Rugendas
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Brasiliana da Biblioteca Nacional. Rio de Janeiro, 2001.
  • Malerische Reise in Brasilien. Paris: Engelmann & Cie., 1835, [1].
  • Voyage pittoresque dans le Brésil. Paris: Engelmann & Cie., 1835, [2], [3].
  • Pablo Diener e Maria de Fátima Costa. Rugendas e o Brasil. Obra Completa. Ed. Capivara: Rio de Janeiro, 2012.
  1. http://ambiarte.wordpress.com/2008/03/21/rugendas-e-o-desmatamento/