José Avillez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
José Avillez
Nascimento 24 de outubro de 1979 (38 anos)
Lisboa
Cidadania Portugal
Ocupação Chef

José de Avilez Burnay Ereira (Lisboa, 24 de outubro de 1979) mais conhecido por José Avillez, é um chef de cozinha e empresário português. É um dos mais conceituados chefs de Portugal.[1] No início de 2012, José Avillez inaugurou o restaurante Belcanto, totalmente renovado, que menos de um ano após a sua abertura foi distinguido com uma estrela Michelin. Em 2014, o Belcanto recebeu a segunda estrela Michelin e, em 2015, foi considerado um dos melhores restaurantes do mundo[2] pela lista The World's 50 Best Restaurants, organizada pela revista «Restaurant». Actualmente, tem vários restaurantes em Lisboa, no Chiado, e um no Porto. O seu tipo de cozinha, contemporânea e de essência portuguesa,[3] já lhe valeu diversas distinções nacionais e internacionais, incluindo a de «Chefe de Cozinha do Ano», em 2015, atribuído pela revista «WINE».[4]

Família[editar | editar código-fonte]

Filho de José Burnay Nunes Ereira (Cascais, 7 de novembro de 1950), trineto do 1.º Conde de Burnay, e de sua mulher, Maria de Fátima de Miranda de Avillez (Cascais, 13 de outubro de 1952), trineta do 1.° Visconde do Reguengo e 1.° Conde de Avillez. Irmão de Teresa de Avillez Burnay Ereira (Lisboa, 2 de abril de 1978).[5] É casado (2 de maio de 2015) com Sofia Melo de Castro Ulrich (2 de maio de 1975), filha de Fernando Ulrich.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Licenciou-se em Comunicação Empresarial pelo Instituto Superior de Comunicação Empresarial, com uma tese dedicada ao estudo da identidade e da imagem da gastronomia portuguesa avaliada em 16 valores.[6] Iniciou a sua carreira no restaurante Fortaleza do Guincho, em Cascais. Trabalhou com José Bento dos Santos, na Quinta do Monte d'Oiro e privou profissionalmente em sessões de estudo com Maria de Lourdes Modesto.

Entre viagens de estágio e de trabalho, passou pelas cozinhas dos grandes mestres mundiais, como por exemplo Alain Ducasse, Éric Fréchon e Ferran Adrià.

Em 2005, na sequência do trabalho realizado e de um jantar de apresentação que preparou no Hotel Bristol em Paris, recebeu o prémio «Chef d'Avenir», atribuído pela Academia Internacional de Gastronomia, composta por representantes de mais de 40 países de todo o mundo.

No segundo semestre desse ano, integrou a equipa do restaurante El Bulli em Roses, Barcelona, para um estágio profissional.

Foi chef executivo do Restaurante Tavares de 2008 a 2011, onde, em 2009, foi reconhecido pela primeira vez com uma estrela do Guia Michelin.

Restaurantes[editar | editar código-fonte]

Em Setembro de 2011, abriu um novo restaurante, o Cantinho do Avillez, no Chiado, em Lisboa.

Em Janeiro de 2012, inaugurou o restaurante Belcanto, que apresenta uma alta-cozinha portuguesa. Nesse mesmo ano, acompanhou Anthony Bourdain na sua vinda a Lisboa para filmar o programa «No Reservations».[7]

Em Março de 2013, abriu o restaurante Pizzaria Lisboa. Em Setembro desse ano, inaugurou o Café Lisboa, situado no Largo de São Carlos.

Em Março de 2014, abriu o bar e restaurante Mini Bar, no Teatro de São Luiz, em Lisboa. Em Setembro do mesmo ano, inaugurou o Cantinho do Avillez no Porto.

Em Agosto de 2016, inaugurou o Bairro do Avillez, um espaço único a não perder, no Chiado, composto por cinco conceitos diferentes: Mercearia, Taberna, Páteo, Beco e Cantina Peruana.

Em Março de 2017, inaugurou o Beco – Cabaret Gourmet, inserido no Bairro do Avillez, no Chiado, com o conceito de jantar-espectáculo. Atrás de uma passagem escondida, este local envolto em mistério só abre portas ao fim do dia e, para o jantar-espectáculo, apenas entra quem tiver bilhete. Este é um lugar especial onde se cruza a alta-cozinha com o mundo do espectáculo, numa experiência total e memorável.

Em Julho de 2017, abriu a Cantina Peruana, inserida no Bairro do Avillez, onde apresenta os genuínos sabores da cozinha peruana pela mão do seu amigo e chef peruano de renome internacional, Diego Muñoz.

