Juquiá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o rio de mesmo nome, veja Rio Juquiá.
Juquiá
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Juquiá
Bandeira
Hino
Gentílico juquiaense
Localização
Localização de Juquiá em São Paulo
Localização de Juquiá em São Paulo
Juquiá está localizado em: Brasil
Juquiá
Localização de Juquiá no Brasil
Mapa de Juquiá
Coordenadas 24° 19' 15" S 47° 38' 06" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Região intermediária[1] Sorocaba
Região imediata[1] Registro
Municípios limítrofes Tapiraí, Sete Barras, Registro, Iguape e Miracatu
Distância até a capital 161 km
História
Fundação 1851
Emancipação 10 de abril de 1948 (71 anos)
Aniversário 10 de abril
Administração
Prefeito(a) Renato Soares (MDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [3] 812,799 km²
População total (estimativa IBGE/2018[4]) 18 908 hab.
Densidade 23,3 hab./km²
Clima Subtropical (Cfa)
Altitude 17 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 11800-000 a 11849-999[2]
Indicadores
IDH (PNUD/2010[5]) 0,700 alto
PIB (IBGE/2012[6]) R$ 233,436 Reais
PIB per capita (IBGE/2012[6]) R$ 12,250 66 Reais
Outras informações
Padroeiro(a) Santo Antônio[7]

Juquiá é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localizado na Mesorregião do Litoral Sul Paulista e na Microrregião de Registro.

História[editar | editar código-fonte]

A povoação de Santo Antônio de Juquiá foi fundada em 1829 por Felipe Fernandes. Em abril de 1853, foi elevada à condição de freguesia (ainda pertencendo a Iguape) e, com o advento da República, de distrito.[8] O nome Juquiá só foi oficializado com a Lei nº 9073, de 31 de março de 1938.[8]

Em 30 de novembro de 1938, o distrito passou a pertencer ao município de Prainha, que a partir de 1944 se chamaria Miracatu.[8] Em 24 de dezembro de 1948, veio a emancipação, pela Lei nº 233/1948.[8]

O nome Juquiá, em tupi-guarani, pode significar "rio sujo", "espinho de fruta" ou "armadilha para peixe".[8]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Juquiá localiza-se na microrregião de Registro, Vale do Ribeira, sul do estado, à latitude 24º19'15" sul e à longitude 47º38'05" oeste; tem altitude de 17 metros.

Localizada entre São Paulo e Curitiba, faz divisa com Miracatu, Sete Barras, Registro, Iguape e Tapiraí, sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 18 908[4] habitantes.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

A cidade é cortada por três rodovias: a BR-116, também chamada de Rodovia Régis Bittencourt, a SP-79, que liga Juquiá ao município de Sorocaba e a SP-165, que liga Juquiá ao município de Sete Barras. Também é cortada por uma ferrovia desativada.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município também é cortado por três rios: O rio Juquiá que deságua no rio Ribeira do Iguape e que se origina nos rios Juquiá-Guaçu, Assungüi e São lourenço, ambos no município de Juquiá.

A cidade também possui duas usinas hidrelétricas, a usina Salto do Iporanga, no bairro Iporanga, a Usina Hidrelétrica do Alecrim, no bairro Juquiá-guaçu, todas pertencentes a usina hidrelétrica CBA.

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade foi atendida pela Cia. Telefônica de Itanhaém[9] até 1976, quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[10], que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[11], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[12] para suas operações de telefonia fixa.

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia do município provém-se da piscicultura, pecuária e agricultura em pequena escala, empregando formalmente 574 pessoas, com uma renda média de R$458,10 (SEADE, 2007). De acordo com dados do SEADE a agricultura de Juquiá em 2007 era formado por um rebanho: - bovinos:8.202 - bubalinos: 69 - caprinos: 90 - galinhas: 700 - galos, frangas, frangos e pintos: 10.000 - muares: 100 - ovinos: 212 - suínos 1.100

Ainda de acordo com o SEADE, 2007, Juquiá teve uma produção de: - leite: 583.000 litros/ano - mel de abelha: 4.000 kg - ovos de galinha: 12 mil dúzias - arroz: 4 toneladas - banana: 78.625 cachos - coco: 198 mil frutos - feijão: 8 toneladas - milho: 47 toneladas

A área cultivada foi a seguinte: - arroz: 4 ha - banana: 3.145 ha - coco: 33 ha - feijão: 10 ha - milho: 26 ha - Total: 3.218 ha

Administração[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

No município há somente dois prestadores de serviços educacionais de ensino superior: UNIARARAS, que oferece somente o curso de Pedagogia, e a UNIMES (Universidade Metropolitana de Santos).

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010

População total: cerca de 19.246

(Fonte: Atlas do Desenvolvimento do Brasil)

Juquiaenses notórios[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 25 de julho de 2015 
  4. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 21 de setembro de 2018 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de julho de 2015 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2012». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 25 de julho de 2015 
  7. Câmara Municipal de Juquiá. «Calendário oficial de festas e comemorações do município de Juquiá» (PDF). Prefeitura Municipal de Juquiá. p. 2. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 13 de fevereiro de 2019 
  8. a b c d e «São Paulo: Juquiá». IBGE. Consultado em 10 de abril de 2016 
  9. «Incorporação da Cia. Telefônica de Itanhaém pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  10. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  11. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  12. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]