Língua de sinais britânica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Língua de Sinais Britânica
Utilizado em: Reino Unido
Total de usuários: Cerca de 50.000
Família: en:BANZSL
Códigos de língua
ISO 639-1: nenhum
ISO 639-2: sgn-GB (Sinais)
ISO 639-3: bfi
Lista de Língua de Sinais
O alfabeto gestual.

A Língua de Sinais Britânica (em Portugal: Língua Gestual Britânica, nome original: British Sign Language, também conhecida como BSL) é a língua de sinais através da qual a comunidade surda, no Reino Unido, se comunica. É a língua preferencialmente usada pelos surdos no Reino Unido; existem 125,000[1] adultos surdos, no Reino Unido, que usam a BSL, além de cerca de 20,000 crianças. Este idioma faz uso do espaço e envolve movimentos das mãos, corpo, rosto e cabeça, na sua produção. Milhares de pessoas que não são surdas usam este idioma, como familiares de pessoas surdas, intérpretes de língua de sinais, entre outros, a fim de comunicar com a comunidade surda.

História[editar | editar código-fonte]

Há registos de uma língua de sinais, extinta, que era usada entre as comunidades surdas britânicas, por volta de 1570. A BSL desenvolveu, tal como todas as línguas, destas origens, através da modificação, invenção e importação. [2][3]

Referências

  1. IPSOS Mori GP Patient Survey 2009/10
  2. Deaf people and linguistic research ,Professor Bencie Woll ,Director of the Deafness, Cognition and Language Research Centre based at University College London. British Science Association. Accessed October 2010.
  3. Kyle & Woll (1985).Sign Language: the study of deaf people and their language Cambridge University Press, p. 263

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.