Em Dezembro de 2017, aceitando o desafio do El Corte Inglés Lisboa, abriu a Tasca Chic com sabores portugueses, o Jacaré, um carnívoro vegetariano, e o Barra Cascabel, um espaço com os melhores sabores mexicanos que resulta de uma parceria com o chef Roberto Ruiz.

Em Janeiro de 2018 abriu a Pitaria, um espaço descontraído que serve os melhores sabores do Médio Oriente em pão pita.

Em Março de 2018 inaugurou a Cantina Zé Avillez, uma cantina contemporânea, com muita luz e simpatia de onde saem alguns dos melhores e mais típicos pratos portugueses.

Distinções[editar | editar código-fonte]

2018
José Avillez foi agraciado com o Grand Prix de l'Art de la Cuisine atribuído pela Academia Internacional de Gastronomia[8]

2017

O restaurante Belcanto ocupa a 85ª posição na lista The World's 50 Best Restaurants List organizada pela revista «Restaurant». [1]

O Belcanto foi distinguido com o Garfo de Ouro pelo guia «Boa Cama, Boa Mesa» do jornal «Expresso».

2016

O restaurante Belcanto recebeu o prémio Condé Nast Traveler International para Melhor Restaurante Internacional.[9]

O guia «Boa Cama, Boa Mesa», publicado pelo jornal «Expresso», atribuiu ao Belcanto o Garfo de Ouro.[10]

José Avillez recebeu dois prémios do blogue gastronómico «Mesa Marcada»: «Chef do Ano 2015» e «Restaurante do Ano 2015», atribuído ao Belcanto.[11]

O Belcanto foi distinguido com o prémio «Restaurante Gastronómico do Ano 2015», atribuído pela revista «WINE – A Essência do Vinho».[12]

2015

O Belcanto foi incluído na lista The World’s 50 Best Restaurants, organizada pela revista «Restaurant», ficando na 91.ª posição.[13]

O «Guia Repsol 2015» distinguiu o Belcanto com três sóis Repsol, e o Mini Bar e o Cantinho do Avillez (Lisboa e Porto) com um sol Repsol.

José Avillez foi distinguido com o prémio «Gastronomia David Lopes Ramos 2014» pela «Revista de Vinhos».[14]

Distinguido com o prémio «Chef de Cozinha do Ano» pela revista «WINE».[15]

O Belcanto foi distinguido com o Garfo de Ouro pelo guia «Boa Cama, Boa Mesa», publicado pelo jornal «Expresso».[16]

2014

O Belcanto foi distinguido com duas estrelas Michelin.[17]

O Belcanto foi distinguido com o Garfo de Ouro pelo guia «Boa Cama, Boa Mesa», publicado pelo jornal «Expresso».[18]

Recebeu dois prémios do prestigiado blogue gastronómico «Mesa Marcada»: «Chef do Ano 2013» e «Restaurante do Ano 2013», atribuído ao Belcanto.[19]

2013

Distinguido com o prémio «Chef do Ano» pelo guia «Boa Cama, Boa Mesa», publicado pelo jornal «Expresso».[20]

O Belcanto foi distinguido com a mais alta distinção atribuída aos restaurantes, o Garfo de Platina, pelo guia «Boa Cama, Boa Mesa», publicado pelo jornal «Expresso».[21]

O Belcanto foi nomeado para a primeira lista anual "Foodie Top 100 Restaurants: Europe, UK & Asia Pacific".[22]

O Belcanto foi distinguido com três sóis Repsol pelo «Guia Repsol 2014».[23]

2012

O Belcanto foi distinguido com uma estrela Michelin.[24]

Televisão, Rádio e Imprensa[editar | editar código-fonte]

Apresentou o programa Combinações ImProváveis, no canal SIC Mulher,[25] e, antes disso, foi apresentador de três temporadas do programa JA ao Lume, também no canal SIC Mulher.[26]

Entre 2014 e 2016 apresentou um programa nas «Manhãs da Rádio Comercial» intitulado «O Chef Sou Eu»,[27] em que sugeria receitas, partilhava dicas de cozinha e conversava sobre curiosidades gastronómicas.

É convidado frequente, como entrevistado e comentador, em programas de televisão e rádio, e é autor de uma receita semanal na «Revista E» do Semanário Expresso.

Livros[editar | editar código-fonte]

Em 2006, José Avillez lançou o seu primeiro livro, «Um Chef em Sua Casa», tendo sido, nesse ano, um dos livros de cozinha mais vendidos em Portugal, com mais de 15 mil exemplares, e também lançado no Brasil.

