Juliano Medeiros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Juliano Medeiros
Ivan Valente (E) e Juliano Medeiros (D) durante o VI Congresso Nacional do PSOL, em 2017.
Presidente Nacional do Partido Socialismo e Liberdade
Período 10 de janeiro de 2018
até a atualidade
Antecessor Luiz Araújo
Dados pessoais
Nascimento 17 de setembro de 1983 (37 anos)
Sapucaia do Sul, RS
Nacionalidade brasileiro
Alma mater Universidade de Brasília
Partido PT (1999-2005)
PSOL (2005-presente)
Profissão Historiador e cientista político

Juliano Medeiros (Sapucaia do Sul, 17 de setembro de 1983) é um historiador e cientista político brasileiro. Desde janeiro de 2018 ocupa a presidência do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).[1]

Historiador e Mestre em História pela Universidade de Brasília (UnB), é Doutor (PhD) em Ciências Políticas pela mesma instituição. Co-autor e organizador de Um Mundo a Ganhar e Outros Ensaios (Multifoco, 2013), Um Partido Necessário - 10 anos do PSOL (Fundação Lauro Campos, 2015) e Cinco Mil Dias: o Brasil na era do lulismo (Boitempo, 2017), colabora com sites, jornais e revistas no Brasil e exterior.[2]

Em 2018 coordenou a campanha de Guilherme Boulos à Presidência da República pelo PSOL[3] e, no segundo turno, após decisão do partido, passou a integrar a coordenação da campanha de Fernando Haddad[4]. Desde a vitória de Jair Bolsonaro, participa do Fórum dos Presidentes de Partidos de Oposição[5].

Durante mais de uma década Juliano Medeiros foi dirigente da corrente interna Ação Popular Socialista - Corrente Comunista do PSOL. Em Junho de 2019, a APS-CC se fundiu com o Coletivo Rosa Zumbi e mais oito coletivos regionais para fundar a Primavera Socialista, atualmente maior tendência do PSOL, da qual Juliano também é dirigente.[6]

Referências

  1. IstoÉ (3 de dezembro de 2017). «Congresso do PSOL elege Juliano Medeiros como novo presidente nacional». Consultado em 3 de dezembro de 2017 
  2. https://www.escavador.com/sobre/5529204/juliano-medeiros
  3. Folha de S. Paulo (5 de março de 2018). «Boulos se filia ao PSOL e candidatura pelo partido deve ser votada no sábado». Folha de S. Paulo. Consultado em 28 de abril de 2020 
  4. G1 (9 de outubro de 2018). «PSOL declara apoio a Haddad no segundo turno das eleições presidenciais». G1. Consultado em 28 de abril de 2020 
  5. Vermelho. (29 de maio de 2019). «Fórum dos Partidos de Oposição realiza sua segunda reunião.». Consultado em 28 de abril de 2020 
  6. http://guarabira50graus.blogspot.com/2019/07/nasceu-primavera-socialista.html