Em 2011 publicou «Petiscar Com Estilo», um livro trilingue que reúne receitas dos petiscos típicos de Portugal. Nesse mesmo ano, participa no livro «A Boy After the Sea 2», de Kevin Snook, juntamente com Heston Blumenthal, Thomas Keller e Daniel Boulu.[28]

Em 2013, José Avillez regressa à escrita com «Cantinho do Avillez - As Receitas», um livro bilingue que dá a conhecer algumas das receitas de sucesso do seu restaurante com o mesmo nome.[29]

Em 2015, publicou, numa iniciativa conjunta com o Semanário Expresso, o livro «Receitas Leves».[30]

Em 2016, publicou o livro «Combinações ImProváveis», edição bilingue, que reúne as melhores receitas do programa de televisão com o mesmo título.[31]

Além dos livros publicados em nome próprio, participou ainda em diversas publicações, como o livro «COCO», organizado pelo chef Ferran Adrià ou «Where The Chef's Eat», da autoria do crítico gastronómico Joe Warwick.

Referências

  1. «"A Visit to the Kitchen of Star Portuguese Chef José Avillez"». Wall Street Journal 
  2. «"Belcanto, de José Avillez, considerado um dos 100 melhores restaurantes do mundo"». Observador 
  3. «José Avillez define sua cozinha como criativa, mas com essência portuguesa». gshow.globo.com 
  4. «José Avillez É o Chef do Ano». expresso.sapo.pt 
  5. "Livro Genealógico das Famílias desta Cidade de Portalegre de Manuel da Costa Juzarte de Brito", Nuno Gonçalo Pereira Borrego e Gonçalo Manuel de Melo Gonçalves Guimarães, 1.ª Edição, Lisboa, 2002, p. 108
  6. «"José Avillez há 12 anos"» 
  7. «No Reservations in Lisbon». Travel Channel 
  8. http://pt.euronews.com/2018/02/06/-chef-portugues-jose-avillez-eleito-o-melhor-cozinheiro-do-mundo
  9. «Belcanto eleito o melhor restaurante internacional». tvi24 
  10. «Guia Boa Cama Boa Mesa: Penha Longa Resort e Feitoria vencem em 2016». Jornal Expresso 
  11. «José Avillez e Restaurante Belcanto vencem prémio». VerPortugal 
  12. «Wine divulga os melhores do ano» 
  13. «Belcanto, de José Avillez, considerado um dos 100 melhores restaurantes do mundo». Observador 
  14. Público. «Avillez distinguido com o Prémio de Gastronomia David Lopes Ramos» 
  15. «José Avillez é o chefe do ano para a revista "Wine"». Jornal Expresso 
  16. «Boa Cama Boa Mesa. Restaurante São Gabriel e Vila Vita Parc Hotel vencem em 2015». Jornal Expresso 
  17. «Guia Michelin 2015: Belcanto ganha a 2ª estrela, S. Gabriel recupera a perdida e Pedro Lemos estreia-se a ganhar». mesamarcada.blogs.sapo.pt 
  18. «Restaurante Fortaleza do Guincho e hotel Conrad Algarve vencem 'Boa Cama Boa Mesa' 2014». Jornal Expresso 
  19. «Mesa Marcada elegeu os melhores da gastronomia» 
  20. «Mesa Marcada - Os 10 Preferidos de 2012: Restaurantes | Chefes| Vinhos | Enólogos». mesamarcada.blogs.sapo.pt 
  21. «Restaurante Belcanto: Conheça o Garfo de Platina 2013». Boa Cama Boa Mesa 
  22. «Belcanto na Foodie Top 100 Restaurants | Marketeer». marketeer.pt 
  23. SOL, Jornal. «Quatro restaurantes portugueses reconhecidos no Guia Repsol 2014». Semanario SOL 
  24. Público. «Belcanto de José Avillez recebe primeira estrela Michelin, Tavares e Arcadas da Capela despromovidos». Life&Style 
  25. «COMBINAÇÕES imPROVÁVEIS». SIC 
  26. «JA ao Lume». SIC 
  27. «O Chef Sou Eu – Rádio Comercial». radiocomercial.iol.pt 
  28. «José Avillez participa em livro solidário com chefs internacionais». Semanário Expresso 
  29. «José Avillez: Livro Inspirado na Cozinha Tradicional Portuguesa». Revista Caras 
  30. ««Chef» José Avillez Apresenta Novo Desafio Profissional Junto da Mulher e dos Filhos». Revista Caras 
  31. «Combinações Improváveis - A Esfera dos Livros». www.esferadoslivros.pt 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]